Um boneco à presidência

O que é que um cartaz diz? Muito mais do que o que consta em palavras, seguramente. Este parece apelar ao voto no boneco. Literalmente.

Detesto tudo o que Isaltino Morais representa

Mas não é com golpadas baixas que deve ser vencido. Que a culpa não morra solteira.

No princípio era o Verbo

E o verbo está errado. Excepto, claro, se o objectivo for fazer campanha por Fernando Medina.

Gabriela Canavilhas – a expressão da insanidade do centralismo partidário

A açoreana Gabriela Canavilhas, ex-Ministra da Cultura, ex-deputada eleita por Viana do Castelo, actual deputada eleita pelo Porto, é candidata à presidência da Câmara de Cascais!
É este género de imposições partidárias centralistas às regiões e aos municípios que exponencia o descrédito nos partidos políticos!
gabriela-canavilhas-1

ps: fotografia de Cida Garcia.

Errata: um amigo informou-me que Gabriela Canavilhas é natural de Angola.

O bando

Nesta fotografia vê-se uma estrutura que servirá de suporte a propaganda partidária para as próximas eleições autárquicas. Passados uns dias depois do mamarracho ter sido edificado, ainda nada mais nele foi pendurado. Deverá ser um caso de marcação de território, faltando saber se envolveu micção.

Assaltam o espaço público, a coberto  do chapéu da lei, essa que os próprios fizeram, onde cravam o seu abundante lixo partidário, numa selvajaria que bem demonstra o valor que dão às cidades que gerem. Meros instrumentos para atingir o objectivo. 

O mal amado?

[Rui Naldinho]

Para um leigo que olha para o panorama político português através dos vários meios de comunicação social e das redes sociais, constato, dessa leitura, que a imagem de autarca modelo de Rui Moreira, não é assim tão consistente como parecia ser, apesar de muita propaganda em torno das suas acções. Também verifico que a sua margem de manobra como vencedor incontestável nas próximas eleições autárquicas, no Porto, parece não ser tão confortável.

Eu não estou a criticar a sua gestão no município. Longe disso. Mas, face aos últimos acontecimentos políticos, apenas me revejo naquele ditado popular:

“Zangam-se as comadres, descobrem-se as verdades!”

Manuel Pizarro e Rui Moreira

Manuel Pizarro e Rui Moreira

[Read more…]

Os entrevistados da semana e as Autárquicas

[Rui Naldinho]

O actual e o ex primeiro-ministros foram ambos entrevistados esta semana. Registo o facto de a SIC já ter entrevistado Passos Coelho três vezes no espaço de um ano, ABR16
, OUT16 e ABR17, enquanto António Costa, chefe do governo ter sido entrevistado pela estação de Carnaxide uma única vez. Coincidências ou não, a SIC cada vez parece mais a estação de televisão do “Diabo”. Que tal pôr o “mafarrico” como a sigla do canal de Francisco Balsemão?


[Read more…]

PSD procura candidato para a CML

procura-se candidato para a CML

Ontem no DN. Na linha do antigo anúncio do Aventar.

A rebaldaria em Gondomar e a cumplicidade do Presidente da Câmara

img_0022
A besta proprietária deste carro mudou-se há pouco tempo para a rua e já encontrou o seu lugar privativo. Todos os dias, ao fim da tarde, chega a casa, estaciona no mesmo sítio de sempre e vai descansar. Se for 6ª Feira, só volta a pegar no carro na 2ª de manhã. Não interessa se há lugares uns metros mais à frente ou atrás – e muitas vezes há. Ali está melhor, porque fica à porta de casa.
E é ver os muitos jovens que vivem por aqui, numa rua muito movimentada, a terem de ir pelo meio da rua para atravessar. No dia em que forem atropelados, fora da passadeira, a culpa nunca será da besta que a ocupa, mas sim de quem atropelou.
Estou perfeitamente à vontade para falar do Marco Martins, Presidente da Câmara de Gondomar. Tinha 14 anos quando o conheci, na Escola Secundária onde cheguei a dar-lhe algumas aulas. Moí-lhe o juízo durante 2 anos, já ele era Presidente da Junta, para instalar uns pilaretes na minha rua que impedissem os condutores de estacionar em cima do passeio. Votei nele nas Autárquicas de 2013. Nele. Por ser ele. Não por ser do PS.
Mas ao fim de 3 anos, o que vejo, com desilusão, é uma mão-cheia de nada no que toca aos direitos dos cidadãos e em particular dos peões – aqueles que, na selva do trânsito, mais precisam de ser defendidos. E não me venham com a pesada herança do Major – é verdade que foi pesada, mas para isto a desculpa não cola.
Pintar passadeiras. Instalar sinalização. Criar baías através do estreitamento dos passeios nas zonas de atravessamento de peões. Reforçar a acção da Polícia Municipal nessas áreas. Pedir a intervenção da PSP e da GNR. Pilaretes. Sinais luminosos. Sensores. Bloqueadores. Quantos milhões eram necessários, Marco? [Read more…]