O esgoto do entretenimento televisivo, ridicularizado em 3:21 minutos


Não vos trago uma grande novidade, até porque este fantástico sketch do ainda mais fantástico canal Q já tem mais de dois anos. Acontece que, dois anos depois, este show de variedades duvidosas, música de qualidade questionável em formato playback e massacre psicológico via chamadas de valor acrescentada continua no ar.

Não sei que audiências terão este tipo de programas, dos quais a RTP já abdicou – já era tempo de parar de gastar dinheiro dos contribuintes com mediocridades destas – mas poucos formatos ilustram tão bem a mediocridade de um país onde há quem vote na Ágata para vice-presidente de uma autarquia. Agora imaginem o quão fácil é para um Isaltino.

Comments

  1. Ana A. says:

    Constata-se que a mediocridade (parolice) é genética! E por mais que se renovem as gerações parece haver uma continuidade. Eu tenho 62 anos e custa-me ver na geração dos 20/30 anos, coisas que eu já abominava quando era jovem, apesar de vir de uma família modesta.

  2. Ricardo Silva says:

    Abaixo as eleições burguesas! O Partido é que sabe o que é o melhor para todos! O Partido é o Povo! Avante Camaradas!

    • Fernando says:

      Que escolha tem quando os três canais generalistas de sinal aberto transmitem essencialmente o mesmo?

      O vídeo é uma realista paródia da realidade televisiva nacional.

      • Deixe de assistir a esses Canais e adira ao NetFlix por exemplo.

        Rui SIlva

        • E aqueles para quem pagar NetFlix mais um acesso à Internet seria “viver acima das suas possibilidades”?

          • Viver acima das possibilidades é pagar várias taxas de Audio-Visual obrigatóriamente e ter programas fantásticos como é o objecto do post na RTP.
            Acabando com a RTP pública e reduzindo o imposto respectivo ao “portuga” , dava para pagar o netflix ou outro qq à escolha.

            Rui Silva

        • Fernando says:

          A TVI e SIC só por serem privadas não significa que não tenham responsabilidades públicas.

          Segundo o dogma vigente, o tal que a concorrência é sempre positiva e resulta sempre em melhor, deveríamos ter agora TVs com qualidade superior aquilo que tínhamos anteriormente, mas olhando para o panorama televisivo o que aconteceu foi o contrário.
          E quem tem estado na linha da frente da decadência têm sido precisamente os privados, especialmente a TVI, não que a RTP seja muito melhor…

          • Quais são as responsabilidades públicas da TVI e SIC e Netflix ?

            Rui Silva

          • Fernando says:

            O conceito de responsabilidade social por parte de empresas privadas é um conceito estranho para alguns…
            As empresas privadas existem no mesmo mundo que todos nós, utilizam o espaço e recursos públicos como todos nós.
            À TVI e SIC foram lhes concedidas licenças para operarem dentro de certos padrões de qualidade, coisa que muitos acham que não o fazem.
            Se querem acabar com a RTP, força, mas a TVI e SIC continuarão a merecer as críticas pela baixa qualidade de conteúdos que transmitem.

          • Você que parece estar dentro do assunto explique-me quais são esses padrões de qualidade ?

            Rui SIlva

          • Fernando says:

            Mas o Rui deve saber o que são esses padrões de qualidade pois para sugerir um serviço alternativo, deve saber que o baixo nível dos canais generalistas é recorrente…

          • Não, eu não sugeri nenhuma alternativa à qualidade da RTP. Apenas disse que aqueles para quem a qualidade da RTP não servisse podiam optar pelo Netflix (ou outro à sua escolha).

            O que acho engraçado é que você
            1)depois de saber que quem adere ao NetFlix (ou outro qq à sua escolha) está a viver acima das suas possibilidades mas já não pensa o mesmo, quando aos mesmos, é extorquido a taxa de audio-visual
            2) que acha que os canais de tv devem ter “certos padrões de qualidade”
            3) que acha que os canais privados têm responsabilidades públicas.

            não saiba definir esses requisitos.
            Mas isto só vem comprovar aquilo que eu penso.
            Ninguém como você, deve administrativamente definir os meus ou quaisquer padrões de qualidade. Por uma razão muito simples você nem sabe os seus ( veja o conteudo da sua resposta : nenhum) , quanto mais os dos outros…

            Rui Silva

          • Fernando says:

            O comentário do “viver acima das possibilidades” não é meu.

            O Rui ficou incomodado porque sabe que os canais generalistas têm vindo a diminuir de qualidade mesmo com concorrência privada, e como o Rui é um crente que a iniciativa privada é sempre boa e melhor que a pública não consegue admitir a influência negativa dos canais privados no panorama audiovisual.

            Pessoalmente, é-me indiferente que a RTP continue ou não a existir, aliás, se calhar era bom que acabasse de uma vez pois assim ficávamos apenas com a mediocridade do privado, depois, pessoas como o Rui deixavam ter a RTP como desculpa.

          • Fico contente em concordar consigo na parte em que reconhece que uma mediocridade é melhor que duas. Acrescento no entanto, que sempre será melhor ficarmos com a mediocridade pela qual não somos compulsivamente obrigados a pagar.

            Rui Silva

          • Também queria dizer que não concordo consigo que a qualidade tem descido. Aliás o meu ponto inicial consistiu nisso mesmo. A oferta de canais nomeadamente aquele que falei (NetFlix) vieram além de subir a qualidade , fazer notar por comparação a mediocridade absoluta que existia antes da entrada desses canais.

            PS : A SIC não é verdadeiramente um canal privado pois vive “encostado” ao estado, e depende dos favores que lhe faz. Já pensou porque razão Pinto Balsemão foi contra a ideia de privatização da RTP ?

            Rui SIlva

  3. Continua tudo a arder…
    O resto: Catalunha, PSD, PS, CDS, Bloco, Tachos, nomeações. Arrestos, Trichet?! Vão-se fod** todos.
    Estamos à espera de saber algo de substancial de Pedrogão e de Tancos…

    • antero seguro says:

      DA não faça o papel de idiota útil. Só você mesmo não percebeu que os culpados de Pedrógão e também de Tancos são aqueles que governaram o país (pelo menos) nos últimos quarenta anos e o conduziram à desgraça colectiva que todos vivemos. Como parece ter fraca memória recordo-lhe os intervenientes (PS/PSD e a muleta de ambos o CDS)

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s