O esgoto do entretenimento televisivo, ridicularizado em 3:21 minutos

Não vos trago uma grande novidade, até porque este fantástico sketch do ainda mais fantástico canal Q já tem mais de dois anos. Acontece que, dois anos depois, este show de variedades duvidosas, música de qualidade questionável em formato playback e massacre psicológico via chamadas de valor acrescentada continua no ar.

Não sei que audiências terão este tipo de programas, dos quais a RTP já abdicou – já era tempo de parar de gastar dinheiro dos contribuintes com mediocridades destas – mas poucos formatos ilustram tão bem a mediocridade de um país onde há quem vote na Ágata para vice-presidente de uma autarquia. Agora imaginem o quão fácil é para um Isaltino.

Apanhados bem feitos

Ao cuidado das televisões portuguesas:

Eis um apanhado bem feito, sem irritar ninguém, que parece que é a única forma que por cá se sabe fazer quanto a estes sóquetes. Ó senhores das televisões, há anos que fazem variações do mesmo apanhado, o qual essencialmente consiste em alguém levar o outro aos arames, para no fim lhe dizer que era para a têvê. Como se isso tivesse piada. Gostava de um dia participar numa coisa dessas – não é sempre que se aplica um bom par de estalos para depois se concluir que “era a brincar, não leve a mal”.

Aeroporto da Portela impróprio para crianças

mas cada vez mais convidativo para adultos. Benefícios da privatização?

Leiam livros, são mais leves

Consta que duzentas mil crianças ficaram feridas com quedas de televisores, nos últimos 20 anos, nos Estados Unidos.

Porta dos Fundos 3

inclui:

uma foda, o cu não é de vocês

Luís Filipe Vieira foi reeleito

Os sócios do Sport Lisboa e Benfica votaram e fizeram destas eleições as mais participadas de sempre num clube português – 22676 sócios expressaram, democraticamente, a sua vontade.

Luís Filipe Vieira, candidato da Lista A, foi eleito para Presidente do Sport Lisboa e Benfica com uma percentagem de 83,02.

A questão central do próximo mandato apareceu em cena nos últimos dias: os jogos em casa da Liga Portuguesa serão transmitidos pela BENFICA TV, ficando a Olivedesportos de fora do universo benfiquista.

Esta empresa tem tido um papel central no desporto português dos últimos 20 anos e estou curioso para perceber o que vai significar esta decisão do BENFICA, ainda que tenha algumas dúvidas sobre a capacidade do clube em fugir à ditadura de Joaquim Oliveira.

Quanto à demagogia do 3-1-50, nem vale a pena comentar…

Sem notícias

Mais uma ideia maluca, à Céu Mota. E se, de um dia para o outro, optar por não ouvir, ler ou querer saber o que se passa no meu país e no mundo? Não comprar o jornal, mudar de emissora de rádio quando viajo de carro, não ver as notícias na TV, etc.?

Nas férias não é difícil, mas prolongar essa escolha para o resto do ano?

Será alienação? Indiferença? Como será viver sem tanta informação?

Por todos os lados ela nos chega. Tanta, que ficamos imobilizados… sem saber para onde nos virar, sem conseguir filtrar e assimilar. Ficamos loucos. Não agimos.

Provavelmente, escreveria menos no Aventar…

Não há como experimentar!