União das Juventudes Populares Soviéticas

UJPS.jpg

Fotografia via Sergei Ilnitsky Photography

Quando era pequeno, ouvia muitas vezes os mais velhos dizer que “se isto fosse governado pelos comunistas, estávamos tramados e íamos andar todos vestidos de igual”. A ideia de andarmos todos de uniforme era, e continua a ser, algo que me horroriza. E eu detesto andar de sapatos.

Anos mais tarde, dou por mim a presenciar o inesperado: uma juventude partidária de direita, que usa o argumento da irreverência da juventude, e mais uns quantos bla bla blás, para impor um dress code num congresso partidário. Imagino o alarido que seria se fosse a JCP a impor um uniforme aos seus militantes. Era o drama soviético all over again.

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    O CDS faz-me lembrar aquela Congregação religiosa Norte Americana, “desconheço o nome”, mas isso também pouco interessa, andam aos pares, sexo masculino, fato, sapatos e gravata negra, camisa branca, com as suas pastas ou mochilas de cor escura, …aiii, como é que eles se chamam?
    Sim, são esses!

    https://mormonsud.net/temas/vida-mormon/razoes-para-ser-mormon/

  2. Bento Caeiro says:

    Oh Mendes andas muito distraído, ou será da idade?
    A uniformização não caracteriza, per si, uma formação; permitindo distingui-las de outras, porventura de ideologia oposta.
    Atenta o que se passava em Portugal – com a Mocidade Portuguesa – em Espanha, Itália e na Alemanha de Hitler, mas também na Rússia e nos países da, então, União Soviética, também na China – e na Coreia do Norte – vê as fardinhas e a pose da claque das meninas da Coreia do Norte (palavra que eu quase garanto que, para além da veste, são a duplicação da mesma).
    É um fenómeno de massas e para as massas que visa retirar às pessoas a individualidade do pensar e, como se vê aqui, no vestir – vê a cor das camisas dos apoiantes do Chaves.
    São características – com propósito bem definido – de idéias e formações de natureza totalitária, mesmo que opostas. A intenção é mostrar a pertença a algo de natureza superior, a que os outros deverão aderir sob pena de exclusão. E a gente sabe como essa exclusão se pode mostrar – tanto nos regimes comunistas como fascistas, para o efeito tanto faz.
    (Quem mostrou isto muito bem foi George Orwell em Animal Farm – O Triunfo dos Porcos – “Os animais são todos iguais, mas uns são mais iguais que outros.”).
    De forma que esta tendência tanto é de esquerda como de direita e apenas caracteriza os regimes e formações de natureza totalitária e exclusivista, porquanto intolerantes. Todas, porquanto inibidoras do livre pensar, ser e sentir, serão de repudiar e combater.
    Pelo que os uniformes do CDS – conhecida a ideologia e interesses que lhe estão associados, como as camisas de Maduro – apenas querem dizer isto mesmo: Vejam como nós somos todos iguais entre nós e mais iguais que todos os outros, vós, que não quereis pertencer a algo que é belo e aponta para um futuro radioso*.
    Assim sendo – vós que não o quereis, nem nos querem -preparem-se, porque tal atitude irá ter as suas consequências… Que o digam os da PIDE, os SS e, obviamente, a KGB, os comissários do povo e os controladores do partido.
    O mesmo se aplica às religiões, principalmente às ditas monoteístas, no passado e no presente – como bem se vê no Médio Oriente.

    (*) Nós, também, depois de nos livrarmos do futuro radioso do Antigo Regime, quase tivemos na iminência de levarmos com os o Regime dos Amanhãs que Cantam. Felizmente, tudo passou!

  3. doorstep says:

    Ridendo:

  4. Karl Marx says:

    Estamos aqui a baralhar um bocadinho as coisas, na ânsia de poder malhar na “direita”. Uma coisa é “andarmos todos de uniforme” (lol), outra coisa é impor-se um dress code num evento específico. É uma atitude um pouco elitista, estou de acordo. Mas não há-de fazer muito mal à democracia…

    • Bento Caeiro says:

      Mas não é que esta coisa das ideologias, e das mensagens subliminares que as caracterizam, acaba sempre por produzir os seus efeitos? Tais são os tempos que até termos um Karl Marx ingénuo!

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.