Sabes que cheira (ainda mais) a esturro

quando José Sócrates sai em defesa de Manuel Pinho. Birds of a feather…

Comments

  1. Paulo Marques says:

    Vou-me plagiar de outro local.

    «Os gravíssimos atropelos à justiça pela própria não mudam as claras violações éticas dos visados, que ganhavam mais em estar calados – eles e nós, antes que os portugueses clamem pela eleição de um Marinho Pinto ou um Paulo Morais.
    É que sendo legais as manigâncias da gente que se governa, ninguém se esquece quem fez por serem legais. Quanto mais fala, mais a gente quer pensar o contrário (independentemente da razão), por isso era bom que pensasse em si, coisa que tanto adora.»

  2. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    O cheiro a esturro vem de longe e é claramente desta república corrupta.
    Mário Soares, António Costa e Ferro Rodrigues, para me quedar nestes “artistas” saíram eles, também em defesa de Sócrates.
    E Cavaco saiu em defesa de Ricardo Salgado.
    E ainda que Marcelo não tivesse, para já, saído em defesa de um qualquer indigitado por crimes financeiros, a verdade é que os não molesta.
    É assim que funciona uma república corrupta.
    Fazem-se leis nos escritórios dos amigos para proteger quem, à descarada, se serve do povo.

  3. ZE LOPES says:

    Cheira a esturro? Devem ser os robalos no forno! Com isto tudo, ficaram esquecidos. mal empregados!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.