Tal como se esperava, sol de pouca dura

Donald Trump e Kim Jong-Un quando se reuniam em Singapura

Em Junho passado, por altura da cimeira Trump-Kim, chamava-se à atenção aqui para um simples facto.  Os tratados de paz da Coreia do Norte têm parecido uma peneira para tapar o sol. Parece que, novamente, tal está a acontecer, com a particularidade de a reviravolta ter sido ainda mais rápida do que anteriormente.

Claro que o inevitável Trump logo veio atirar com a gasta adjectivação das fake news. Alguma vez o grande negociador poderia ter alcançado uma não vitória perante o problema que ele próprio tinha criado? Nunca! No entanto, até a sua estação oficial, a Fox News, fez notícia sobre o caso. E, haja ou não novos mísseis, a atitude do líder norte-coreano, ao fazer saber desta suposta nova arma, não é, propriamente, de desmilitarização.

O correspondente do Aventar na Coreia do Norte terá registado o seguinte depoimento do Kim: “Agradeço ao senhor pato Donald, perdão, presidente Donald Trump, o favor que me fez colocando-me ao nível dos grandes líderes mundiais, mas agora tenho ali uns foguetes para experimentar.”

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Não sei porquê, mas parece que já vi este filme.
    Recordo-me, há uns anos, de ouvir um messias espanhol, um messias inglês e o rei dos messias, um americano, secundados por um mordomo português, a jurarem sobre a Bíblia que um chefe de estado de um país do Médio Oriente tinha armas de destruição maciça.
    E também acho que todos nos lembramos do que vivemos a seguir e da situação que ainda hoje se vive… com esses messias a passearem-se dando conferências e uma zona em permanente conflito.
    Tenho sérias dúvidas sobre quem quer, de facto, fazer testes e/ou renovar o equipamento.
    Sérias dúvidas.


  2. génios estáveis, what else?

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.