O homem branco nunca é terrorista: sofre de perturbações mentais

UPNRS

Imagem via Uma Página Numa Rede Social

Em Bottrop, na Alemanha, um homem tentou atropelar várias pessoas na noite de 31 de Dezembro. Segundo o jornal digital Notícias ao Minuto, que cita “as instituições judiciais e policiais de Essen”, tratou-se de “um ataque dirigido, motivado pela hostilidade do condutor contra estrangeiros”. Terrorismo, portanto.

Felizmente – para o agressor, claro – o criminoso sofrerá de problemas mentais. Talvez por isso o termo “terrorismo” não seja referido uma única vez na peça jornalística, nem como hipótese. Porque tudo fica sempre mais simples quando o delinquente é branco e não um perigoso emigrante do Magrebe, do Médio Oriente ou do Corno de África. Esses nunca sofrem de problemas mentais, são sempre terroristas. Já um homem branco, naturalmente bom e inofensivo, só por perturbação mental poderia levar a cabo tamanha barbaridade. E quem discordar é um perigoso esquerdalho, empenhado na instauração de uma ditadura Estalinista.

 

Comments

  1. esteve,ayres says:

    Finalmente um artigo “digo” de ler, como diria o meu avó materno um republicano convicto preso pela PIDE/DGS! E que foi mobilizado para uma das Guerras mais sangrentas do Mundo, por culpa do ditador e fascista, o tal Hitler, que provavelmente se fosse vivo era amigo deste comentador de trazer por casa! Mas como ia dizendo, o meu avó chamava a esta gente, “um agente infiltrado”… E fico por aqui, porque posso ser multado ,ou preso

  2. Daniel says:

    Pessoalmente acho mais perigoso um louco com perturbações mentais do que um terrorista (sem “perturbações”)!…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.