Não tenham medo dos saudosistas de Salazar!

Não há razões para ter receio dos saudosistas de Salazar, porque a esmagadora a maioria já faleceu e, entre os ainda vivos, grande parte padecerá já de avançado estado de Alzheimer!
Tenham medo é de gente estúpida, pois não há, nunca houve, antídoto para tão severa e crónica maleita!

Comments


  1. Se calhar convinha ter. Ou já estão esquecidos do concurso da RTP “O maior português de sempre”?

  2. Miguel Bessa says:

    100% de acordo.
    “Tenham medo é de gente estúpida, pois não há, nunca houve, antídoto para tão severa e crónica maleita!” Tenham medo de quem apoia políticas que mataram 100M de pessoas em nome do povo e do coletivo, com o argumento de que não era o “verdadeiro”.
    O M Machado é um idiota. Sem mas nem meios mas.

    • Paulo Marques says:

      Já de quem apoia políticas do cada um por si e se precisares de um golpe de estado sangrento para ter lucro conta connosco, não há perigo nenhum, é o racionalismo do mercado.

  3. Salvador says:

    Não há que ter medo, mas que há salazaristas, lá isso há e ainda por cima estúpidos.

  4. Ricardo Almeida says:

    Irónico é pensar que um falhado como o Mário Machado dificilmente estaria vivo nos dias de hoje se não fosse um certo 25 de Abril e o SNS que se seguiu.
    Consigo compreender este saudosismo salazarento por parte dos Nogueiras Pintos e demais escumalha priveligiada. Durante a ditadura as suas famílias viviam à grande e tinham pobres q.b para lhes descascar as romãs e dióspiros, não fossem eles ficar com os dedos encardidos. Durante regime todos se dobravam em genuflexão perante tais espécimes mas depois do 25 de Abril passaram antes a levar umas cuspidelas e uns pontapés no traseiro. Daí andarem aflitos pois bastou uma revolução para que as pessoas lhes dissessem directamente na cara quão inúteis e irrelevantes na realidade são. Meninos “de bem” como o Jaiminho não foram habituados a isto e daí querem exumar o Salazar à força toda.
    Mas um ranhoso como este Machado? Um bastardozinho parido numa esquina escura qualquer de Alfama, fruto de mais uma noite de vinho em saldo e sardinhas rançosas? Era mais um directo para o aterro. Ou então morria de papeira antes dos 6 anos.
    Ver estes coitadinhos a chorarem pelo regresso de um regime que inevitavelmente os iria tratar como lixo humano? Falta de noção, e muita.

    • ZE LOPES says:

      Pois. E o Goucha deveria ser condenado por “um dos salazares” de Machado como criminoso. Ou melhor, por levar um “tipo de vida criminoso”. Refiro-me ao que é público. Peço desculpa. Ele devia pedir também, digo eu!

  5. José Carlos says:

    Não tenho qualquer medo dos saudosistas do Salazar.
    Mas já os saudosistas do Cunhal, do Estaline e de muitos outros ditadores comunistas provocam-me grande preocupação…


  6. E acho que o Goucha também deveria ter medo dos nacional-salazaristas. É que para eles, os “paneleiros” é regá-los com Napalm.


  7. e não se esqueçam da ignorância, doença que ataca muitos jovens que não sabem como era o “antigamente é que era bom” de pobreza, repressão e brutalidade

    • Vítor Cruz says:

      Sem qualquer dúvida…As novas gerações não tem memória de um passado miserável…é aliás por isso que muitas vezes se reeditam no mundo tragédias do passado. Por falta de memória e cultura. Quando em 1970, me suspenderam os estudos e parti para a guerra colonial como alferes, o jovem das elites lisboetas Jaime Nogueira Pinto, devidamente autorizado pelo regime partia para Londres supostamente para estudar. Por isto ou por aquilo, os filhos da elite salazarista nunca pegaram na G3…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.