O vírus (1)

Rui Rio e António Costa em Setembro de 2019

As últimas semanas têm sido particularmente virulentas, por cá e no resto do mundo.

No rectângulo, PS e PSD uniram-se para diminuir a fiscalização do Parlamento sobre o Governo e, consequentemente, dos portugueses sobre o Governo. Para os distraídos, o Governo presta contas à Assembleia da República, não o contrário, como habitualmente parece ser o caso devido à carneirada, perdão, disciplina parlamentar. Que passemos a ter debates mensais, com a presença obrigatória do Primeiro-Ministro apenas bimensalmente e que a medida tenha sido proposta em primeira mão pelo PSD, revela bem o estado de nulidade a que chegaram as instituições em Portugal – sim, não é exclusivo da Assembleia da República.

Ainda sobre o PSD, regista-se o seu caminho para a nulidade, ou pior, para a extrema direita, ao começar o namoro com o Chega. Más notícias, também, para o rapaz do CDS.

Entretanto, a Ministra da Cultura encheu a boca com um drink de fim de tarde, tal como Cavaco tinha enchido a boca de bolo-rei, anos antes, para não falar de um assunto incómodo.

(continua)

Comments


  1. O debate quinzenal fazia para comunicação social o mesmo papel do futebol – muita notícia a baixo preço,

    Fiscalizar o governo tem meios legais e institucionais mais eficientes que uma peixeirada quinzenal.
    Dá é mais trabalho!

    • POIS! says:

      Pois de fato deixa-nos estupefatos!

      O Fiscalizar tem meios? E não disse a ninguém? Estará a fazer caixinha porquê? Não me diga que é produtor de gado! Está tudo explicado!

  2. conejo da açafata says:

    Por uma única vez estou de acordo com o “faxista” do Menos.
    Aquela peixeirada quinzenal, servia para quê ?
    Fiquei muito esclarecido quinzenalmente…

  3. Paulo Marques says:

    Quinzenal era a mais, bimensal é a menos… Mas também não é bem assim, falta contar as presenças o estado da nação, do orçamento e do semestre europeu. Serão também mais longas e menos dispersas.
    Não sei, mas espero que seja suficiente. De qualquer forma, os argumentos do contabilista são horríveis; não quer soundbytes, como se não passassem nas redes sociais; deixem-los trabalhar, como se aquilo não fosse parte muito importante do trabalho.
    A ver vamos, a ver vamos.

  4. Pedro Luiz de Castro says:

    Bimensalmente significa duas vezes por mês. Quem crítica que saiba criticar, pois a palavra correta será bimestralmente ou seja uma vez cada dois meses…
    É a diferença entre uma publicação bimensal e outra bimestral…

    • j. manuel cordeiro says:

      bimensalmente | adv.
      derivação de bimensal

      bi·men·sal·men·te
      (bimensal + -mente)
      advérbio
      De modo bimensal.

      Palavras relacionadas: bimensal, bimestral.

      bi·men·sal
      (bi- + mensal)
      adjectivo de dois géneros
      1. Que se faz ou se realiza duas vezes por mês.
      2. Que se faz ou se realiza de dois em dois meses. = BIMESTRAL

      “bimensalmente”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/bimensalmente [consultado em 02-08-2020].

      De nada.

  5. j. manuel cordeiro says:

    É um princípio engraçado. Não está a funcionar bem mas não se corrige – acaba-se com a coisa.

    Bora lá aplicar o princípio a mais coisas. A liberdade provoca abusos, vamos acabar com ela. O SNS tem deficiências, vamos acabar com ele. O país é um grande buraco, devolva-se aos espanhóis.


    • O SNS tem deficiências Achas?!

      Para mim é um TOTAL DESPERDÍCIO DE DINHEIRO DOS IMPOSTOS.

      Se a partir de agora em todas as futuras épocas sazonais da Gripe mandarem fechar os hospitais para tudo o resto expecto gripe/pneumonias, e mandarem a manada toda para os devidos currais privados, claramente mais vale não haver tacho para médicos/enfermeiros…

      Estou é para ver se na época de gripe 2020/2021 quando o pessoal começar a ter gripe/penumonia o que vão estes salafrários ignorantes fazer!

      Vai se de rir a bom rir… Tenho a impressão que vão deixar a malta morrer sossegada, como de resto era Tradição…

      • j. manuel cordeiro says:

        Esperemos que não venha a precisar dos serviços que são um total desperdício de dinheiro dos impostos, daqueles que o seguro de saúde manda dar uma volta logo que se gasta o plafond.

        • POIS! says:

          Pois não!

          O vozinhazerodecibolos não faz parte da MANADA DE BOÇAIS, por isso nunca entrará num sítio dirigido por SALAFRÁRIOS DE BATA BRANCA cheio de umanos nas enfermarias..

          Ele cura-se em casa com extratos de mangerico das índias e de chá de escrementos de ornitorrinco.


        • Esse é o mesmo argumento que os pobres dão relativamente ao BACF!


        • Se precisar e houver um estado de CUVID estou fodido e estou… A não ser que a maleita possa ser “curada” via Skype!

          Podes tentar outra…

      • Paulo Marques says:

        Um total desperdício que manteve cá o meu pai porque uma substituição da válvula não compensa ao privado e que me resolve uma hérnia ao olho (ou quase, não estava em condições de decorar nada) porque estar aberto ao fim de semana não compensa.


  6. Estão a ser pagos e estão a cumprir bem as funções que lhes foram cometidas pela MANADA DE BOÇAIS…

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.