Contra o Orçamento do Estado para 2021

Ik dacht dat het Frans was.
Eddie Van Halen (1955-2020)

Depending on one’s viewpoint and the context, one might think that either λ= 1 or δ=1 or perhaps λ=δ=1 best defines an independent sales agent. This language problem is not significant for us.
— Holmstrom & Milgrom (1994)

In common usage, reputation is a characteristic or attribute ascribed to one person (firm, industry, etc.) by another (e.g., “A has a reputation for courtesy”).
— Wilson (1985)

***

Foto: Nuno Ferreira Santos (https://bit.ly/371rkrF)

Um dos aspectos mais salientes da Teoria dos Leilões é um leilão gerar mais rendimento ao vendedor quando cada um dos licitadores tem uma ideia correcta acerca dos valores estimados pelos outros licitadores durante a licitação. Em Portugal, desde 2012, um dos aspectos mais salientes dos Orçamentos do Estado é estes serem escritos com os pés. Efectivamente: 2012, 2013, 2014, 2015, 2016, 2017, 2018, 20192020.

Recolhamos uma pequena amostra (sublinho: pequena e amostra), debruçando-nos sobre apenas alguns dos momentos mais hilariantes do OE2021 Proposta de Lei e Relatório (pdf), um documento ridículo, mas apresentado com pompa e com uma seriedade que só poderá convencer aqueles que dedicam pouco tempo à leitura:

«caraterísticas sexuais» (p. 139) e «características da categoria A» (p. 83);

«caraterizada por exponencial digitalização» (p. 160) e «caracterizada por efeitos» (p. 5);

«setor empresarial do Estado (p. 176) e «SECTOR EMPRESARIAL DO ESTADO» (p. 181);

«não é expetável que» (p. 107) e «é expectável que» (p. 18);

«não considerando expetativas» (p. 113) e «não exista uma expectativa» (p. 67);

«a afetação de 37 mil milhões de euros» (p. 9) e «reafectação de recursos» (p. 24);

«de caráter permanente» (p. 62) e «carácter empresarial» (p. 35);

«ativos financeiros» (p. 86) e «activos financeiros» (p. 119);

«os níveis de conetividade e de acessibilidade» (p. 268) e «a melhoria da conectividade e acessibilidade» (p. 269);

«Continuar-se-á a trabalhar ativamente» (p. 185) e «o Governo continuará a trabalhar proactivamente» (p. 152);

«Os passivos e ativos financeiros» (p. 166) e «serviço público mais próximo e proactivo» (p. 245);

«dotação do programa de compra de ativos» (p. 7) e «Reservas decorrentes da transferência de activos» (p. 347);

«Sociedade de Transportes Coletivos do Porto» (p. 104) e «Sociedade de Transportes Colectivos do Porto» (p. 310);

«receção de faturas» (p. 55) e «Fornecedores – Facturas em recepção e conferência» (p. 347);

«consumo mensal de eletricidade» (p. 34) e «COMBUSTÍVEIS, ELECTRICIDADE E OUTRAS FONTES DE ENERGIA» (p. 283);

«Proteção Civil e Luta Contra Incêndios» (p. 191) e «PROTECÇÃO CIVIL E LUTA CONTRA INCÊNDIOS» (p. 191);

«alargamento das bolsas de ação social» (p. 65) e «SEGURANÇA E ACÇÃO SOCIAL – ADMINISTRAÇÃO E REGULAMENTAÇÃO» (p. 157);

«Direção-Geral de Alimentação e Veterinária» (p. 292) e «Direcção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural» (pp. 292-3);

«Exceto se este for temporário» (p. 69) e «excepto privatizações» (p. 119).

Para fechar com chave de ouro:

«centro de contato consular» (p. 155) e «contacto com o mercado de trabalho» (p. 142).

Para o ano, infelizmente, haverá mais.

***

Comments

  1. Professor B says:

    Efectivamente é para reprovar.
    Estes alunos dão demasiados erros.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.