O Wando da blogosfera

Renato Teixeira, aka Wando da esquerda blogueira, no seu melhor. Tão relevante como salpicos nas sanitas.

Os pobres não saem à rua

foto jn

foto jn – é melhor não clicar, que aumenta

Foram um fracasso as manifestações organizadas pela CGTP no passado sábado. Uma capitulação dramática da central sindical perante o povo e os trabalhadores. E a mobilização fraquinha, como se previa na bloga mais pura, verdadeiramente rubra. [Read more…]

Hoje somos todos do 5Dias!

Como compreendo a malta do 5Dias.

O blog 5Dias, um blog assumidamente de esquerda, não foi de peneiras e juntou-se aos inúmeros blogues e bloggers nacionais no “Manifesto Pela Liberdade“. Resultado: a blogada situacionista, qual matilha, desanca-os de alto a baixo.

Sou um dos 50 bloggers que assinaram o Manifesto e, quando o fiz, nem perguntei quem era a companhia, apenas me limitei a ler o conteúdo e a ser indiferente ao embrulho. Como concordei e concordo com parte substancial, assinei sem hesitações. Mas quem eram os outros 50? Olhem, nem sabia que eram 50. O que me precupa é a Liberdade e não quem nela me acompanha.

Sobre a posição hipócrita do Arrastão, já aqui escrevi. Parece uma birra de meninos – eu não brinco com o Carlinhos, nem com Rodriguinho e muito menos com o André, buá, buá, buá. Claro que me faltou, para explicar o inexplicável, a arte e o engenho de Renato Teixeira que, no 5Dias, explica tudo muito bem explicado. Agora, também não queiram que o Jugular ou a Minoria Relativa e muito menos o Entre as Brumas da Memória, entre outros, alinhem neste manifesto transversal. Era pedir muito e seria uma violência para os próprios. Tal como não se pode pedir a algumas almas que critiquem a voz do seu dono, já basta a coragem da Cláudia. Heresia.

Entendem alguns, poucos, que este manifesto pretende, acima de tudo e com toda a suspeita, patrocinar uma solução “presidencialista”. Desculpem lá, o quê? Olharam bem, com olhos de ver, para os 50 subscritores? Alguém duvida que, de entre os 50 subscritores, os que são de direita, são contrários a uma solução presidencialistas e logo com este Presidente e o seu historial de relacionamento com a Liberdade de Imprensa? Acreditam mesmo? Humm, cheira-me a desculpas de mau pagador.

Meus caros, este caso faz-me lembrar um outro, que ficou a meio: o Caso Moderna e o que ele representava de tomada de assalto ao poder através do domínio da comunicação social. Mas sobre isso escreverei mais tarde. A Liberdade não se discute percentualmente. Ou é a 100% ou não é Liberdade. Mas pode até ser outra coisa qualquer…

Por isso, hoje, pela liberdade, somos todos do 5Dias!