Pedofilia, mas da menos chocante

O bispo do Porto, D. Manuel Linda, afirma, em entrevista ao Público (edição de hoje), quando questionado sobre os casos de pedofilia na Igreja e, em concreto, da Igreja portuguesa, o seguinte:

Aqueles dois casos – o da Madeira, com o célebre padre Frederico, e, recentemente, o caso da Guarda -, tudo leva a crer que não tenham tido aquela dimensão de gravidade de que estamos habituados a ouvir falar quando falamos de pedofilia. Talvez tenha havido alguma intimidade, mas não uma intimidade daquelas mais chocantes.

[sublinhado meu]

[Read more…]

Cristo, anda cá abaixo ver isto!

Se há imagem eloquente sobre a instalação definitiva de um Sistema de poder totalmente novo e absoluto, é esta.

Toda a fachada da Igreja dos Congregados, no Porto, coberta por publicidade, cujo conteúdo, aliás, é ele próprio um tratado sobre o avanço do mais fundo e irreversível deserto espiritual.

Entretanto, já há Bispo.

Uma pergunta para a qual sei a resposta

 

O bispo do Porto, D. Manuel Clemente, defendeu um referendo sobre a questão dos casamentos homossexuais. Diz que é uma das formas de promover um debate alargado “e sem pressas” na sociedade portuguesa sobre o tema.

 

Das duas uma, ou D. Manuel Clemente andou muito distraído nos últimos dois anos e perdeu um interessante debate – sem pressas – acerca do tema ou apenas que ver o assunto adiado ao longo do tempo, nada resolvendo.

 

Até desconfio de qual seja a resposta certa.