As linhas que nos separam deles

Linha que separa

Há uma linha que separa a mentira da verdade. Que separa a merda da dignidade. Que separa os direitos adquiridos do “sistema” dos direitos facilmente suprimidos da “plebe”. Que separa a propaganda do mundo real. A imagem que ilustra este post poderá ferir susceptibilidades. Ela representa mais um exemplo que retrata a forma como este governo gere as poucas moedas que afirma ter, cortando rendimentos aos “segmentos” sem “poder negocial” enquanto mantém privilégios totalmente incoerentes com a fanática narrativa da austeridade.

[Read more…]

Coisas do Diabo – onde páram 50 Mil Milhões de Euros?

Anda aí uma brigada europeia de inspecção, chefiada pelo Director do gabinete Anti-Fraude da União Europeia (Franz Brüner).

 

Desapareceram cinquenta mil milhões de euros enviados por Bruxelas e misteriosamente desaparecidos nos corredores do Poder…

 

Guterres negociou dez milhões de contos para desenvolver o país, mas o dinheiro entregue, na maioria, a parceiros sociais, não deu os resultados negociados à partida com Bruxelas. O Tribunal de Contas  Europeu acusa Portugal de não ter sistemas de controlo de despesas e estima o desperdício anual comunitário em 4,6 mil milhões de euros.

 

Stefan Zickgraf, presidente da Confederação das PMEs da Europa, denunciou ao gabinete anti-fraude da Comissão as assustadoras suspeitas de desaparecimento de dinheiro do lll Quadro Comunitário de Apoio (QCA).

 

A aplicação deste dinheiro começou em 2000 e foi até 2006, e deveriam ter sido aplicados em i) 14 mil milhões para a qualificação e emprego ii) 16 mil milhões para alterar o perfil produtivo do país iii) 5 mil milhões para afirmar o valor do território e da posição geo-estratégica iiii)15 mil milhões para o desenvolvimento sustentável das regiões mais pobres.

 

Mas quase dez anos depois, a Europa olha para o trabalho feito e não vê resultados, e perante a estagnação do país quer saber a que mãos ílicitas foram parar os milhões.

O nosso tribunal de Contas tambem já afirma que as entidades gestoras e pagadoras não têm um controlo eficiente destes dinheiros.

 

Augusto Morais, coordenador da Associação Nacional das PMEs, considera haver uma profunda suspeita de sérias irregularidades e que o Tribunal de Contas deve investigar para não sermos apanhados pela Comissão Europeia em processos de corrupção muito maiores que o "Face Oculta ". Aliás, já somos conhecidos por sermos os mais corruptos na UE a 27, termina Augusto Morais.

Cerco à Comunicação Social

Começou com aquela compra frustada da PT sobre a TVI, que o nosso primeiro não conhecia, nunca tinha ouvido falar e nem sequer sabia quem eram os administradores.

 

Depois sabemos o que aconteceu na TVI, nas mudanças de estrutura e de programas.

 

A seguir houve uma tentativa de controlo da Impresa SA, grupo que controla a SIC e o Expresso, entre outros.

 

Agora ficamos a saber que a ONgoing, que tentou o controlo do Grupo de Balsemão, fez o que a PT não conseguiu. Comprar a Media Capital, que por sua vez contrloa a TVI.

 

Mas a fotonovela ainda só vai a meio, na PT, já há demissões depois de se saber que a massa com que se compram estes e outros melões, tinha saído da PT, meio à socapa. Para ajudar, as actas ddo Conselho que autoriza estas aplicações de fundos aos milhões, foram publicadas num semanário que, por acaso, é controlado por um dos "players" destas brincadeiras.

 

Aproximam-se tempos muito dificeis e quando é assim, não importa de onde vem o dinheiro ou se o dinheiro tem ou não rentabilidade. Outros valores mais altos se levantam.

 

Aqui e agora estamos a assistir ao controlo da comunicação social!

 

A quem servirá?