Molho Kelvin e o Holligan Mexia

O Futebol joga-se até ao último segundo, conforme demonstrou ontem o puto Kelvin com aquele rasgo dos excepcionais. Depois há pançudos, como António Mexia, com direito a clube e a defender cores, mas sem direito a rebaixamento dos adversários pelo argumento económico e motivacional da escala. Entre outras aselhices extraterrestres, esse holliganismo foi de mais. Se a escala do Sport Lisboa e Benfica, em Portugal e no Mundo, inspira respeito, não é ela que ganha títulos ou milagreará o nosso PIB. Jamais será.

Apesar de felicíssimo com o meu FC Porto, não deixo de sentir uma enorme compaixão pelo treinador Jorge Jesus, não pena, mas compaixão: é ele, não vejo mais ninguém, que tem feito do Sport Lisboa e Benfica gente na Europa, capital delicado e fácil de deitar a perder se o Orelhas Loucas não fizer Orelhas Moucas aos que mudam de opinião consoante os resultados.

Manuel Machado no FC do Porto

No Sábado, um amigo que já não via há algum tempo deu-me a notícia em primeira mão: Manuel Machado vai ser o próximo treinador do FC do Porto.
Eu que desejo ardentemente o Domingos (salvo seja!) ou, como segunda hipótese, o André Villas-Boas, não quis acreditar e continuo sem acreditar. Pinto da Costa,  mesmo sendo cada vez mais um «velho ardido» com pouco tempo para o futebol, não iria tão longe! A verdade é que a minha fonte tem amigos bem colocados na SAD do FC do Porto e, apesar de ser um bocado faroleiro, foi ele que me disse há uns anos, em primeira mão, que Octávio vinha treinar o Porto. Com os resultados que se conhecem…
Neste momento, começo a ficar mesmo muito preocupado. É que acabo de ver o Jornal da Tarde e Manuel Machado, cujo conflito com Jorge Jesus é bem conhecido, cortou o bigode. Tal como Fernando Santos antes de vir para o Porto. Com os resultados que se conhecem…

David Haddy no FC do Porto: vem mesmo ou é como o outro?


Ganês, 19 anos, internacional, campeão do mundo sub-20. Parece ser bem melhor do que o sapatão do Sapunaru, que em boa hora se foi. Esperemos que eswte fique mesmo.
Ver mais aqui.

André Vilas-Boas no FC do Porto

Pois é, o André Vilas-Boas tem mesmo de ser o próximo treinador do FC do Porto. De preferência, já na próxima época.

Não se trata apenas de ganhar ou perder campeonatos. Trata-se de implementar uma filosofia de jogo, de transformar o futebol numa paixão. Vilas-Boas, pelo que aprendeu com Mourinho e não só, é o seu digno sucessor.

Quanto a Jesualdo Ferreira, devemos agradecer-lhe imediatamente tudo o que fez pelo FC do Porto. Ter sido tricampeão nacional nunca será esquecido.