Dilma e Serra vão a 2.ª volta

 

O jornal “i” e “Público” admitem que Dilma Roussef, dada como favorita na 1.ª volta por sondagem à boca das urnas, acabe por ser forçada a defrontar José Serra em 2.ª ronda das eleições presidenciais no Brasil.

O Jornal o Globo, por sua vez, à hora em que escrevemos este texto, 00h55, com 90,07% de urnas apuradas, indica que, para os 3 candidatos principais, se registam os seguintes resultados

Dilma Roussef PT 45,81%
José Serra PSDB 33,10%
Marina Silva PV 19,91%

A probabilidade de 2.ª volta é, de facto, elevada, como sublinha o ‘Globo’ na edição ‘on line’. Consequentemente, a candidata apoiada por Lula, Dilma, vai continuar o confronto com José Serra.

A imprensa desta manhã, dia 4 de Outubro, confirma que Dilma (46,90% do votos) e Serra (32,60%) voltam a defrontar-se na 2ª ronda, marcada para 31 de Outubro próximo. Segundo os analistas, a vitória de Dilma Rousseff, no acto eleitoral inicial, deve-se à votação mais alta do que esperado em Marina Silva (19,30%) que desempenhou cargo de Ministra do governo de Lula e é dissidente do PT.   

 

Eleições Presidenciais: Brasil deve ter a sua primeira Presidenta da República a partir de 2011

Por PEPE CHAVES*

As eleições presidenciais de outubro de 2010, no Brasil, remontam um panorama inédito: a eminência de se eleger a primeira presidenta da história. No final de agosto, pouco mais de um mês antes das eleições, uma pesquisa do instituto Datafolha apontava uma diferença superior a 20% em favor da candidata do PT (Partido dos Trabalhadores), Dilma Rousseff, sobre o segundo colocado, José Serra, do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira).

Indicada pelo presidente Lula para sucedê-lo, Dilma Rousseff, trabalhou como chefe do Gabinete Civil em seu governo, ocupando um dos cargos mais importantes e cobiçados do primeiro escalão. Dilma é mineira, formada pela UFMG, uma das principais universidades do país, mas viveu a maior parte de sua vida no Estado do Rio grande do Sul, onde se casou e teve filhos. [Read more…]

Como as eleições brasileiras vão chamar a atenção do mundo (III)

Por CHICO JUNIOR

continuação daqui

Agendadas para outubro deste ano, as eleições no Brasil vão permitir que o povo brasileiro escolha candidatos para os cargos de Presidente, Senadores, Deputados Federais, Governador e Deputados Estaduais. Os três primeiros cargos estão relacionados à esfera federal, os seguintes se referem às unidades que compõem a Federação. A Presidência da República é o mais alto posto e recebe maior atenção por ser lugar onde os olhares dos demais países se deitam. Dentre os mais bem cotados e conhecidos a disputar a vaga estão a ex-ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, o ex-governador de São Paulo, José Serra, e a ex-senadora do Acre, Marina Silva – todos afastados dos respectivos cargos para darem andamento a candidaturas, oficializadas recentemente.

Além da responsabilidade de comandar o Poder Executivo de uma nação emergente que conquista espaço geopolítico e econômico, quem vencer as eleições presidências precisará tratar de complicadas questões internas e externas. Internamente, uma delas é a de obter base política no Legislativo a fim de conseguir a chamada governabilidade do País. Em outras palavras, é preciso oferecer cargos e outras benesses para que os projetos do Governo sejam aprovados no Parlamento. Em 2002, quando tomou posse, o Presidente Lula enfrentou uma situação desta ordem e foi nela (ou dela) que se originou o escândalo denominado por Mensalão – uma espécie de benefício financeiro dado aos parlamentares para votar a favor das propostas da presidência. [Read more…]