Comissão Nacional de Protecção de Dados confirma:

lista VIP das Finanças estava em funcionamento desde Novembro passado.

Balbúrdia no ministério das finanças

“Verifica-se haver um grande número de empresas privadas com permissão de acesso a dados contributivos, algumas das quais apresentam números francamente excessivos de utilizadores, das quais se destacam a Accenture com cerca de 120 utilizadores, a Novabase com cerca de 90 utilizadores e a Opensoft com mais de 60 utilizadores.” A este propósito, a CNPD nota que, da lista de 33 utilizadores que acederam aos fiscais dados de Pedro Passos Coelho (segundo um documento feito no âmbito de uma auditoria interna), “três são claramente utilizadores externos”.

Para além das empresas subcontratadas para o desenvolvimento e manutenção dos equipamentos e sistemas informáticos, contam-se também entre os mais de dois mil utilizadores externos “os estagiários ou os tarefeiros contratados pelos serviços de finanças” e, de acordo com uma definição no rodapé do documento, “administradores de bases de dados e ainda funcionários da AT a prestar serviço num segundo local”. [P]

Depois do achincalhamento do sr. Núncio sobre o pessoal da AT, fazendo-os passar por coscuvilheiros e da sr.a Maria Luis lavar as mãos como Pilatos, qual é exactamente a base com que os responsáveis políticos ainda ocupam o lugar no pote? Tudo isto é demasiado mau para passar em claro, desde a lista feita à medida para proteger o chefe, passando pelo descontrolo geral no acesso aos dados fiscais e terminando nos sucessivos ditos e desditos por parte de quem é nomeado para ter e exercer responsabilidade política.

É caso para se perguntar, especialmente hoje, se já chegámos à Madeira.

Contribuintes VIP

E se a famosa lista só tiver quatro nomes?

A ler

Cronologia da crise da lista VIP ou as vantagens de se mostrar distraído

Um enche-chouriços

Passam-se coisas na AT que Paulo Núncio não controla – acreditando nas suas próprias palavras, claro. Aqui está uma carta de demissão por escrever.

Lista VIP minuto-a-minuto

Passos Coelho, Núncio e a burka fiscal FEMAIL

Depois de ter afirmado no Parlamento que não tencionava fazer striptease fiscal Passos Coelho certificou-se que o seu cadastro fiscal se apresentaria doravante apenas de burka. [Read more…]

Só uma nota sobre a privacidade dos dados fiscais dos políticos

Declaração de Rendimentos, Património e Cargos Sociais dos Titulares de Cargos Políticos e Equiparados.

Afinal não havia a tal lista VIP nas Finanças

Havia era, no “âmbito da Autoridade Tributária”, “procedimentos internos nessa matéria” .

Pois.