Carta muito franca e aberta às militantes anti-aborto

Cervatos erotico

Sexo é bom. Fazê-lo bem feitinho ainda é o melhor que levamos desta vida.

Compreendo que cada um é em boa parte a vida sexual que teve, ou no vosso caso não tem. Já não percebo como a ejaculação precoce, a frigidez, ou muito simplesmente a coisa mal feita pode levar alguém a militar numa causa de invejosas, sendo a inveja um pecado.

Sabeis, ó isildas, que o prazer obtido numa relação sexual não reprodutiva, vulgo queca, depende sobretudo dos vossos parceiros?

Homem que é homem tem cinco órgãos sexuais activos, por esta ordem: o cérebro, que trata dos outros, as mãos, que excitando nos excitam, a língua que opera milagres, a pele toda, excluindo talvez os calcanhares, e aquele que não sabeis denominar, seja ele pénis ou pila ou pixota, a tal parte que ejacula e reproduz a espécie. Falta um? falta: a alma, a paixão, o amor, ajudam, mas não são indispensáveis. [Read more…]

Afinal o FMI não se veio hoje

A direita ejaculou precoce, a direita quer os orgasmos todos aqui, já, agora e não chegam.

Mais tarde ou mais cedo vai-se vir com o FMI, a menos que por uma vez na História nos valha aquela mania do resto do mundo meter Portugal no mapa da Espanha e perante o impensável custo de continuar a dar de comer aos banqueiros por via do estado espanhol os boches se acautelem. Para todos os efeitos 20% do que Portugal pediu emprestado hoje foi comprado por bancos portugueses, felizes e contentes pelos empréstimos que receberem a 1%.  Foi bom não foi?

O cavaquinho lá se danou na agenda de campanha mas insiste: agora tenta capitalizar para si o legítimo ódio que o governo em função merece. Tivesse tomates e assumia que sendo reeleito o demitia. Mas só tem anonas. Nem sequer é pena, aquela parte que é das aves e das pessoas que com uma esmola consolam a sua sofrida consciência. É apenas a vida de um agricultor do Poço de Boliqueime que por alguma semelhança física com um outro, vindo de S. Comba Dão, chegou onde nem a nossa direita merece como castigo. A impressionante forma como anda caladinha só o confirma, e bem a compreendo.

Ui! Ai! Uuuiii!

Ainda não percebi o interesse pela exposição dos orgasmos da Clara Pinto Correia . Atendendo ao facto de já ter andado a plagiar artigos de revistas estrangeiras – o que lhe valeu a suspensão da sua colaboração na revista “Visão” -, para mim a veracidade dos seus orgasmos é de nível zero.
Isto para quem tem interesse na veracidade do orgasmo feminino, obviamente…

Tão original como a roda, Clara inventa o orgasmo publicado

cpc

Clara Pinto Correia inaugurou Sexpressions, onde  se mostra a ter orgasmos fotografados pelo companheiro Pedro Palma. Tudo bem. O exibicionismo massivo já é parte das artes e costumes do séc. XXI (ao ponto de a indústria porno estar ameaçada de extinção, mas isso agora nem é para aqui chamado),  e Clara Pinto Correia, que depois de ter sido uma excelente repórter e ter atingido o zénite com Adeus Princesa já  fez tanto disparate criativo, até podia com esta exposição regressar ao seu melhor, embora pelo texto da exposição tal se demonstre impraticável.

Agora quando declara isto ao Correio da Manha:

Não precisei de ser convencida na medida em que sempre achei que estávamos perante uma ideia inédita e extraordinária.

Merece como resposta: vá ter um olho para outra terra de cegos, que neste não será rainha nem por um dia. Seguem-se dois vídeos da página Beatiful Agony – facettes de la petit mort onde centenas de pessoas se fizeram filmar em pleno orgasmo. A página tem anos. Escolhi para o menino e para a menina, que assim ninguém reclama.



play windows media

play quicktime



play windows media

play quicktime

A pseudo transcrição das escutas Vara/Sócrates é mal esgalhada

Anda por aí uma pseudo transcrição das escutas Vara/Sócrates e é para meninos: a oralidade do texto é confrangedora, e ao que parece o que é realmente transcrito pela judiciária é-o na forma de sumário, e não o é ipsis verbis.

É  tão parva que ambos os lados lançam suspeitas sobre o outro, acusando-o de ser responsável pela falsificação. Parece-me mais de lado nenhum, do lado do pateta que se masturba no anonimatozinho lá de casa, convencido de que anda a influenciar o mundo. Há orgasmos melhores pá, deixa-te disso.