FMI, Governo e PSD, Júdice… está tudo grosso!

 

O FMI, finalmente, fez a descoberta do século: “o fosso entre ricos e pobres esteve na origem da crise”. Que espanto! Como deve ter sido difícil chegar a tal conclusão. Excede, de longe, o mérito de Einstein e de outros fundadores da Física Quântica.

Governo e PSD, no âmbito do acordo orçamental, aprovaram legislação que, no caso do sector empresarial do Estado, deixa ao critério dos respectivos gestores a aplicação ou não de cortes salariais que, todavia, na FP são imperativos. Rui Rio, presidente da C.M.Porto, rebelou-se com inteira razão. Para o Governo já sabíamos que era assim, mas para a alternativa ‘laranja’ também há portugueses de 1.ª e 2ª. – ver aqui no Aventar, a propósito da CGD.

A terminar, o acrobata José Miguel Júdice, da comissão de honra da recandidatura de Cavaco – pasme-se! – acusa o atual Presidente da República de destruição do PSD de Sá Carneiro, do aumento do peso do Estado e ter sido um governante autoritário. Bolas! Com apoiantes destes, para quê adversários?

Parei aqui o  périplo pelas notícias – já estava a ficar doido. Decidi repescar um vídeo antigo,  um “sketch” da saudosa Ivone Silva e de Camilo de Oliveira. É que está mesmo tudo grosso!

Comments

  1. A. Pedro says:

    Não há palavras para essas excepções agora “descobertas”, nem para estes tipos sem palavra nem espinha dorsal. O mais parecido que me ocorre tem a ver com visco, viscoso, alforreca, sei lá. Já nem a si próprios respeitam.

  2. carlos fonseca says:

    Estamos a viver uma segunda Idade Média. À igreja juntaram-se mais estes novos espíritos esotéricos. E o mais impressionante é que este tipo de gajada está convencida da excelência suprema da sua honestidade.

  3. Ana Paula Fitas says:

    Caro Carlos Fonseca,
    Fiz link 🙂
    Obrigado.
    Grande abraço.

  4. carlos fonseca says:

    Ana Paula,
    Eu é que lhe estou grato.
    Um abraço de amizade.

Deixar uma resposta