Os Zombies no Pingo Doce

Os neoliberais contentinhos com o êxito passageiro de Soares dos Santos poderão ser os humanos do futuro, carne para os zombies de agora.

Sérgio Lavos, com ilustração.

Comments

  1. maria celeste ramos says:

    Decorre agora 21:50H da SIC – 1 maio 2012 – um diálogo entre o feiíssimo Diogo Feio (que horror) e João Semedo (BE) – que porcaria de conversa – de lenga lenga – tirem-me este feio deante do meu olhar – diz Feio que Holanda corre o risco de lugares comuns – Semedo pede que CDS não tenha ilusões de ter esperar 4 anos – e os ciclos de 4 anos não vai haver pacto nenhum porque a europa desde o inicio de markel e sarkozy não é já – a AGONIA económica da europa será ainda mais pobre depois do memorando de entendimento e como se pague a divida com medidas brutais e depois estaremos mais ricos ou muito mais pobres – quem assinou a troika condena o país a maior pobreza – é o drama da austeridade e agonia económica – Feio (presente em Matosinho) o BE falhah pois a europa vai continuar e em 3 anos aumentar a confiança e como o BE acha que não se deixa de não pagar aos FP ??? Semedo se a alternativa do governo fosso mais rápido a avaliar as público privadas teria podido ter alternativa e não tirar subsídios-acabou- amanha não haverá jornal das 21 na SIC mas sim a transmissão do diálogo Sarkozy-Hollande – vamos ver-claro agora segue mais e mais publicidade sobre automóveis claro – estão à rasquinha ++ cartoon do World Press – são quase 22 – vou mudar para RTP2 – deve ser outra xatice – pena – mas tem sido o mesnos mau

  2. Dédé says:
  3. jorge fliscorno says:

    Horda de zombies, escreve ele. Que post miserável. Viva a esquerda que defende os pobres, desde que não aproveitem promoções de porcos capitalistas que trabalham no primeiro de Maio. Ah, e a televisão devia ter fechado, tal como transportes públicos, restaurantes, aviação e a EDP. A polícia não, que faz falta para controlar os zombies.


  4. Só para avisar, que as farmácias estão a entrar em ruptura de stock das pastilhas Rennie


  5. Quando forem todos (ou quase) ao Pingo Doce sem os 100€, o último a rir rirá melhor.

Trackbacks


  1. […] A minha alegoria com zombies provocou várias reacções, da direita à esquerda. Uma vez mais, confirmaram-se as minhas ideias sobre estas duas facções: se a direita neoliberal age motivada pela desonestidade intelectual e pela hipocrisia, a esquerda revolucionária de sofá responde com uma grande dose de paternalismo em relação ao povo que a abandonou e se atirou nos braços de um capitalista no dia do trabalhador; e sobretudo com uma violência verbal própria de matarruanos, de gente habituada a espetar picaretas nas cabeças dos adversários políticos. Sinceramente, estou bem onde estou, obrigado, apesar de não ser militante de qualquer partido – e os dois textos do Daniel Oliveira, defendendo uma posição diferente da minha, reforçam esta ideia. Apenas lamento que a referência aos subversivos zombies de Romero tenha passado despercebida a toda a gente. Um tipo anda aqui a esforçar-se para promover a revolta e a pilhagem nas lojas simbólicas do consumismo, e só o André Azevedo Alves é que percebe. Leva a palma, ele e o João José Cardoso, que captou o essencial da mensagem romeriana.  […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.