A guerra do trono rosa

guerra do trono

A elegância de quem fez uma vida de jota a querer chegar a primeiro-ministro com estratégias de jota e a coragem de quem esperou até ao último minuto para pegar nas rédeas de um cavalo sem energia mas que chegará à meta.

Seguro acusa Costa de só avançar por a vitória do PS em 2015 ser uma certeza

Costa diz que o PS “não precisa de questões pessoais”

O país vai assistindo ao espectáculo demonstrativo de um segredo de polichinelo: primeiro, o partido. O governo agradece.

Comments


  1. Mas então o Costa n é jota?


  2. Desde o dia em que Seguro foi eleito porque se pôs a jeito que toda a gente sabe que isto iria acontecer. Se Seguro não teve a clarividência para o perceber antes, então não serve para primeiro ministro.


    • Mas também revela a solidariedade-INVEJOSA do P que não tem solidariedade colectiva – é apenas um grupo dos que querem o mesmo individualmente mas não colectivamente e portanto para o pais – são iguais a todos ou quase todos – a persona primeiro – tem o que querem – o país não existe – são mercenários


  3. Sim Seguro não serve, mas Costa tb não.

  4. fernando says:

    Prós “amanhã que cantam” nada melhor que um Costa. É sempre em frente.

  5. j. manuel cordeiro says:

    Quais são as vossas soluções?


    • Soluções há – não há é quem as queira implantar – e nem precisam de ser duras demais – os “outros” já estão bem situados e os que não estão esperam a sua vez e por isso já há só jotas – e os que emigraram embora sem experiância politica foram – mas a experiência dos que estão é para demolir e os que a não têm e são honestos são acusados de a não terem – mas começar é preciso a escolher e analizar curricula profissional (escolar) mas sobretudo MORAL – a Ar de hoje é muito triste mas BATEM PALMAS – deviam ouvir e calar – estão mesmo no teatro

    • Orlando Sousa says:

      A um candidato (a qualquer cargo) exige-se, entre outras coisas, ética pessoal e profissional, algo que A. Costa não tem e já o demonstrou.


  6. isto acaba por ser insultuoso para o Game of Thrones. é que na série, tudo é mais imprevisível. na guerra interna do PS é basicamente mais do mesmo oportunismo do costume… tudo muito expectável!

  7. luis coelho says:

    Os partidos acabaram, h´´a muito tempo que se transformaram em quadrilhas de v´´arias cores e discursos teatrais para entreter o povinho mas concretamente o que todos os quadrilheiros buscam ´´e enriquecer ´´a conta dos que trabalham e produzem, as quadrilhas politicas são simplesmente o meio para atingir o ´´unico fim

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.