Formação online e o mito dos especialistas instantâneos

Tenho uma revelação óbvia a fazer. Não são três meses que fazem um especialista em tecnologias da informação. E ainda tenho outra. Não são precisos seis mil euros para se aprender o mesmo que se ensina nesses três meses de formação.

Visite, por exemplo, as academias online Coursera e Udacity para ter acesso a boa formação online e a custo zero. Concretizando um pouco mais, aqui ficam algumas sugestões para quem quiser se iniciar nesta área:

Nota: os cursos do Coursera têm uma modalidade paga que dá direito a “certificado” (não tem validade legal). Quem não tiver interesse nisso pode escolher a modalidade gratuita ao fazer a inscrição no curso.

Sublinhe-se que existem dois pré-requisitos: persistência e dedicação. A informação está à mão de semear mas há que saber colhê-la e usá-la. Olhar para um plano curricular adequado proporciona orientação sobre os materiais a aprender.

Torremolinos, o lado negro da Força

Fabuloso, Nabais:

Tiago: Pá, se o governo se vê embebido dessa cena, quessafoda o colchão!

O drama, a tragédia e o horror. O geringonçismo a apoderar-se das mentes frágeis dos estudantes e a manipulá-las contra a propriedade privada. O colchão pela janela, a guerra civil, a Internacional a tocar ao fundo do corredor com cheiro a urina e o adolescente com vómito no canto da boca. Demais. O fim deve estar mesmo próximo. Pelo menos a julgar pela claustrofobia democrática anunciada pelos profetas do apocalipse. Obrigado, Nabais. Foi um belo momento e retratou na perfeição uma das mais anedóticas e alucinadas teorias da conspiração de que tenho memória.

In other news, shit that (apparently) really matter. Segundo Luciano Alvarez, jornalista do Público, Torremolinos, assim como outros destinos idênticos escolhidos para as viagens de finalistas, podem depender de quem ganha as eleições nas associações de estudantes dos liceus portugueses. As agências de viagens patrocinam coisas às listas concorrentes à AE, que podem ser um insuflável ou uma Barbie aspirante a dondoca de qual dos Big Brothers esteja a bater agora, e, e agora vem a parte engraçada, se aquela lista ganhar as eleições, a agência ganha a organização da viagem de finalistas. Free market rules! [Read more…]