Se é familiar de Carlos César, vai ser nomeado


Os amantes da Geringonça bem podem continuar a bradar contra Pedro Passos Coelho e a sua desastrosa governação. Têm toda a razão. Mas quando assobiam para o lado sempre que o assunto é o PS, perdem toda a credibilidade. Passam a ser apenas uma espécie de Insurgente ou de Observador em versão pseudo-Esquerda.
Ontem ficou a saber-se que Carlos César conseguiu a nomeação de mais um familiar para a Câmara de Lisboa. Já vai no quinto e outros mais se seguirão. Enquanto tiver familiares para nomear, ele não vai parar.
Dirão os geringonços que o PSD e o CDS andaram anos a fazer o mesmo. É verdade, andaram. Fizeram coisas destas e ainda piores. Mas por que é que agora fingem que não é nada com eles quando no passado não largavam o osso? Alguma coisa mudou?
Sim, mudou o nome do Partido.
A única coisa que não muda é Carlos César, que continua sem ter qualquer pingo de vergonha.

– Luísa César: Mulher de Carlos César, foi nomeada Coordenadora dos Palácios da Presidência ainda quando o marido liderava o Arquipélago. Mais tarde, foi nomeada, sem concurso público, Coordenadora da estrutura de missão para a criação da Casa da Autonomia, com um vencimento de 2.591 euros brutos mensais. Antes ainda da nomeação para estes cargos, liderou uma visita oficial ao Canadá, como cônjuge do Presidente do Governo Regional, onde gastou mais de 27 mil euros em 5 dias e onde se fez deslocar, durante esse tempo, numa limousine contratada localmente;

– Rafaela Seabra Teixeira: Nora de Carlos César, foi nomeada em 2014 Chefe de Gabinete da Secretária Regional da Energia por 4600 euros mensais.

– Horácio César: Irmão de Carlos César, foi durante vários anos assessor de Jaime Gama e mais recentemente foi assessor do Ministro da Cultura João Soares;

– Patrocínia César: Cunhada de Carlos César, é assessora do Grupo Parlamentar do PS

– Maria Inês Rodrigues do Vale César: Sobrinha de Carlos César, foi contratada em Maio de 2016 pela Junta de Freguesia de Alcântara (PS). Ajuste directo de cerca de 16 mil euros por 1 ano. Cinco dias depois do final do ajuste directo, foi contratada pela Câmara Municipal de Lisboa através da Gebalis.

Nota: Sou simpatizante e para já votante do Bloco de Esquerda. Mas acredito que, se um dia chegasse ao poder, o Bloco faria exactamente a mesma coisa que CDS, PSD e PS. Idem para o PCP.

Comments

  1. não concordo com a analogia apresentada, ricardo.

    os amantes da geringonça refere-se a quê? a pessoas individuais e anónimas? não se pode comparar com um blogue com muitos leitores como o esgoto insurgente e muito menos com um jornal online financiado por grupos poderosos para esplhar propaganda dos neo-selvaja-liberais.

    quanto ao caso da sobrinha: bom, só por ser sobrinha não deve ser excluída à partida. e está longe de receber um salário principesco. se estamos apenas a referir o facto de serem muitos casos, até aceito.

    se ao longo dos próximos anos apenas tivermos a apontar sobrinhas destas, assino já.

  2. joão lopes says:

    por sinal no observador,escreve e bastante mal ,o português,a tal da helena matos,que passa a vida a criticar o estado,mas trabalha na antena 1 desde o tempo do paf,porque será? sera sobrinha de algum membro do paf?

    • Henrique Ribeiro says:

      Esta tal de Helena Matos factura em tudo quanto é Comunicação Social pública. Então na Antena 1 em apontamentos desprovidos de interesse. Ela na volta deve ser sobrinha do Passos Coelho, não ?

    • Luís says:

      A Helena Matos jamais viverá do salário mínimo e muito menos conhecerá o desemprego, apesar de escrever mal e dizer pior.
      É menos manhosa e menos inteligente que a Clara Ferreira Alves, daí a ser menos eficaz ao satisfazer as encomendas que lhe fazem.
      Mal comparado digamos que a HM, no género comentarista, analista, “jornalista”…, está entre os pimba.

  3. Ana A. says:

    “Ave Caesar”…!

    “Nota: Sou simpatizante e para já votante do Bloco de Esquerda. Mas acredito que, se um dia chegasse ao poder, o Bloco faria exactamente a mesma coisa que CDS, PSD e PS. Idem para o PCP.”
    Ora, bolas! Com esta é que me arrumou!
    Assim, sendo, para quê zurzir nos que agora o fazem?! Eu, pelo contrário, quero pensar que isso não iria acontecer, pois de outra forma, a ética deixaria de existir, por falta de praticantes.

    • Rui Naldinho says:

      Ana
      Eu também votei no BE. E também comungo da opinião do Ricardo.
      Ele parte de um pressuposto com a qual eu concordo. O Poder muda a estratégia. O Poder corrompe. Se há Oposição cabe esticar a corda, ao Poder cabe algum pragmatismo.
      O que não se pode fazer é tudo ao contrário, como aconteceu com o anterior governo.
      Acresce que a História está recheada de estalinistas, trotskistas, socialistas, sociais democratas que depois de muito discurso inflamado contra a direita, se renderam as delícias do capitalismo financeiro quando ch varam ao Poder.
      “Em política, as virgens que se queiram manter como tal, são expulsas do paraíso”.

  4. JgMenos says:

    ‘E o puteiro democrático.
    Regras para o Estado? Nem vê-las!

  5. Rui Naldinho says:

    Quase que apetece dizer:
    “A César o que (não) é de César!”

  6. Fernando Manuel Rodrigues says:

    Vamos a ver:
    “Chefe de Gabinete da Secretária Regional da Energia” (cargo de confiança política) – Queriam uma nomeação por concurso público?
    “assessor de Jaime Gama e mais recentemente assessor do Ministro da Cultura João Soares” – mais um cargo de confiança política.
    “assessora do Grupo Parlamentar do PS” – Ibidem

    Nestes três casos, parece-me normal serem nomeados militantes do PS próximos dos assessorados. Ou queriam que fosse nomeado alguém de outra cor política?

    Temos de distinguir os cargos de confiança política dos simples cargos da administração pública. Nos segundos, acho bem que se defenda o concurso público, preferencialmente com prestação de provas públicas. Nos primeiros, a nomeação de pessoas de confiança é, naturalmente, a norma.

  7. O poder atrai os corruptos e corrompe os que atrai.
    De quem é a frase?!!
    O poder é uma coisa fodida, afrodisíaca… Esta é minha.
    Divirtam-se, a sério…

  8. Bem, Homens e Mulheres de verdade não se deixam corromper.

  9. titus adrianus says:

    Ricardo, não sejamos tão pessimistas. Nem sempre o Poder corrompe, ou, nem sempre há gente que se deixa corromper pelo Poder. A Leitora Ana A. tem razão. Uma pessoa exerce funções governamentais e se tiver princípios não se deixa corromper. Pode é, depois de sair do Governo, não ter acesso a um tacho. Mas, ou há conduta, ou não há. Nesse caso, não tendo favorecido ninguém, volta-se para onde veio antes de ali ter chegado. Ou se exerce essas funções com os tais princípios e dedicação à causa pública, ou o melhor é não aceitar esses cargos. Agora que este cancro é um problema político sério, ai isso é. Para já, sabemos que o Centrão – PSD/PS/CDS – não lhe consegue resistir. A ver vamos como seriam os outros. Não ponho as mão no fgo, mas ainda assim, dou, algum, benefício da dúvida.
    Bom feriado…com a benção do Senhor!
    Titus Adrianus

    • Rui Naldinho says:

      Neste país é mesmo muito difícil ser-se otimista, a não ser que façamos parte do rol daqueles que estão sempre no meio da boyada, à espera de uma oportunidade de ir à manjedoura.
      Portugal sempre foi, tal como o Brasil, um pais de ganadeiros.
      Há pelo menos três grandes “quintas” neste jardim plantado junto ao Atlântico. A Quinta do Rato, a Quinta de São Caetano e a Quintinha do Caldas.
      Ando há quarenta e três anos a ouvir dizer que agora é que vai ser feita a revolução das mentalidades.
      “Nom dá prá esperar mais, né!”

  10. Mário Reis says:

    Costumo votar à esquerda do PS em geral no PCP. A ideologia continua a ser parte dos nossos dias, só que passa por invisível. A corrupção é circunstância de qualquer governação e funciona de modo descarado há muito, como suporte básico do capitalismo cada vez mais dominado pelo crime e mafias de colarinho branco. Do que conheço, a forma e processos mais amplos (coletivos) de decisão que caraterizam(vam) o funcionamento do PCP tenderiam a neutralizar a pratica de atos ilicitos e a tornar mais transparente o exercício do poder. Não tenho ilusões sobre pessoas. E não concordo com a tese derrotista “de que são todos iguais”. Há desconfiança na esquerda porque não consegue desligar-se do pessimismo e da catástrofe eminente que o neoliberalismo nos apresenta. A esse nível, teima este PS e muitos setores da esquerda, em geral setores ligados ao BE, por reformas e manifestos de vida feliz e digna, quando não é deixada margem pelo capital, e pouco ou nada muda satisfatoriamente para os milhões que estão na base social. Total transparência e participação, limitação dos poderes autoritários e decisão de muitos dos cargos públicos são receitas para evitar os tempos perigosos que se avizinham. Se formos capazes de dar exemplos que mudar é possível, como o conseguiu afirmar ainda que de modo limitado a geringonça… não sou pessimista quanto ao futuro.

  11. Paulo Só says:

    Tudo isso porque se chamam César. Se fossem Silva ninguém dava por isso. É uma tristeza. Essas pessoas não têm vergonha nem educação mesmo, pois é disso que se trata. São uns arrivistas e aproveitadores. Devia-se enviar um abaixo-assinado ao partido socialista e à Assembleia da República. Mas não serve para nada. Acham tudo normal, e depois se espantam que as pessoas não vão votar. Eu esta Câmara de Lisboa do Medina não leva mais um voto meu. Despejam dinheiro aos montes pelas ruas, e é ver as estatísticas da fome das crianças, assinalando o que é típico deste país. Alguém viu o Medina num bairro da lata? Tudo o que é social deixam com as juntas de freguesia, eles ficam só com as obras que é que lhes dá retorno.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s