Os portugueses e o fogo

Excerto de um livro do holandês Gerrit Komrij (que viveu em Portugal). Em 1996, escreveu: “A cada Verão que passa, os políticos prometem fazer finalmente alguma coisa e, cada Verão, a coisa arde com violência acrescida.” 1996!

Comments

  1. Jose Oliveira says:

    Tá tudo certo. As políticas de desinvestimento, o abandono e o caraças. Mas, para além disso tudo, há um facto de que se não fala. Muitas e muitas centenas de fogos em Portugal e na Galiza só num fim de semana, apenas podem ser obra de grupos de incendiários apostados em queimar tudo. Esta vertente não se investiga a sério porquê?
    Claro que é fácil dar nas orelhas ao(s) governo(s). A malta sempre adorou zurzir nos bodes expiatórios. Mas os grupos organizados de incendiários nada têm a ver com isso. E, depois de mudar algumas cadeiras, para o ano há mais do mesmo.
    Não esbanjámos….Não pagamos

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.