Gostava de conhecer este Passos Coelho

As grandoladas, como se vê, continuam, e a pergunta que importa fazer é esta: de onde vem tanto ódio a Passos Coelho? É um corrupto? Afundou o país? Impôs sacrifícios inúteis? Falhou a saída limpa? Tentou controlar a justiça? Silenciou a comunicação social? Não, ele não fez nada disso. Mas fez pior: refreou o Estado gargantuesco e propôs mais liberdade aos cidadãos.“.

Aquele que conheço andou metido no esquema dos dinheiro europeus para a formação e depois, quando governou, insurgiu-se contra a má aplicação dos fundos  comunitários. Aconselhou os professores saírem do país por não terem trabalho mas vai dar aulas. Andou 5 anos de pin ao peito mas vendeu um recurso absolutamente estratégico para o país (a REN) ao estado chinês. Dizem que controlou a despesa mas apenas aumentou os impostos e cortou no rendimento dos portugueses (zero de reforma do Estado). A lista pode continuar.

Há muitas formas de corrupção e a corrupção moral é mãe de todas elas. Quem não pagou a segurança social e quem andou nos esquemas subsídios é, claramente, moralmente corrupto. Mas que saída limpa? Essa que continuámos a pagar depois de anunciada? Que visão para o país é essa que defendia os baixos salários como factor competitivo? Antes de Passos Coelho perderam-se os anéis e com ele foram-se os dedos. Passo bem sem a beatificação.

Comments

  1. Fernando says:

    Lá no fundo, os “liberais” e outros inúteis como João Miguel Tavares sabem perfeitamente porque é tão fácil atacar o seu querido líder Passos mas, como seria expectável, os talibans Passistas ignoram a realidade de propósito.


    • Ó senhor explicite lá o que isso quer dizer de talibans Passistas?
      Há cada uma!!! Olhe, para que conste não dou nenhuns créditos-méritos a PC e à sua política.
      Aprenda a dizer algo de concreto em vez de lançar “bocas”.

      • Fernando says:

        O termo “taliban” e outros termos associados a este assentam bem nos Passistas e Pafiosos em geral.

        Felicidades sr. DA que não é fã do “Dr.” Passos.

      • ZE LOPES says:

        “Taliban”, em árabe, quer dizer estudante. Ora, agora o Dr. Passos é professor (catedrático!). Se desse aulas em Riade ensinava talibans. E cá não há porquê? Somos mais que os outros?

        Francamente DA! DAaaaa!

  2. ZE LOPES says:

    Realmente a “grandolada” é uma arma poderosíssim!. E a prova disso é que, quando cai em más mãos, pode ser muito perigosa, até letal.

    Sabe-se hoje, porque foi abafado na época, que a versão Miguel Relvas lançada no “Clube dos Pensadores” (uma espécie de NRA luso-liberal) causou, em muitos que tiveram o azar de ouvir, um acesso inusitado às urgências por todo o país, esgotando mesmo os lugares disponíveis nas unidades de cuidados intensivos.

    Há até quem diga que, mais que o problema da licenciatura, foi essa a razão para o afastamento de Relvas. Terá sido Paulo Macedo que ameaçou bater com a porta, e não só: terá mesmo insinuado que mandaria um camartelo para derrubar a Presidência do Conselho de Ministros ( a alternativa, uma vasectomia das cordas vocais, foi considerada de mau gosto).


  3. “Great minds think alike!” … para o bem e para o mal!

    E neste direito à diferença, cabe aos cidadãos que assim não pensam e sentem, mantê-los bem longe do Poder!

  4. ZE LOPES says:

    “Propôs mais liberdade aos cidadãos…”. Sim, propôs, por exemplo, que escolhessem em liberdade entre serem bem tratados num IPO ou fazerem duas sessões de quimioterapia e serem mandados para casa pelo seguro de “saúde”.

    Ou entre frequentar uma escola pública e ser considerado indesejável por um colégio com contrato de associação (sei do que falo!).

    Ou entre pagar para salvar um banco e pagar para salvar mais um banco, depois da “limpeza” da “saída”, um exemplo para o resto da Europa.

  5. Rui Naldinho says:

    O esforço insano que escribas desta direita Tuga têm feito para beatificarem Passos Coelho, em vão. Soa tão a falso, que qualquer analfabeto percebe que a bota não bate com a perdigota.
    Quando alguém lhes pergunta como é possível a este PSD, depois de um Verão terrível para as hostes socialistas, com a sua péssima gestão no roubo de Tancos e dos Incêndios, obterem um resultado eleitoral autárquico como o que obtiveram em Outubro de 2017(?), eles respondem, “nim”. Isto quando não consideram os eleitores estúpidos, como fazem alguns analistas, estilo Camilo Lourenço entre outros, por, dizem eles, “não terem compreendido as medidas tomadas”.
    Como é possível um partido como o PSD, hoje coligado com o CDS em quase todas as autarquias, conseguir perder tanto Município? Como foi possível perder Lamego, Chaves, Covilhã, Vila Real e outras tantas terras que eram territórios “laranjas”?
    A resposta é a sua mudez.
    É óbvio que esta gente faz-se de “burra”, não porque o seja, mas porque não faz parte dos seus planos assumir nunca os erros. E que Passos Coelho acabou por ser um fracasso em toda a linha.
    E já agora uma pequena constatação. Eles não estão preocupados com a Geringonça. Nada disso. Eles estão é desolados com a sua própria prestação argumentativa. Só não querem assumi-lo. Quando lhes dá jeito o discurso é moralista, pudorento, beato, cheio de fervor nacionalista. Quando não lhes dá jeito, porque entrariam em contradição com a retórica anterior, chamam-lhe ódio.
    E logo vindo deste gajo, que tem um ódio visceral a Sócrates, que até se sente no seu hálito.

    • ZE LOPES says:

      Há uma correção a fazer: o PSD não perdeu a Covilhã que era, e continuou a ser do PS, agora com maioria absoluta. Perdeu foi o único vereador que tinha.

      E posteriormente perdeu mesmo o cabeça de lista. Ao que parece fugiu para parte incerta depois de ter dado um desfalque nas verbas de um projeto que envolve as localidades com tradições judaicas, subsidiado por fundos noruegueses.

      • Rui Naldinho says:

        Sim, o PSD não perdeu a Covilhã agora. Perdeu a Covilhã nas eleições de 2013, quando resolveu arranjar duas listas. Uma afecta à liderança de Passos Coelho e outra afecta ao ex presidente da câmara, também ele do PSD.

        • ZE LOPES says:

          E este ano aconteceu o mesmo, só que com outros cabeças de lista. Um, o oficial, Marco Baptista, o tal que terá desviado 115 mil euros da Rede de Judiarias, desaparecendo em seguida. O outro, o próprio Carlos Pinto, ex-presidente, que não se tinha candidatado em 2013 por limite de mandat

          Resultado: Pinto conseguiu ser eleito, mas foi o único da lista que encabeçou. O candidato oficial, nem isso…

          Pela primeira vez, desde o 25 de Abril, o PSD não está representado na câmara da Covilhã! .

          • Rui Naldinho says:

            Pois! Já nem me lembrava desse artista. Fosse ele do PS e a jornaleira ainda não se tinha calado. Nós sabemo-lo pelas redes sociais, caso contrário os avançados do costume estavam calados.

          • ZE LOPES says:

            Já para não falar dos sucessivos processos onde é réu o ex-soberano laranja, e atual vereador, Carlos Pinto. Ah! Mas esse agora é “independente”! Não tem nada a ver com o laranjal!

  6. Antonio Martinho MarquesAntónio Martinho Marques says:

    A Presunção Cristas vai-lhe fazer a folha política!. Aguardem… mas escusam de esperar que identificarão, com nomes, os verdadeiros criadores… da criatura! Esses, esperam outra oportunidade.

  7. ZE LOPES says:

    E se não forem questões retóricas? JMT quer mesmo que a malta responda? É um inquérito? Não arrisco. Aqui vai a minha resposta:

    P1: De onde vem tanto ódio a Passos Coelho?

    R1:Pois, realmente não sei. mas deve ser produzido por cá. Se fosse importado certamente o efeito se deveria sentir na Balança Comercial:

    P2: É um corrupto?

    R2:É uma questão de resposta complexa. Sinceramente hoje não me sinto em tecnoforma para dissertar sobre o assunto.

    P3: Afundou o país?

    R3:Nada disso. Limitou-se a cobri-lo com uns mega metros cúbicos de austeridade, pensando que passados uns anitos era só passar um pano e ficava tudo seco.

    P4: Impôs sacrifícios inúteis?

    R4: Nada disso, os sacrifícios foram da maior utilidade. Principalmente para quem não os sofreu, como alguns dos “donos disto”. Foi uma festança!

    P5:Falhou a saída limpa?

    R5: Ora essa! Gastaram-se toneladas de papel higiénico para a limpar!

    P6: Tentou controlar a justiça?

    R6: Não conseguiu. E muito menos a injustiça!

    P7: Silenciou a comunicação social?

    R7: O problema é complexo: se não o fez, nada se nota. Se o fez, nada se saberá.

    Realmente PPC refreou o Estado gargantuesco,na medida em que ampliou o pequenino Estado Chinês, para haver mais equilíbrio.

    E propôs mais liberdade aos cidadãos. Eis alguns exemplos, sem querer ser exaustivo.. Nos dias de hoje…

    i)Um cidadão de 90 anos, quando convocado para uma consulta médica a 300 km de distância é livre de ir a pé, ir de burro, ir de lambreta (a forma preferida do Ministério da Segurança Social) ou mesmo de ir de táxi, desde que pague, obviamente. Ou então é livre de deixar a doença resolver o problema.

    ii) Um consumidor de eletricidade é livre de pagar a eletricidade aos chineses da EDP, que, por sua vez, pagam aos chineses da REN, ou pagar aos espanhóis da Iberdrola que, por sua vez, paga aos chineses da REN e, por vezes, compra também aos chineses da EDP. Se não quiser, é livre de não consumir eletricidade. Em vez disso é livre de usar umas velas “made in china” ou umas pilhas “made in Hong-Kong”.

    iii) Qualquer cidadão é livre de escolher entre mandar uma carta de Lisboa para Bragança e esta demorar uma semana nos CTT, ir ele mesmo entregá-la ou recorrer a pombos correios.

    • j. manuel cordeiro says:

      Na mouche!

      • ZE LOPES says:

        Faltou uma coisita na R5: o papel higiénico é em forma de notas de banco, como é óbvio..


      • Zé Lopes, os seu textos são um brincar inteligente com coisas sérias sem deixar de ser crítica certeira. Genial, felicito o seu talento, pode crer .

        )

        P2: É um corrupto?

        R2:É uma questão de resposta complexa. Sinceramente hoje não me sinto em tecnoforma para dissertar sobre o assunto.


        • corrigindo, que esqueci as aspas, e o sorriso ficou só de boca :

          : )

          ” P2: É um corrupto?
          R2:É uma questão de resposta complexa. Sinceramente hoje não me sinto em tecnoforma para dissertar sobre o assunto. “

          • ZE LOPES says:

            Obrigado, pelo que disse e pelo sorriso. Aproveito para promover uns comentários meus sobre esse grande chinês que é o “camarada Catroga”. E sobre Theatcher, no post “Theatcher e Catroga”.

            Pode ser que haja motivos para mais um sorrisito…

    • Paulo Marques says:

      P1: De onde vem tanto ódio a Passos Coelho?

      R1:Da dívida crescente das famílias que não emigraram.

      P2: É um corrupto?

      R2: Não, a distribuição de tachos e a porta rotativa não são ilegais. Já a história das resoluções do BES e do BANIF…

      P3: Afundou o país?

      R3: É uma pergunta com resposta complexa, mas em modo simples, tornou o país completamente dependente das benesses de Bruxelas e do BCE, sempre à margem dos tratados porque senão o país fechava. Sempre troucou a dívida ao FMI por ao BCE, que será mais facilmente repudiada.

      P4: Impôs sacrifícios inúteis?

      R4: Falhou todas as metas que acordou e as que definiu. E a banca continua falida.

      P5:Falhou a saída limpa?

      R5: Não houve saída, a dívida e as medidas juntamente com os seus resultados de precariedade continuam cá.

      P6: Tentou controlar a justiça?

      R6: Há justiça com agentes provocadores? Com Carlos Costa? Com Carlos Alexandre? Fica a dúvida.

      P7: Silenciou a comunicação social?

      R7: Não, há sete anos que esta está cheia de reaccionários sem qualificações a concordar com ele.

  8. JgMenos says:

    São como cães raivosos!
    Gente ordinária, reles…

    • j. manuel cordeiro says:

      “São como cães raivosos!
      Gente ordinária, reles…”

      Ora, que exagero. JMT e companhia também têm direito à sua opinião.

    • ZE LOPES says:

      Mas afinal…são cães, ou é gente? Se a confusão mental de V. Exa. persistir, é capaz de haver algumas confusões lá por casa…Até alguns “cruzamentos” pouco ortodoxos, se V. Exa. me entende. É melhor recorrer com alguma urgência, a um clínico especializado.

    • S. Bagonha says:

      Ó menos!!! Vai tocar tangos p’rá tua rua, pá!


  9. Coelho e Cordeiro, só no tacho….


  10. Assisti ao vovo e a cores a uma grandolada. Ou seja a uma manifestação de “agentes do PCP”.
    Assisti à forma como apareceram à visita do ministro e como combinaram a “cena”.
    Entraram para a sala e colocaram-se todos numa zona. Mal o ministro começou a falar, cantaram a grândola vila morena. O ministro calou e esperou pacientemente. Na sala todos ficaram calados.
    Depois da cantoria apropriada pelos grandolos, estes saíram e recomeçou todo de novo.

    • ZE LOPES says:

      Assistiu a uma grandolada? “Ao vovo”? Viu mesmo os Agentes do PCP? Não estavam embuçados, nem nada? O Jerónimo de Sousa estava lá?

      Que experiência extraordinária!

      V. Exa. não está mesmo interessado em escrever um livro sobre o acontecimento? Não deixe para muito tarde, que eles só dão Nobeis a quem é vivo!

      Se quiser trocar experiências eu, uma vez, na Guarda, vi o Sá Carneiro ir à casa de banho. Foi num comício da AD no Liceu. Na assistência, para aí metade era gente da comunidade cigana. Nessa altura o amor da direita pelos ciganos era comovente…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.