Comércio: “Last Week Tonight”, com John Oliver

Tempos estranhos nos quais meios de comunicação social difundem notícias falsas e os programas de comédia fazem análise política.

Aqui fica um sumário em imagens.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Comments

  1. Miguel Bessa says:

    Achar que mandar umas bocas com reconhecimento de causa e análise política e que factos que não gostamos são fake news! Explica bem as ideias de quem o afirma!

    • j. manuel cordeiro says:

      Fake news=boatos; algo inventado; sem base real. Tudo o que está no vídeo deriva de citações e acções reais – nada tem de fake news! Vê quem quer.

  2. Paulo Marques says:

    O Oliver desapontou-me depois da lastimável cobertura da Venezuela e do México, e, vendo bem, a lupa é a mesma que a Goldman fornece aos Democratas.
    Há bastante mais a dizer economicamente sobre as tarifas, mas podia ser pior.

    • Paulo Marques says:

      Ops, pensei que era um segmento antigo e que ainda estava de férias, Ainda não vi o desta semana. Sorry.

  3. Hugo Ferreira says:

    Tempos estranhos em que a figura mais Populista de sempre na civilização comtempânea/Ocidental diz/faz as maiores barbaridades e inventa diariamente Fake News só para distrair as atenções do que realmente interessa e facilmente é desculpabilizado… Flynn out… Manafort out… Cohen out… tic-tac tic-tac…

  4. Fernando says:

    O “cómico” John Oliver, aquando das eleições de 2016, ridicularizou a candidata do partido Verdes por esta ter afirmado caso fosse eleita a dívida astronómica dos estudantes (um problema grave nos EUA) seria anulada.

    Outra cómica, Hillary Clinton, disse que um serviço nacional de saúde (do tipo europeu) nos EUA é impossível!

    Nenhum dos dois “cómicos” de “esquerda” esclarece de onde vem o dinheiro para pagar as guerras e os resgates da banca…

    E há quem acredite que foi Putin quem colocou Trump na Casa Branca e não a arrogância e condescendia dos neoliberais John Oliver, Hillary Clinton, Obama…


    • Neoliberais??? John Oliver, Hillary Clinton, Obama… deve ser gralha ou desconhece a definição de Neoliberalismo…

    • j. manuel cordeiro says:

      @Fernando: Sem dar como certo ou errado o que escreve, vejo, no entanto, que nada tem a ver com o tema em discussão.

    • Fernando says:

      HF, diga-me então o que é neoliberalismo….

      j. manuel cordeiro, pode até não ter directamente a ver com o tema mas apetecia-me malhar no “cómico”, estes “cómicos” do regime não lhes acho graça e as mentiras que por vezes contam não são inocentes.

      E em relação aquilo que escrevi acima é verdade, e facilmente verificável….

      • Paulo Marques says:

        Neoliberalismo é uma teoria económica baseada na teoria de que a inflação é o alvo número um a abater e que surge, basicamente, da intervenção do estado em qualquer matéria. Excepto nos benefícios fiscais a capitalistas, claro.
        Os argumentos de “não há dinheiro”, “os mercados controlam os juros”, “desemprego/défice estrutural”, “imprimir dinheiro é mais inflacionário do que emitir dívida”, “atrair investidores”, “a taxa de juro e a cotação monetária está correlacionada” são tudo concepções neo-liberais que nada têm a ver com a realidade da economia.