Discriminação de género

1293286

É terrível que em pleno século XXI continue a senda da discriminação de género. É terrível que em pleno século XXI continuem a ser vedadas à Mulher actividades que continuam apenas a ser permitidas aos Homens.

Neste caso do homicídio do triatleta, não há um único meio de comunicação que conceda à Mulher o estatuto de presumível autora de “violência doméstica”. Mas acreditem, este não é um caso isolado. Em todas as notícias sobre “violência doméstica” são, sistematicamente, obliterados os quase 25% de homicídios de cônjuges ou equivalentes em que a vítima é do género masculino. Apesar de em quase 1/4 dessas situações o autor ser já uma Mulher, o machismo da nossa sociedade continua a negar-lhe a possibilidade, a capacidade e a competência para ser autora de “violência doméstica”.

Comments

  1. Rui Alexandre says:

    Violência doméstica é uma situação continuada de violência, portanto deixemos de demagogia…e sim sou um homem que diz isso. E sim existem casos verdadeiramente de violência doméstica praticadas por mulheres.

    • doorstep says:

      Exacto…

      Ainda na semana passada assisti a um julgamento (hilariante!) em que a vitima era um agente da PSP de 50 anos, com 1m80 e a “violenta” uma gordinha com menos de 1m60! E podem crer que o medo que o tipo lhe tem foi visivel durante o pouco tempo que esteve na sala a ser ouvido.

  2. JgMenos says:

    O reco-reco feminino é uma poderosa arma de violência continuada.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.