Uma gigantesca prova de corta-mato nacional

[Pata Negra]

Bush filho, quase tão inteligente como Trump, apresentou um dia como solução para os incêndios na terra dos índios o corte das árvores da floresta. É assim a América do nosso contentamento: se aumenta a insegurança, há que munir os cidadãos de mais armas; se há fogo, corte-se o mal pela raiz, faça-se da floresta deserto.

No Portugal do nosso entretenimento, do fazer de conta que se faz, os fogos seguem o modo de pensar inteligente do amigo americano. Não chegam os carros de bombeiros, compram-se mais carros de bombeiros, não chegam mais carros de bombeiros, chamam-se helicópteros e aviões, não chegam os meios? ah! então vamos pensar…

Não pensando na destruição da agricultura e da pastorícia, não pensando nos fatores económicos que ditaram o abandono da floresta, não pensando nas medidas de encerramentos de serviços e na inevitabilidade de concentração da atividade económica e do emprego nos grandes centros, os corredores do Grande Centro pensaram então:
– Fazer pagar, aos que por lá resistem, os males das políticas que lhes têm sido infligidas. Punam-se esses malandros! Multas pesadas para cima deles! Não têm dinheiro? Então o que é que fazem às reformas que lhes damos?
Conclusão, pensam que podem acabar com os incêndios com a desertificação humana total. Não pensam, os imbecis, que o valor das propriedades, ou do rendimento que delas se tira, não chega para a despesa duma única limpeza anual, nem tão pouco para os custos cobrados pela sua eventual venda.

Nem os beijos dos beiços do Marcelo, nem as fotos do Costa no terreno, nem os coletes de bombeiro da Cristas, nem as imagens de fogo que passam em fundo nos comentários da tv, podem apagar as cinzas das aldeias e vilas abandonadas a troco do desenvolvimento do litoral.

Tenho uma sugestão, em vez de gastarem energias em ginásios para manterem a linha, em vez de oferecerem taças de ouro para corridas em pistas de tartan, organizem uma gigantesca prova de corta-mato nacional, chamem os desportistas de cidades, vilas e aldeias, delimitem faixas de competição para cada um, munam-nos de foices, enxadas e ancinhos, dêem o apito de partida e, no final, pesado o mato que cada um roçou, atribuam prémios. Seria uma forma lúdica e barata de pôr à prova a vontade, a verdadeira solidariedade de todos aqueles que, no dia a dia, despendem a sua força física apenas para manter a forma.

Não quer dizer que a força da autoridade não possa atenuar o problema no curto prazo. Mas, no médio prazo, o problema regressará porque notoriamente não há políticos com vontade, apoio, força ou inteligência para pôr em marcha o repovoamento do interior. Além disso, ninguém tira das suas propriedades rendimento suficiente para fazer a limpeza ano após ano. E, como não há notoriamente políticos com vontade, apoio, força ou inteligência para empreender uma reforma agrária e florestal, vão acabar por convencer toda a gente que o melhor é entregar as terras aos grandes.

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    “Pata negra” de qualidade…
    Nem mais!!!


    • Pata ou Pantera Negra, animal soberbo !

      Soberbo este texto . Parabéns ao autor !

      …”
      Nem os beijos dos beiços do Marcelo, nem as fotos do Costa no terreno, nem os coletes de bombeiro da Cristas, nem as imagens de fogo que passam em fundo nos comentários da tv, podem apagar as cinzas das aldeias e vilas abandonadas a troco do desenvolvimento do litoral. “…..

  2. Fernando Manuel Rodrigues says:

    100% de acordo. A falácia da “limpeza” vai ser posta à prova este Verão. Quando já não sobrar essa esfarrapada desculpa, os “agricultores/silvicultores de sofá” irão arranjar mais alguma igualmente imbecil, mas que igualmente se rá aceite e propalada pela imbecil comunicação social.

    E pelo caminho organizar-se-ão mais uns piedosos peditórios e concertos de solidariedade, cujos proventos serão sugados por um qualquer “buraco negor”.

    A propósito: Já chegou alguma ajuda aos desalojados e aos prejudicados pelos incêndios da zona centro (Arganil, Seia e Oliveira do Hospital)? Ou ainda andam a “discutir” o assunto?

  3. JgMenos says:

    « o melhor é entregar as terras aos grandes.»

    Até à Revolução Francesa e ao código napoleónico era isso um dado do senso comum, Qual a novidade?

  4. Nascimento says:

    Eu também tenho uma sugestão: por a correr em corta mato os autarcas dessas regiões. É que me quer parecer que eles e elas são os principais interessados na desertificação. assim sempre podem vir a Lisboa falar ao camaradas do partido,
    ” aparecerem”!! Mais!com sorte dão umas entrevistas às Tvs, e voltam inchados que nem porcos para as suas terrinhas.
    Não? Olha, é vê-los na Ovibeja atrás dos senhores ministros e secretários de estado , é vê-los a convida-los para ” semana do porco” a semana do borrego” do “queijo da serra”, do tremoço e o “carvalho” que os fodam a todos… em vez de cortarem estradas quando eles querem ir prós Algarves, dar-lhes com merda de vaca nas fuças de cada vez que eles aparecessem a apelar ao votinho… mas não! Sabem o que eles parecem? com aqueles filhos da puta que vêm estudar para as universidades da Europa e depois quando regressam a África são os maiores déspotas racistas, assassinos, etc.
    Estes também vieram estudar para Lisboa e quando voltam à terrinha é o que se sabe! Puta que os pariu a todos . Passam a vida sem fazer a ponta de um corno. Empregam as comadres nas câmaras e alguns ( é verdade) até prometem dinheiro a ciganos! O problema é quando estes depois da eleições vão tentar receber o guito! Aí é que foi o bonito… Olhem Castro Verde! Vá, bora lá comer mais um ensopado de borrego ESTE FIM DE SEMANA! e mais uma vez convidem o borrego do ministro! Gastem mais 20 ou 30 mil! Um sucesso, pá! As estradas estão uma merda? Hospital só para Evora estando o de Beja uma merda? e PODIA CONTINUAR…
    Pois é, a postada está muito bem…mas, o Outro lado da moeda?

  5. Nascimento says:

    Eu também tenho uma sugestão: por a correr em corta mato os autarcas dessas regiões. é que me quer parecer que eles e elas são os principais interessados na desertificação. é que assim sempre podem vir a Lisboa falar ao camaradas do partido, ” aparecerem”.e com sorte darem umas entrevistas às Tv., e depois voltarem inchados que nem porcos para as suas terrinhas. é vê-los na Ovibeja atrás dos senhores ministros e secretários de estado , é vê-los a convida-los para ” semana do porco” a semana do borrego” do “queijo da serra”, do tremoço e o carvalho que os fodam a todos… em vez de lhes cortarem estradas quando eles querem ir prós Algarves, dar-lhes com merda de vaca nas fuças de cada vez que eles aparecessem a apelar ao votinho… mas não! Sabem o queeles parecem? com aqueles filhos da puta que vêm estudar para as universidades da Europa e depois quando regressam a África soa os maiores déspotas racistas, assassinos, etc. Estes também vieram estudar para Lisboa e quando voltam à terrinha é o que se sabe! Puta que os pariu a todos . Passam a vida sem fazer a ponta de um corno. Empregam as comadres nas câmaras e alguns ( é verdade, disseram-me …) até prometem dinheiro a ciganos, no votinho! O problema é quando estes depois da eleições vão tentar receber o guito! Chama a guarda!
    Olhem C. Verde!?Vá, bora lá este fim de semana mamar mais um ensopado de borrego ,convidar sua excelência o borrego do ministro, gastar com o ” Evento Koltural”, mais 20 ou 30 mil! Depois? Há pois … bem, depois as estrada estão uma merda, Beja sem um Hospital decente pois o guito vai só para o de Evora!!! tópam…sempre existe o Fialho ,e É MAIS FINO, Turisti- ke!)…eheheheh
    Por isso, o texto é bom, mas, …o Outro lado da moeda?

    Ps. isto vai em duplicado que o outro nã entrou!Porra.


  6. … indignação e revolta, sim, precisa-se ! e actuação em conformidade !
    Sendo tão verdade evidente que ” não há notoriamente políticos com vontade, apoio, força ou inteligência para empreender uma reforma agrária e florestal ” nem competência !
    culpa também do pessoal de brandos costumes que vota mal e dp tudo aceita porque “é o que temos ” e nada fazem para MUDAR !!
    ,,,cada povo tem os autarcas e governos que merece !
    Lástima !!!……

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.