Rodrigo Guedes do Caralho

Aqui no Norte, sem qualquer intenção de insultar ou diminuir, dizemos que alguém “é do caralho” quando esse alguém se destaca, seja de que forma for, pela positiva. Não deve a utilização do termo “caralho” ser aqui confundida com a que se pretende quando mandamos alguém “p’ró caralho”, ou quando dizemos que nos dirigimos a alguém como “seu caralho”, pese embora a expressão “seu caralho”, também utilizada com alguma frequência aqui no Norte, possa ter um sentido carinhoso e ser usada para cumprimentar amigos de longa data.

Posto isto, Rodrigo Guedes de Carvalho tem sido do caralho. Tem sido a face do jornalismo sério, que informa, ao invés de assustar. Tem sido a antítese do jornalismo de fossa séptica, que se dedica, essencialmente, a especulações alarmistas, notícias falsas e, entre outras imbecilidades, a contribuir para piorar, ainda mais, a capacidade de resposta do SNS24. Tem sido uma voz de responsabilidade, esperança e lucidez, no horário mais nobre da televisão, e até teve o bom senso de apelar à “noção” dos palermas que vão para a praia, em plena pandemia. Sim, o bom senso. Se fosse eu, mandava-os logo “p’ró caralho”. E aqui sim, com intenção de insultar.

Rodrigo Guedes de Carvalho tem sido, em suma, do caralho. E, em tempos tão permeáveis ao sensacionalismo e ao medo, diariamente instrumentalizados pelo esgoto do costume, em tempos de guerrilha política e comunicacional, com muitas mentiras à mistura, o pivôt da SIC tem feito, a meu ver, um excelente trabalho a informar e a tranquilizar os seus milhares de espectadores. Está de parabéns pela ousadia! É do caralho!

Comments

  1. Guilherme says:

    Melhor jornalista português, sem dúvida.

    • Pedro Vaz says:

      Isso é como dizer que é o melhor mentiroso profissional de Portugal.

      • POIS! says:

        Pois é!

        Como dizem os franceses, pó Xô vaz isto é “pain, pain, fromage, fromage”. É jornalista? É mentiroso! E trabalha para quem? Para o George Soros (o homem sustenta tanta família que devia ser canonizado)!

        E foi este Xô vaz que trouxe .para aqui um video grosseiramente manipulado de um discurso do Sarkhozy como prova de uma coisa que, cocncorde-se ou não com as suas teses, ele nunca disse. E que foi obra de um site chauvinista e supremacista canadiano.

        E também nos trouxe um tipo chamado Sutton a conversar numa tasca à hora do fecho com um conjunto de gente embasbacada com uma suposta citação de Hegel que se resumia a servir de suporte à opinião de que, nos sistemas políticos de hoje, à direita e à esquerda os políticos são todos iguais e subordinados a outros interesses. Ainda agora ali vi um matarruano a dizer o mesmo depois de duas minis.

        Só há cá um programa onde resiste um estrenuo defensor daverdade: é o “Pé em Riste” e essa exceção é o “SUPREMO LIDER”. Sim, esse, o que enfrenta o sistema, a vergonha, os cidadãos que vendem na feira de Carcavelos, aprliferação de sindicalistas na polícia, a OPA do Benfica…(ups! há aqui qualquer coisa que…)

        • O abstencionista says:

          Pois Xô e se fosses pró Xaralho!!!

          • POIS! says:

            Pois não vou!

            Porque não me quero encontrar com V. Exa! Não gosto. Tenho outra orientação.

            Fica V. Exa.á vontade. Ainda há muito preconceito por aí.

  2. Pedro Vaz says:

    ?!? Pivots não passam de macacos treinados que só tem que lêr o teleponto que tem o texto escrito pelo Globalismo. O George Soros até já te manda fazer publicidade á SIC do Pinto “Bilderberg” Balsemão é?

    Já agora…porque é que a China e a Russia Nacionalistas e “fechadas para o Mundo” estão a lidar com esta crise tão bem e a Europa Internacionalista e “aberta para o Mundo” está a lidar com esta crise tão mal? O Nacionalismo parece ganhar em tudo por alguma razão…

    • anticarneiros says:

      Vaz

      Só sai lixo

      • Pedro Vaz says:

        Russia de Putin: 28 infectados 0 mortes
        Santa Democracia Liberal Ocidental Aberta Para o Mundo ™: sem comentários

        • Pedrinho, ... emigra tá!? says:

          Aquilo é tão bom, que nem o vírus para lá quer migrar. Os velhos métodos do KGB funcionam até para os vírus.
          Mas sendo aquilo tão seguro, tens sempre a hipótese de para lá emigrar. E logo agora que não há muros!

          • Pedro Vaz says:

            Mais…

            ONU e Organização Mundial de Saúde nulidades totais…só servem para propagar a agenda Globalista e ir as restaurantes caros das grande capitais.

            Internacionalismo: uma boa m*rda

          • Paulo Marques says:

            É posso que está fechado por causa do Zika e do Ébola, e não o Covid. Inúteis, pá.

        • Brssucaprobrasil says:

          Mais merda do brasuca

        • POIS! says:

          Ah! pois! Mas há uma razão para isso!

          Os Russos têm, historicamente, muita experiência em matéria de coronavírus!

          A princesa Dornröschen, mais conhecida pelo cognome “Bela Adormecida”, como se sabe, viveu na Rússia que, nessa altura era tão grande que incluía a Alemanha toda e chegava até Monte Gordo, assim chamado em homenagem à figura do Czar.

          Ora porque é que a Dornröschen, adormeceu? Porque se picou num fuso infetado por um coronavirus (o nome foi-lhe dado, justamente, por atacar sobretudo membros das realezas coroadas).

          Estava a Dornröschen,a dormir há mais de 100 anos quando foi descoberta pelo Putincipe, assim chamado por ser um principe filho da Putin (que tinha sido raínha mas já não era, por ter atigido o limite de mandatos, estando á espera de uma revisão constitucional para voltar a ser).

          O principe ficou desaustinado, afocinhou de linguado na Dornröschen,que acordou e ficou completamente curada. A língua do príncipe foi então declarada como uma vacina de interesse público, ordenando-se ao povo que se deslocasse ao Kremlin para sessões de linguado.

          Por essa razão só 28 esquisitos que se recusaram.acusaram o bicho e ficaram infetados mas foram imediatamente postos de quarentena na Sibéria e, em dois dias confessaram tudo: foram eles que escreveram o “Guerra e Paz”, “Os Irmãos Karamazov” e a “História do Saneamento Básico do Kremlin”. Por terem confessado não morreram mas pior, continuam presos.

      • POIS! says:

        Pois!

        Só sai…porque também só entra!

    • POIS! says:

      Pois não sabemos!

      Talvez V. Exa., Xô Vaz, nos possa esclarecer. Dá corda aos sapatos e vai dar uma volta lá pelas Russias e Chinas que talvez descubra a resposta. Isto se lhe deixarem fazer a pergunta. Uma coisa que eles não admitem é Vazes a perguntar. Estragam a fotografia.

    • Henrique Silva says:

      Morrer com infecção viral é muito mau. É claramente melhor morrer numa cela qualquer na Sibéria ou num campo de concentração ali para os lados da Mongólia.
      Palhacinhos como este andam por Portugal aos montes. São os mesmos que infestam empresas e instituições, caídos para lá do céu via cunha do padrinho, mas que passam os dias nas redes sociais a tentar descomprimir a frustração de andar dias afim a fingir que se é competente, não vá alguém reparar que o tipo passa os dias a bater no teclado mas, meses passados, resultados nem vê-los. Depois é vê-los a salivar por uma ditadura de extrema direita. Enquanto as fronteiras andarem porosas, o palhacinho sabe que é uma questão de tempo até o patrão perceber que qualquer refugiado sírio com o ensino básico faz mais numa hora que 1000 palhacinhos destes todos atados com arames num ano.
      Basta ver a longa lista de respostas que este palhacinho aqui larga para perceber que se trata de alguém com demasiado tempo nas mãos. Irrelevância social + ego frágil = conversas longas na Internet.
      Ontem deve ter sido um dia particularmente mau para os palhacinhos. Parece que o Bolsonaro também já anda com o vírus. Aposto que o mongo ficou infectado na missa da manhã, onde andou aos beijos a algum Jesus de loiça onde outros deixaram aquele fiozinho de saliva cheio de Covid-19.
      Com tanto palhacinho em lágrimas com esta notícia, resta-lhes rezar para que o Ventura continue a usar protecção quando visita as ovelhas na quinta do primo.
      Mas vá, não te esqueças que agora não podes usar as mão para limpar as lágrimas. Tens de as deixar secar na fronha e depois carregar forte nisso com palha de aço.

      • Pedro Vaz says:

        Então como vai esse “End of History” Francis Fukuyama? Como vai essa Nova Ordem Mundial com capital em Jerusalem? Ouvi dizer que a Russia, o Irão, a Síria, a Coreia do Norte e os Populistas andam a fazer-vos a vida negra.

        O teu comentário pejado de projecção, frustração, dor-de-cu e raiva revelam que isto estão a ser anos muito difíceis para ti e para os teus camaradas. Não desesperes proque se a Torah e o Talmude dizem que o Mundo vai ser vosso é porque vai ser! Como podem livros sagrados estarem errados?

        • POIS! says:

          Pois estão! Estão errados!

          No “End of History” Fukuyama referia-se ao desfecho do destino da Rapunzel. Depois da sua espetacular fuga da torre onde estava aprisionada pela pérfida Abraamoncia Netanyahua e depois de vagear pela Cisjordânia e Faixa de Gaza a Rapunzel encontrou finalmente o príncipe Matatias num colonato junto ao rio Jordão.

          Foi então que este propôs que se mudassem para Jerusalém já que o príncipe, nas reais horas livres, vendia castanhas assadas à porta dos templos (daí, por vezes haver notícia de castanhada nesses locais).

          Mal chegaram a Jerusalém a Rapunzel foi para a tropa tendo chegado a General, enquanto o príncipe se lançou num negócio de franchising de pevides subsidiado insidiosamente pelo George Soros já que os cartuxos continham propaganda disfarçada à Nova Ordem Mundial. Os códigos eram complexos e de difícil decifração, mas aqui ficam alguns excertos:

          “Viúva quarentona e menina de 19 aninhos feitos anteontem. Atuam juntas ou separadas!Venha sonhar!”

          “Professor Trambo, grande vidente!Adivinha o futuro, o presente e o passado. Neste nunca dá errado!”

          “Já ninguém o Vaz atorah! É não se espera que tal mude!”

          Infelizmente há que ficar por aqui. Em breve Fukuyama irá publicar “The End of History of The End of History”. Talvez lá venha o resto, Se for conforme os standards vivem felizes para sempre.

        • Henrique Silva says:

          Ler isto quando a escumalhinha de direita anda a cair que nem tordos. Porquê? Porque são velhos e burros. Idosos não porque ser idoso implica aprender com os anos que carregam. Velhos. Velhos, podres e bolorentos. Em casas a cheirar a urina porque até a mulher a dias já tem medo e o Correio da Manhã já não absorve mais. Por dentro e por fora. Já compraste papel higiénico que chegue ou ainda vais ali a Badajoz no Domingo ver se escapou alguma coisa?
          Não há nada mais patético do que ranhosinhos com posters do Ventura na marquise a fazer pesquisas na Wikipédia à pressa para parecerem intelectuais. O que me espanta nesta altura é mesmo a ausência da típica conspiração do George Soros. Andas com medo sim, a dar uns toques na Torah e companhia a ver se pega, mas falta-te o meme do Soros com a pipeta a fabricar o virus. Como é? Já vamos à quase um mês nisto e o Soros ainda não anda ao barulho? Então escumalhinha de direita? Quem vos viu e quem vos vê… Começo a ficar desiludido. Vá, vai lar dar mais um banho checo com as garrafas de álcool contrabandeado que ainda conseguiste comprar no chinês (ironia? Pouca talvez…) na semana passada. A maior ironia é achares que a tua vida vale mais que a toalhita Dodot com que acabaste de tomar o banho da semana..

      • POIS! says:

        Nem mais! Excelente!

        • Pedro Vaz says:

          É a chamada “Aprovação de Projecção Projecionista”. POIS! sempre na vanguarda.

          • POIS! says:

            Pois é!

            Se fosse mais uma trampa de V. Exa. usaria a chamada “Reprovação da Dejeção Dejecionista”

    • Paulo Marques says:

      A China lidou com a crise, à segunda, por obrigar as pessoas a estar fechadas em casa e por mobilizar os recursos do estado a qualquer custo (porque também não ficam sem Yuans). A Rússia, a ver vamos.
      Fechar as fronteiras cedo demais para quê, deixar mais pessoas sem meios para pagar alimentação e renda e a médio prazo atirar ainda mais trabalhadores para o desemprego permanente e para o estrangeiro? Grande nacionalismo.

    • Paulo Marques says:

      Já agora, esqueceu-se da Coreia do Sul, esse ideal nacionalista.
      Quanto ao lockdown…

      https://www.washingtonpost.com/health/unprecedented-chinese-quarantine-could-backfire-experts-say/2020/01/24/db073f3c-3ea4-11ea-8872-5df698785a4e_story.html

      “The first and golden rule of public health is you have to gain the trust of the population, and this is likely to drive the epidemic underground,” said Lawrence O. Gostin, a professor of global health law at Georgetown University. “The truth is those kinds of lockdowns are very rare and never effective.”

      e outros peritos, ainda em Janeiro.
      Achismos há muitos.

      • Pedro Vaz says:

        Estás a confundir as Coreias. A do Norte é Nacionalista e a do Sul Globalista-Internacionalista.

        Quanto ao professor…professores há muitos e falam muito. O que eu sei é que na prática os países Nacionalistas e “fechados para o Mundo” estão a lidar bem com a crise. Excepções são países como o Irão porque estão desgastados de andarem á décadas a lutar contra a Santa Democracia.

  3. Luís Neves says:

    Não foi minha intenção ofendê-lo, mas chamá-lo à atenção!

  4. Pedro Vaz says:

    Episódio engraçado que aconteceu durante a “intervenção humanitária” na Líbia. O jornalista favorito do João Mendes faz uma peça acerca de uma coisa de “enorme importancia” e Clara de Sousa começa-se a rir com a figura triste que os jornalistas da “democracia liberal” são obrigados a fazer.

    • brasuca pro brasil says:

      “Episódio engraçado que aconteceu durante a “intervenção humanitária” na Líbia. ”

      Será que temos que continuar a aturar os post deste lixo ?

    • POIS! says:

      Pois não posso mais!Ah! Ah! Aaaaaaah! ai que nem posso!

      Ai que o Vaz arranjou um video tão cómico! Ai que não posso mais! Ai que a “democracia liberal” é tão ridicula! Ah! Ah!

      Já não me ria tanto desde que o outro caiu da cadeira!

      Não tem lá mais? Não tem lá mais? Não há nenhum do D. Afonso Henriques no WC com um mouro debaixo do braço? Ou de piranhas num aquário a devorar gatinhos? Ou do Ventura vestido de magarefe?

  5. Jaime Palha says:

    Já eu, só quero ser informado. Não quero que nenhum jornalista me tranquilize, não é a sua função.

    • Pedro Vaz says:

      O jornalista é o que o chefe de redação e director de informação quer que ele seja, e o chefe de redação e director de informação é aquilo que o patrão quer que eles sejam. Se o jornalismo é legal a prostituição também deveria ser.

      • POIS! says:

        Pois faz muito bem, Xô Vaz!

        Em defender os seus legítimos interesses! A ilegalidade é injusta e estigmatizante! E vosselência tem de lutar pela vida e a polícia só atrapalha!Se no tempo do Salazar o foi, porque não agora?

        Já propôs lá isso no Chega? Deve lá haver mais gente na sua situação. O Ventura até pode aproveitar a ideia para mais uma revisão contitucional!

        • E o burro sou eu ? says:

          O Vaz está a manipular os “likes/deslikes” com o uso do software Avast Cleanup premium.
          Com esse software ele consegue colocar desenas de likes nos posts dele e deslikes nos seus e em todos que se lhe oponham.
          Repare as quantidades dos seus dislikes e dos likes dele, completamente desproporcionadas.

          Atenção ao Aventar

          • Primeiro Ministro Monhé Pedófilo Chantageado da Mossad says:

            É mentira!

            PS – “Avast Cleanup Premium”?!? Quem é que usa software de limpeza pago nos dias que correm? Deixa de ser campóneo…

          • POIS! says:

            Pois olha!

            O Vaz disfarçado! Só um sôstro desse calibre arranjava um “nick” que já nem disfarça o anti-semitismo primário..

          • E o burro sou eu ? says:

            Podes usar outra coisa, mas colocas-te 20 dislikes no meu post, que volto a repetir.

            “O Vaz está a manipular os “likes/deslikes” com o uso do software Avast Cleanup premium.
            Com esse software ele consegue colocar desenas de likes nos posts dele e deslikes nos seus e em todos que se lhe oponham.
            Repare as quantidades dos seus dislikes e dos likes dele, completamente desproporcionadas.”

            Estas apenas a confessar mesmo com outro nick o que fizestes antes. Uses o que usares, alguém tem que tratar de tí e não sou eu.
            O meu papel foi alertar os responsaveis.

  6. Pinto Balsemão says:

    Um agradecimento ao João Mendes. Vou falar com o meu camarada George Soros para dar ao João Mendes um aumento,

    • POIS! says:

      Pois acho muito justo, Sr. Pinto!

      Mas diga lá ao Soros que tem de ser um bocadinho mais generoso do que aquilo que pagou ao Ventura pelo programa económico do Chega!.

      • Pinto Balsemão says:

        A nossa Nova Ordem Mundial necessita de Socialismo e muito, Na verdade é a fusão do Capitalismo e Marxismo. O programa do Ventura não nos serve logo eu e os meus Camaradas estamos a mobilizar todos os nossos “assets” para atacar o Ventura e o Chega: jornalistas, comentadores, artistas/entertainers, celebridades, etc…os fantoches do costume. Mas tem que ser tudo bem pensado, feito com calma e proporcional ao crescimento do Chega porque se for com força desproporcional a Carneirada começa a desconfiar.

        • Paulo Marques says:

          É, o marxismo dita que os subsídios da crise devam ser feitos ao capital enquanto os trabalhadores a recibos verdes levem 438€ e os trabalhadores à jorna recebam uma ajuda de 0€. É o essencial d’O Capital. E Keynes também jurou a pés juntos que a resposta adequada à inevitável queda de consumo é o despedimento em massa de preguiçosos.

    • Paulo Marques says:

      Eu ainda não percebi como é que o Soros é mais rico do que Bezos, Gates, Bloomberg, Ellison e mais uma carrada deles todos juntos para conseguir comprar toda a gente. Deve ser a religião que faz chover dinheiro do céu.

      • Pedro Vaz says:

        George Soros é apenas um homem mais visível logo serve bem para uma estratégia de comunicação. Quando nós Nacionalistas falamos em “George Soros” na verdade estamo-nos a referir á rede Globalista-Sionista (a mesma coisa). É uma simplificação que é usada como estratégia de comunicação.

        Na verdade Soros está a meio da hierarquia assim como Bezos, Gates, e essa gente toda que na verdade não passam de “managers”. No topo de hierarquia estão os triliões não os biliões.

        São 13 famílias, é daí que vem o “13 = Azar” mas isto já é muita carga para a tua carroça…

        • POIS! says:

          Pois são 13!

          E não é por acaso! Quantos estavam à mesa na Última Ceia?

          Ah! Pois! Cada uma das famílias descende de um deles.

          Aliás aquela foi a última ceia porque aquela ementa era muito pobrezinha. Mal saíram dali começaram logo a ficar ultra-super-ricos e a partir daí, acabaram-se as tertulias de pão e vinho e passaram a fazer jantaradas de negócios com lagosta e tal.

          • Pedro Vaz says:

            “E não é por acaso! Quantos estavam à mesa na Última Ceia?”

            És chato e não tens criatividade nenhuma mas estás a ver como até fizestes uma observação interessante?

            Não não é coincidência mas isto já é ocultismo semi-avançado, uma boa parte dos Nacionalistas não sabem estas coisas quanto mais carneiros…

          • POIS! says:

            Pois é verdade, Excelência Bode Vaz!

            Uma parte dos nacionalistas não sabem estas coisas porque quando lhes falam em ocultismo perguntam logo: há lá gajas ou é só o Vaz e os amigalhaços? E quando ouvem a resposta só uns poucos aderem.

            Mas já que V. Exa. é um semi-avançado (o que deve dar jeito lá em casa no verão quando vão para o campismo) há umas dúvidas que nos atravessam e que talvez possa desocultar:

            Quantas estrelas Michelin tinha o “chef” que cozinhou a Última Ceia? É verdade que uma delas foi a que tinha guiado os Reis Magos?

            O vinho bebido no repasto foi um Rosé levado por Mateus?

            Qual das famílias descende do Judas? É verdade que é a dos donos do Lehman Brothers?

            Ficam agora estas, que já lhe devem dar muito trabalho. .

        • Paulo Marques says:

          Mais visível? Ao contrário dos outros, nunca o vejo em conferência ou televisão nenhuma, só nos discursos de quem quer culpar o Outro do costume por não saber no que vota.

          • Pedro Vaz says:

            O mais visível na área das ONGs das “open borders” LGBTIKXFBUZWQ rights” “Wiminz rights” “rapefugee rights” e essas coisas todas. Mas na Europa de Leste já é uma pessoa bem famosa…e nem vamos falar na Malásia um país que pagou bem caro pelas operações de especulação dele, aliás causou tanta raiva que o primeiro ministro se atreveu a dizer coisas que poucos tem a coragem de dizer.

      • Pedro Vaz says:

        “comprar toda a gente”

        Não precisam de comprar muita gente. Aqui é que entra a rede de sociedades secretas e as suas iniciações malucas e o chantageamento especialmente o pedófilo. Aliás, essas pessoas todas que referistes são eles próprios pedófilos chantageados.

        O Jeffrey Epstein era gerente de uma operação de chantageamento pedófilo mas ele próprio era uma pedófilo chantageado. Isto é a cola que mantêm esta conspiração em pé, aqueles carneiros que dizem “Essas conspirações enormes não são possíveis porque não é possível manter esse secretismo” não levam em consideração que o segredo é tão horrível que raramente sai para fora e das poucas vezes que sai a carneirada não se acredita.

        • POIS! says:

          Pois, mas isto não é nada!

          Já leu o livro “Memórias de Uma Dona de Casa Casada Com Um Candeeiro De Mesinha da Cabeceira”, seguido de “Os Candeeiros Divertem-se À Brava e Para Mim Não Sobra Pêvea”? É desta senhora e está lá tudo! Mesmo tudo! É impressionante!

        • Paulo Marques says:

          Se calhar era melhor defender um imposto às fortunas e o fim do sigilo bancário, mas era uma chatisse, tinha que votar nos comunas. Mais vale fazer o oposto para que nada mude, excepto um gajo que fale bem e imponha medo e respeito também receba algum – acaba sempre assim, e exemplos não faltam.

          • Pedro Vaz says:

            Comunas…Capitalistas…a mesma coisa. Capitalismo vs Comunismo é um processo de Tese-Antítese destinado a gerar a Síntese a fusão dos dois sistemas, a oligarquia-socialista que vemos a crescer á nossa volta.

            Nacionalismo é e sempre foi a unica solução e a unica força de oposição.

          • POIS! says:

            Pois, pelos vistos…

            O ocultismo ultra-secreto semi-avançado está oculto…no youtube! Que, como todos sabemos, é propriedade de tipos super-pobres e nacionalisrtas dos quatro costados que comem bacalhau á brás sem adubo e não bebem água porque enferruja. Preferem o tinto e a cachaça.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.