Este texto de Joana Mortágua não faz qualquer sentido

A propósito destas declarações do ministro da Educação, Joana Mortágua escreveu:

Os professores não estão de férias, nenhum trabalhador está. Mas nas escolas, como em todos os setores, ninguém deve ser mantido no seu local de trabalho desnecessariamente.

Há uns anos, dediquei alguns minutos a este assunto (aqui e ali) no Facebook. Efectivamente, em português europeu, setor é uma palavra bem definida (aqui, ali e acolá). De facto, sendo setor aforma de tratamento usada em Portugal pelos alunos dos ensinos básico e secundário para designar os professores”, o resultado em português europeu do texto de Joana Mortágua é este:

Os professores não estão de férias, nenhum trabalhador está. Mas nas escolas, como em todos os professores, ninguém deve ser mantido no seu local de trabalho desnecessariamente.

Isto é, o texto de Joana Mortágua não faz qualquer sentido.

Foto: Alexandre Azevedo/Sábado (http://bit.ly/33jYrDw)

Nótula pessoal: Sim, JJC, hoje apeteceu-me uns aqui, ali e acolá, aqui e aqui, etc.

***

Comments

  1. Abraham Chevrolet says:

    Comentário boçal,apalermado,sem ponta de sumo!
    Péssima pontaria ! Pólvora molhada !
    Tenta novamente!

  2. Albino Manuel says:

    Faz todo o sentido o que ela diz, com razão ou sem ela. Mas quando a devoção é o prontuário que interessa o resto?

    Venha daí uma citação de um filósofo qualquer da dinastia Ming! Em mandarim.

    Enfim, é o seu nicho de mercado.

  3. Pedro Vaz says:

    Porque é que os Rage Against The Latrine foram tão bem tratados pela MTV, Sony Music e todas essas instituições do “THE MAN!”? Então não eram supostos ser “Against THE MAN!”??

    Tom Morello? Pai era de um clã político Queniano que eram básicamente fantoches dos EUA. Pai e mãe muito activos no Congo pouco antes de Lumumba ser assassinado. Universidade de Harvard, Hollywood, ajudante no Senado antes de se tornar em um musico famoso, várias pessoas ligadas a ele na infancia tornaram-se também pessoas importantes no show business…ummmmm…cheira-me a mais um produto da CIA/Military Intelligence criado em Laurel Canyon…

    • POIS! says:

      Pois temos que confiar plenamente no faro do Vaz!

      A cheirar espiões é superior a qualquer perdigueiro ou cão-de-água português.

      A propósito, lembram-se daquele cão-de-água que o Obama levou para a Casa Branca? Era o Vaz disfarçado em plena missão anti-Globalista. Foi ele que trouxe de lá uma certidão de nascimento do Obama toda riscada que depois de analisada provava que o Obama é filho de um aborígene que se converteu ao islamismo no Burundi e entrou clandestinamente nos USA pela fronteira do Alaska disfarçado de urso polar. Também conseguiu surripiar um preservativo abandonado que encontrou na Sala Oval e remontava ao consulado de Bill Clinton.

      Também é de considerar a tese do Vaz que desmascara o papel da CIA como produtora de músicos. Temos alás um bom exemplo no nosso país: Quim Barreiros! Também ele é produto de um obscuro clã de Vila Praia de Âncora que se dedicava ao tráfico de zamburrinhas e que foi muito ativo na Lota de Matosinhos na altura em que foi misteriosamente assasinado um conhecido besugo. .

      Só um exemplo: a canção “Meto o Carro, Tiro o Carro” contém uma mensagem subliminar que visa promover a General Motors e levar a populaça a gastar muito dinheiro em petróleo de xisto, Tudo para promover o Globalismo Mundial Universal Americano e tornar os super-ricos em super-super-ricos e depois em super-ricos-muito-ricos-mesmo-podres-de-ricos-carago!

      • Pedro Vaz says:

        Não…Obama era simplesmente mais um pedófilo homosexual (a mesma coisa) chantageado. Somente isso.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.