O problema é a CIA

Protestar pela Bielorrússia ou pela Venezuela (eleições aldrabadas), pela Coreia do Norte (eleições? o que é isso?) ou por Hong-Kong (violação de acordos) é ingerência. Protestar contra o Trump e o Bolsonaro é, obviamente, solidariedade com os explorados povos dos EUA e do Brasil.

Comments

  1. Rui Naldinho says:



    Fiz uma busca na página do “esquerda net”, esse perigoso jornal digital “comunista” que, no mínimo, “oculta ou branqueia”, tudo o que vem das piores ditaduras estalinistas e maoistas da actualidade, Seja a Bielorrússia, a China ou a Coreia do Norte, seja mesmo a Venezuela, cuja ditadura em nada difere daquilo que se vive hoje na Hungria ou Polónia, mas aí já está tudo bem, eis que me defronto com isto:

    https://www.esquerda.net/artigo/dois-candidatos-da-oposicao-impedidos-de-concorrer-nas-presidenciais-da-bielorrussia/69138

    https://www.esquerda.net/artigo/bielorrussia-tensao-nas-vesperas-das-presidenciais/69600

    https://www.esquerda.net/artigo/tres-mil-detidos-na-noite-em-que-lukashenko-anunciou-sexto-mandato-na-bielorrussia/69631

    https://www.esquerda.net/artigo/protestos-encheram-ruas-lukashenko-diz-que-so-sai-depois-de-morto/69731

    https://www.esquerda.net/artigo/bielorrússia-600-activistas-da-oposição-condenados

    https://www.esquerda.net/artigo/nova-lei-de-seguranca-chinesa-ameaca-autonomia-de-hong-kong/68098

    https://www.esquerda.net/artigo/uma-nova-geracao-levanta-se-testemunho-da-revolta-de-hong-kong/62946

    https://www.esquerda.net/dossier/hong-kong-seis-meses-de-revolta-em-defesa-da-autonomia/65124

    https://www.esquerda.net/artigo/coreia-do-norte-um-isolamento-quase-absoluto/41720

    https://www.esquerda.net/artigo/uma-viagem-pelo-mundo-em-2020-16-asia-oriental/66033k

    https://www.esquerda.net/opiniao/coreia-e-sua-praia/55636

    https://www.esquerda.net/artigo/coreia-do-norte-confirmada-sucessão-dinástica

    https://www.esquerda.net/artigo/venezuela-capitao-morre-quando-estava-detido-pela-secreta-militar/62100

    https://www.esquerda.net/dossier/venezuela-um-pais-bloqueado/63005

    https://www.esquerda.net/artigo/refugiados-e-migrantes-da-venezuela-ultrapassam-ja-os-quatro-milhoes/61794

    https://www.esquerda.net/artigo/venezuela-foi-lancada-campanha-pelo-referendo-consultivo/61550

    A busca foi rápida e muita coisa por lá ficou. Não tinha tempo para ler tudo.
    Afinal não faltam por ali denúncias e noticias sobre a realidade desses países tenebrosos. Só que há uma realidade que é incontornável. É preciso denunciar sim, mas contextualizar. É necessário condenar a China, mas perceber como o capitalismo se moveu no processo de globalização para a tornar numa fonte de proventos, mantendo ao mesmo tempo uma postura autocrática, tão ao gosto de certa gente no mundo ocidental, com sindicatos domesticados e liberdades restringidas.
    É precisos denunciar a Venezuela de Nicolas Maduro, mas perceber se a UE e os EUA não estão mais interessados nos seus negócios de matérias primas, do que numa verdadeira democracia na Venezuela. A História tem-nos demonstrado o contrário, como aconteceu na Bolívia, mais recentemente.

    • Carlos Garcez Osório says:

      😀😀😀😀 Tretas, hipocrisias e argumentos rebuscados. Fico, ansiosamente, mas sentado, à espera de uma manifestação organizada ou apoiada pelo BE sobre a Venezuela, a Bielorrússia, a Coreia do Norte ou a China. Já os outros quejandos (PCP), não têm qualquer pejo em dizer que é a CIA.

      • Rui Naldinho says:
      • POIS! says:

        Pois ainda não sabe?

        Vai ser realizada uma grande manifestação de protesto pela situação em Hong-Kong em frente à embaixada da China.

        Está a ser organizada por Durão Barroso, que foi estimulado a avançar por uma malta que conheceu lá na Goldman Sachs e que está muito preocupada com os acontecimentos.

        Daí a presença de António Arnauth (que leva consigo a direção da Confraria do Pastel de Molho) e também a de Passos Coelho, para dar dignidade académica ao acontecimento.

        O PSD apoia com toda a força. Rui Rio quer pesadas sanções imediatas, tais como a proibição de se deitar fogo a bananas nos restaurantes chineses e o encerramento das lojas de chineses a partir das três da manhã, nos dias ímpares em que esteja a chover. Estará presente, mas discretamente abrigado debaixo da segunda árvore do lado direito a contar da esquerda da porta de entrada da embaixada. Se Ventura (que também vai estar presente para denunciar o “perigo amarelo” e reiterar que pPortugal não é racista) quiser mudar de árvore, pode lá ir falar com ele.

        Vai ser envado um convite ao BE para comparecer. Agora é que se vai ver quem são os democratas! Ai deles que se cortem!

      • Paulo Marques says:

        Fico ansioso à espera de uma proposta da nossa lesma de óculos para propor a expulsão do Fidesz do PPE. Ou duma contriçãozinha de alguém por oferecermos o monopólio eléctrico à China.
        Não? Pois.

    • POIS! says:

      Pois, mas esqueceu-se…

      de incluir os artigos onde se louva, como justamente denunciou Miguel Albuquerque, o regime cubano, que o BE considera o paraíso na terra (como disse Albuquerque). São estes (perdoe-me não mandar os links, mas penso que não é ético. Podia parecer que estaria a chamar-lhe analfabeto):

      Cuba: bué de Paraíso!

      Fidel de Castro: o herói que transitou de Paraíso!

      Em Cuba todas as famílias têm mordomo. Cá só têm dívidas!

      Charutos cubanos eficazes contra os covides e gravideses indesejadas!

      Cuba: Miguel Albuquerque a milhas! Um Paraíso!


  2. As manifestações têm clientela certa – activistas – que agrega uma população diferenciada que agrega um amplo espectro de tipologias:
    agregados às mil e uma agremiações candidatas a donativos, in-génuos, convivialistas (… a caminho de uns fumos), ideólogos da revolução a não haver, recrutadores de partidos esquerdalhos, mais uns tantos dos que estão em todas, e passantes que param pata ver.

    • POIS! says:

      Pois sim, mas Ventura já acabou com isso! Agora…

      As manifestações têm clientela certa – activistas – que agrega uma população diferenciada que agrega um amplo espectro de tipologias:
      agregados às mil e uma agremiações candidatas a donativos, in-génuos, convivialistas (… a caminho de uns copos), ideólogos da rotura a não haver, recrutadores de partidos direitrolhas, mais uns tantos dos que estão em todas, e passantes que param pata ver.

      • POIS! says:

        Pois, e ainda há mais! O chega já não chega para os salazarescos, que também se têm vindo a manifestar em Santa Comba todos os dias 3, em protesto contra todas as cadeiras de repouso. Com os salazarescos…

        As manifestações têm clientela certa – activistas – que agrega uma população diferenciada que agrega um amplo espectro de tipologias:
        agregados às mil e uma agremiações museo-memoriais candidatas a donativos,
        in-génuos, convivialistas (… a caminho de uns copos de vinho que dão de comer a um milhão de portugueses), ideólogos da ditadura a não haver, recrutadores de partidos salazaroides, mais uns tantos dos que estão em todas, e passantes que param pata ver.

    • Paulo Marques says:

      Não seja injusto, além do Andrézito, esquece-se dos manifestantes para que o estado pague os colégios privados, por exemplo.

  3. Paulo Marques says:

    Avante, camarada, que o moinho de vento ainda há-de ser vosso!

  4. Manuel Lopes says:

    Já no que respeita ao Mali, ou não fosse o seu presidente um neoliberal, a solidariedade com o povo é trocada por condenação por parte da comunidade internacional.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.