Pedro Adão e Silva – um comissário a peso de ouro

Pedro Adão e Silva, nomeado pelo governo para preparar as comemorações dos 50 anos do 25 de Abril irá embolsar para o efeito cerca de 4.500 euros por mês até ao final de 2026!
Queria acreditar que fosse fake news mas, até ao momento, a notícia do Porto Canal não foi desmentida!
Não é à toa que cada vez há mais jornalistas e comentadores que não passam de porta-vozes, seja de que partido, clube ou seita for, cartilheiros ou comentadores do regime. Não! Ganha-se muito bem, bem mais do que a trabalhar e não será despiciendo perguntar se não será o amigo Carlos Silva a pagar semelhante baú de ouro. Creio bem que não, infelizmente, seremos mesmo nós!

Está tudo a saque, dirá o povo, mas nós, elevados por salutar espírito ético, preferimos dizer – não foi para isto que Abril serviu! BASTA!!!
O Jornal Editorial do Porto Canal de ontem, por Tiago Girão, está aí abaixo. Sente-se, relaxe, coloque um kompensan à mão e ouça a pouca vergonha!

Comments

  1. Alexandre Barreira says:

    ….Abril….águas mil….ou melhor….”iste tá tude fedide”….!!!

  2. Lopes e Costa says:

    Quando foi a vez da quadrilha da múmia, do Cherne, do Coelhone e dos amigos “assaltantes” de bancos, estava tudo bem… Vai dar banho ao cherne…

    Este Aventar, começou a deteriorar-se…

    • JgMenos says:

      A cambada incomoda-se com o fim do ‘come e cala’.

      • POIS! says:

        Pois! Ah sim?

        E a que horas ficou V. Exa, assim, incomodado?

        • Abstencionista says:

          Xô Pois,

          Parabéns!!!
          A equipa dos abrantes está em grande!!!
          Um na CML a auferir e este a auferir muito mais!!!
          Fora os que auferem incógnitos, com o rabo de fora…Pois!!!

          Cumps

          • POIS! says:

            Pois tá bem!

            Mas os parabéns devem ser entregues ao próprio. Quando vir esse tal “abrantes” pode expressar todo esse júblilo que não consegue disfarçar.

            Pode ser na próxima sessão lá dos “Psicopatas Anónimos”, onde V. Exa costuma fielmente comparecer quando não anda por aí a “arregimentar”.


    • Nove ladrões já disseram que gostaram. Os outros 31 ainda devem estar a almoçar.

  3. JgMenos says:

    O puteiro abrilesco!

  4. Paulo Marques says:

    Devia ser um sem abrigo a trabalhar de graça, presumo. Ou devia-se deixar aos privados a tarefa de enaltecer a liberdade de viverem de rendas e créditos ao consumo, não de Abril, mas de Novembro.
    Mas, mas, eu pensei que 4500€ estava dentro de um ordenado da classe média que era esbulhado pelo estado, agora já é muito dinheiro?

    • Paulo Marques says:
    • Filipe Bastos says:

      Ora cá está, certinho como um relógio, o Paulo Marques a branquear mais um chulo xuxa. O Adão lambe-cus.

      Não, não era um sem-abrigo: era ninguém. Ninguém devia gastar um euro nesta merda. Já deitamos 25 Abril pelos olhos.

      Quem quiser já tem milhares de livros e artigos e filmes. Nada mudou. É irrelevante se faz 50 ou 48,333 anos.

      Mesmo a fazer-se algo, nada justifica que seja de 2021 a 2026. Nem que seja um piaçaba do PS a fazê-lo. Como disse o Carlos, havia milhares de alternativas dentro e fora do Estado.

      Tentar justificar esta mama e estas mordomias é abaixo de cão. Mesmo para si, é abaixo de merda.

      • Paulo Marques says:

        A gente sabe, prefere que seja o Guardian a fazer-lhe a educação das liberdades do mercado.

  5. Tal & Qual says:

    Oh Alves !
    Quanto é que já paguei dos bancos que foram ao ar com o PSD.
    E do Dias Loureiro ?
    E Oliveira e Costa ?
    Pois !! Vai dar banho ao cherne !

  6. Xuxa says:

    Caro Carlos,
    Crítica quem recebe por fazer algo, mas não entendo o porquê. Está aborrecido com o ordenado ou com as comemorações e/ou a existência do cargo?
    Já agora, e se concordar que devem existir comemorações/comissário, quanto é que deveria receber?
    Xuxa

    • Carlos Araújo Alves says:

      Cara Xuxa,

      Não critico quem trabalha e muito menos quem recebe justa retribuição.
      Para além de não me incomodar, defendo que deve haver alguém que coordene as celebrações dos 50 anos do 25 de Abril.
      Assim, parecer-me-ia razoável uma remuneração equiparada a Director-Geral Superior de 1º grau da função pública, actualmente fixada em € 3745,26 mensais brutos, mas nunca superior à que auferirá o Presidente da Comissão Nacional das Comemorações, o General Ramalho Eanes.
      O que não compreendo mesmo e considero inaceitável são as mordomias associadas como está indicado no quadro acima:
      um motorista;
      um secretário pessoal;
      3 técnicos especialistas;
      4 técnicos superiores em regime de mobilidade;
      1 equipa de apoio técnico;
      1 equipa de apoio administrativo.

      Parece-me grotesco que esse serviço dure desde agora até ao final de 2026 e que necessite de uma equipa de tal envergadura, uma vez que o Estado tem nos seus quadros funcionários muito bem preparados para esse serviço!
      Não, não é aceitável, nem compreendo como alguém de bem poderá aceitar semelhante rol de anómalas mordomias. Com este calibre só me recordo de Mega Ferreira na Expo 98.

      Relativamente à escolha, eu preferiria sempre alguém ligado às Forças Armadas a quem tenho de agradecer penhoradamente ter-nos oferecido esse dia, mas isso sou eu.

  7. Júlio Rolo Santos says:

    Um país com salários tão baixos não é tolerável que se pague um salário destes, por mais competente que seja a pessoa em questão. Esta situação leva á sua politização, o que é muito mau para o poder instalado.

  8. Patolas says:

    Quanto temos de pagar mensalmente ao catedrático de aviário, que desceu do Olimpo da sabedoria, para “dar lições de sapiência” no ISCSP?

  9. estevesayres says:

    Como diria o saudoso jurista Arnaldo Matos; “Isto é tudo um putedo”!!!
    Ao longo dos anos a maioria dos jornalistas e a comunicação social em geral (e não só), sempre tiveram, um ódio de morte ao jurista (um dos fundadores do PCTP/MRPP)!

  10. Filipe Bastos says:

    Só uma coisa enoja mais que esta nova sinecura do Adão lambe-cus: o seu branqueamento pela pandilha ‘então e os outros?’

    Perguntam. Então e os do PSD? E os do CDS? E os do Chega?

    Então e a corrupção do Estado Novo? E os pinguins da Patagónia? E as tempestades em Marte? E a órbita suspeita de Plutão?

    E o raio que vos parta?

    O Adão lambe-cus vai mamar sete salários mínimos durante SEIS ANOS, mais popó, motorista e entourage, para brincar ao 25 Abril.

    São dezenas de milhares de euros por mês, durante seis anos, para mais festarola e foguetório do patético ritual abrileiro. Para celebrar a golpada corporativa que só ainda ilude otários; a pífia legitimação desta partidocracia chula e corrupta.

    Bardamerda mais o 25 Abril.

    Querem festarola? Paguem-na vocês. Querem encher o cu ao Adão lambe-cus? Encham-no vocês. Tirem os meus impostos disso.

    • Paulo Marques says:

      Porquê? Senão vota noutros? Ah, espere, não vota. Faz greve? Ah, não, isso são os chulos. Manifesta-se? Ah, não, isso é gente sem nada para fazer. Muda sequer alguma coisa? Não, em si ninguém manda.
      Então, azarito, a ditadura continua.

      • Carlos Almeida says:

        P Marques

        A frase do Sr Bastos “Bardamerda mais o 25 Abril.” diz tudo sobre ele. Eu diria que é a cereja no topo do bolo
        Porque alimentar diálogos com um sujeito destes ?

        • Filipe Bastos says:

          Muito bem, Carlos: só deve falar com outros carneiros abrileiros. A exposição a ideias dissonantes pode fritar-lhe o cérebro…. seria uma grande perda.

    • Filipe Bastos says:

      Vá gozando. A vida sorri ao seu Adão lambe-cus e demais xuxas. É aproveitar; um dia pode acabar. Acabar mal.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.