O Cotrim mentiu-nos…

E o Público também. Recentemente, surgiu uma notícia do Público a alegar que o João Cotrim Figueiredo “não vê porque não repetir modelo dos Açores” com PSD e Chega. Vá lá, meteram as aspas até Açores, mas este título trata-se claramente de mais uma tentativa de descredibilizar a IL e colocá-la como braço direito do Chega. Não há uma entrevista que seja feita ao líder da Iniciativa Liberal sem uma referência ao Chega. Se querem escrutinar o trabalho da IL, ao menos que se faça com verdade. Questionem o porquê da abstenção em medidas pró-LGBT, por exemplo. Que já agora também discordo, porque deveria ser voto contra, visto que orientação sexual nunca deve ser um fator de desempate. Achar que a IL é contra LGBT é quase o mesmo que achar que a IL é contra aviões ou bancos. Questionem a abstenção em relação à audiência do Rui Pinto. Tenta coisa que têm, mas a única forma que encontraram para tentar melindrar liberais é falar do Chega. Ora, liberais dão palco a fachos por irem a umas palestras, mas trazer o Chega para a conversa todas as entrevistas é mero escrutínio.

Depois disto, ainda há pessoas que não perceberam o que se passou nos Açores. Não percebem que o acordo da IL é apenas e só com o PSD. Querem um desenho? Então tomem um desenho. Pode ser que seja desta.

E agora chegamos à parte mais grave. Cotrim mentiu-nos e não há como fugir às evidências. Ainda em tempos de legislativas, Cotrim disse não se juntar ao Chega.

Mais tarde, diz o mesmo numa entrevista ao Expresso.

Desta vez, não foi o JCF, mas sim Tiago Mayan a afirmar que não há hipótese para iliberais.

E agora, chegamos à mentira. JCF disse no Polígrafo SIC que seria a última vez que afirmava que não haveria acordos nenhuns com o Chega.

Ora, pois… É mentira. Infelizmente, repetiu dia 17/05 com Miguel Sousa Tavares.

E como se não fosse suficiente, ainda repete na RTP1, no 5 Para a Meia Noite.

Felizmente, temos esta excelente recolha do Myles. Para deixarem de perguntar e mentir sobre as posições liberais, talvez o Cotrim tenha de tatuar na testa “Chega é merda”.

Espero que da próxima vez, não haja resposta. Obviamente, virão os donos da virtude dizer que quem cala consente, mas não há motivo nenhum para repetir isto. Lamentável que os OCS dêem tanto palco a um partido como o Chega que apenas tem um deputado. Mas depois, os mesmos que acham isto normal são aqueles que gritam normalização a cada esquina.

Comments

  1. POIS! says:

    Pois tá bem! Mas estamos todos preocupados…

    V. Exa. queixa-se de umas dores, assim pela manhã? Olha! Apareceu-lhe uma mama… nas costas? O joelho direito…encostado à anca esquerda? Um testículo…na cova do braço?

    Tchchchchch! V. Exa. está mesmo todo torcido! Tem de tratar disso rapidamente!

    • Abstencionista says:

      “Apareceu-lhe uma mama… nas costas? O joelho direito…encostado à anca esquerda? Um testículo…na cova do braço? Um pénis … nos entrefolhos?”.

      Já estás assim às 10:12 da manhã?

      • POIS! says:

        Pois a sua mãezinha devia ter tido o trabalho de lhe dizer…

        Para não meter o bedelho onde não é chamado.

        Quanto ao pénis, pois acrescentou-o V. Exa, certamente porque a extrema necessidade que o enche de calores pelas costas abaixo falou mais alto.

        Já está assim às 16.06 da tarde? A ramboiada lá do Parque, ao que consta, deve começar bem só lá mais para a noite…
        Cada tirinho, seu melrinho….


  2. A conclusão das sucessivas caldeiradas onde a IL se tem envolvido (e continua) é só uma. A sua eventual credibilidade (a existir) evaporou-se por completo.
    É um pouco como o R.Rio que diz não ser de direita: ninguém acredita…

  3. JgMenos says:

    Quanto sensibilidade ao que diz a esquerdalhada!
    Tudo que incomoda a cambada é que não lhe aceitem a treta abrilesca que é a engorda de medíocres e chulos.
    Isso é que os incomoda com Chega ou sem ele.
    A prioridade que dão ao Chega só traduz a comodidade de o poderem associar ao fassismo, esteio maior dessa cambada de imbecis.

    • POIS! says:

      Pois é!

      Mas só o açossiam ao fassismo, talvez porque o Venturoso Enviado não se esforssa o neceçário para que fassa com que os tipos mudem de ideias,

    • Paulo Marques says:

      Bem, se quiserem ser mais que irrelevantes, convém quererem saber do que dizem e querem.

      • Paulo Marques says:

        Como o exemplo do ex-querído líder, que disse que não faria o que depois foi bem além. É preciso saber mentir, ao menos, inventar coisas sobre negros e roma não chega.

  4. JgMenos says:

    «associar ao fassismo, esteio maior dessa cambada de imbecis»
    Como não podem invocar ninguém às ideias que não têm,, lutam contra demónios para se fazerem passar por anjos.
    É no que deu ‘o caminho para o socialismo’, indigência e bandalheira.

    • POIS! says:

      Pois não me diga!

      Afinal o Venturoso Enviado…é um demónio? Quem diria! Tem razão o Livro do Apocalipsse. Aquela coisa do Anticristo e tal!

      Ssempre a tentar paçar aquela imagem de anginho! Mas que imbessil o tipo me ssaíu!

      Açim já não me admira que o tentem assossiar ao fassismo.

  5. Paulo Marques says:

    Diz-me com quem andas, dir-te-ei o que branqueias. A bater palmas e tudo, como no MEL.

Trackbacks


  1. […] até a ser cómico… a IL alega que não faz acordos com o Chega, argumentando que é com o PSD que têm um acordo nos Açores. Todavia, coloca Rui Rio no alvo mas não coloca a pessoa com quem tanto nega […]