Até sempre, camarada, pá

1936-2021

Vais para um sítio melhor, pá.

Camarada, pá! Não se encheram Campos Pequenos com contra-revolucionários. Mas, se te descansa, há por aí muito boi à solta que a História, certamente, colocará a dar marradas num qualquer Campo Pequeno.

Independentemente das derivas ideológicas que o PREC trouxe, és e serás, para sempre, um dos fundadores da Liberdade neste Portugal, outrora, açaimado. Há coisas que nunca te perdoarei, mas tu deves saber, melhor que ninguém, os erros que cometeste. Mas sei que, no fim de contas, fica o saldo positivo do muito que fizeste naquela noite. Sem a tua estratégia, método e foco, talvez não tivesse sido possível acabar com o fétido fascismo. E isso, pá, os verdadeiros anti-fascistas nunca esquecerão.

Camarada Otelo, até um dia!

Comments

  1. Alexandre Barreira says:

    …pois é…pá……a tua sorte é que….as touradas…..foram proibidas….RIP…..!!!

    • POIS! says:

      Pois foi!

      Lá ficou V. Exa sem emprego! Foi por isso que resolveu vir para aqui exercitar os seus dotes de peão de brega.

      Foi pena ter chegado a casa cravado da bandarilhas. Engano, certamente. A malta não está habituada a estes rituais da tauromaquia.

      Mas vá lá! Podia ter sido pior! Salvaram-se as duas orelhas!

    • João L Maio says:

      Há touradas e touradas, camarada.

      E, como tal, há touros e bois.

  2. JgMenos says:

    Teve o mérito de saber desaparecer de cena.
    Uma bebedeira acontece a qualquer….

  3. luis barreiro says:

    leio e aprendo, campos concentração socialistas gulags bom – campos concentração nazis maus.
    direita matar mau- esquerda matar bom

Trackbacks


  1. […] is the matter heere?. Ora bem, fazendo de Montano, respondo: por um lado, o que diz o Maio, por outro, o que recorda o Moreira de Sá. Haja […]

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.