15 de Setembro, o abraço

manifestante abraça policia 15 09 2012

por Pedro Bacelar Cerqueira. 15 de Setembro de 2012.

roubada onde tudo começou

Outra vez povo

Andamos anos a apagar a palavra de todos os dicionários: havia indivíduos, sociedade civil, contribuintes, eleitores, classe média e média alta ou média baixa, consumidores. “Povo” é que não, que isso soava a PREC e a bandeiras vermelhas, e miséria mais ou menos assumida. Agora voltamos a ser povo, orgulhosamente povo, por oposição aos que deviam representar-nos e nos voltam as costas assim que têm a eleição garantida. O que eu vi esta tarde, nas ruas do Porto, foi o povo português: famílias, jovens, reformados, desempregados, crianças, gente que não participava numa manifestação há décadas ou que o fazia pela primeira vez.

Se o Governo cairá? Cairá, seguramente, e as primeiras ratazanas já preparam a fuga do barco, mas o que hoje se vislumbrou poderá vir a ser muito mais importante do que essa queda. Hoje vislumbramos, ainda que por instantes, que, mais do que do partido A, B ou C, o país precisa que a sua gente se ocupe dele, que lhe dedique o seu entusiasmo, a sua alegria, e as suas grandes ganas de transformá-lo. Não sabemos ainda bem como fazê-lo, mas sentimo-nos impelidos a sair para a rua e a juntar-nos e a arregaçar as mangas para construir qualquer coisa entre todos. Este sábado mostrou-nos que não somos apenas nós e o nosso círculo mais próximo. Somos muitos e podemos construir outro país.

Obviamente, demitam-se

Deixemos de lado o quantos fomos. Não me lembro de uma manifestação em Portugal (e não apenas em Lisboa) sem guerras de números. Chega.

coimbra 15 setembro 2012, manifestação

Das muito poucas fotografias que fiz hoje, fica esta (não editada, depois substituo): Coimbra – 15 de Setembro de 2012, nunca tantos estivemos na ruas, desde 1 de Maio de 1974. Estimativa da PSP: 20 000. Não contei.

Que se lixe a troika! Manifestação 15 Setembro

Ver aqui listagem actualizada [Read more…]

15 de Setembro, também em Coimbra


E era bom que numa qualquer praça de todas as cidades também.

Evento no facebook

Obrigado Pedro Passos Coelho

Não é todos os dias que um primeiro-ministro se empenha na mobilização para uma manif. Só falta avisar que também por lá aparece.