O Brasil não passa… 1×2 aqui no aventar!

https://i2.wp.com/mundial.4linhas.com/imagem/060701212655.jpg?resize=400%2C336Esta equipa não me entusiasmou nada! O Brasil não é, nem de perto nem de longe, o grande Brasil. Tem uma defesa onde  joga um grande jogador – Maicon – os outros são jogadores de craveira média, dois médios muito lentos e um ataque com Robinho e pouco mais!

O Káká está longe da forma não liga a equipa. Fica aqui a aposta para quem quiser, deixe o seu vatícinio. Para mim é: Portugal, Costa do Marfim, Brasil, Coreia!

E a sua?

Mundial da África do Sul – Queiroz “O Grande”

Queiroz, segundo Nicolau Santos do ‘Expresso’, é o sexto treinador de selecção mais bem pago do mundo. Ronaldo é quase o melhor do mundo. Outros jogadores, portugueses ou brasileiros, são vedetas em clubes de grande projecção: Chelsea, Real e Atlético de Madrid, Benfica – o tal dos 6 milhões rigorosamente escrutinados – F.C.Porto e Sporting.

O seleccionado luso jogou com a selecção da Costa do Marfim; designação irónica porque, na verdade, deveria chamar-se Costa do Carvão. Não em função do colorido epidérmico dos africanos, mas porque, no final do jogo, nos fez a vida negra. Terminámos, de facto, o jogo nas trevas do sofrimento.

Difícil de acreditar, mas os portugueses até podem vir a fazer um resto de campeonato arrebatador. Para muitos, o que entretanto vai prevalecendo, em função da partida de hoje e das anteriores de preparação, é a imagem de uma equipa que joga pouco, muito, muito pouco.

Visto o jogo, ainda extraímos outra conclusão: nem no futebol escapamos da crise, a qual, pelos vistos, é amplamente sistémica e estrutural. Nada fica de fora.

Duvido, pois, da capacidade da selecção de Queiroz de atingir o sucesso. Mais a mais, temos nele um treinador balofo e arrogante, de incompetência demonstrada e certificada. É claramente o técnico do sistema nacional-futebolístico. Beneficia de apoios em diversos azimutes, ou seja, de Norte a Sul do País – de Famalicão a Boliqueime, por exemplo. É um ídolo sem resultados, como tantos outros que por aí circulam. É Queiroz “O Grande”, da nossa Macedónia.

Por precaução, contra reacções adversas a este texto, já preparei a resposta. É plagiada de uma afirmação de Scolari: “E o burro sou eu?”.

Portugal / Costa do Marfim, um mar de dúvidas

Vi o jogo e fiquei cheio de dúvidas.

Portugal entrou para não perder e não para ganhar, esta não é sequer uma dúvida. Mas Portugal não está lá para ganhar?

No primeiro tempo jogaram mesmo onze contra onze? Se sim, porque é que havia sempre um jogador português a menos e dois ou três costa-marfinenses a mais? E Dani? Jogou? Então porque é que eu não o vi jogar, apesar de o ver em campo? E Coentrão? Porque é que só subiu uma vez em todo o jogo? Não pode jogar com a liberdade que Jesus lhe dá no Benfica? E Ronaldo pode ser abandonado desta maneira, amarrado ao lado direito sem um lateral que suba para o ajudar e libertar?

Simão estava no banco porquê? Porque é que as palavras-chave do jogo foram perro, lento, temeroso, pouco ambicioso?

Portugal tem treinador? Mesmo? Eu olhei, olhei, vi uns senhores no banco mas não vi lá um treinador corajoso. Scolari é que era mau, não era? Era brasileiro e mal-educado, não era? E agora, os que lhe apontaram a porta de saída estão satisfeitos? E se Scolari saíu, porque é que não o substituíram por um selecionador em vez de um professor?

Nani e Pepe – tudo mal explicado!

“Daqui a uma semana estou bom” disse Nani quando chegou ao aeroporto, que é exactamente o tempo necessário para o Pepe jogar, se é que joga.

A não ser que o Pepe vá treinar contra o Brasil não se percebe a pressa em mandar embora o Nani, pois este até tem a vantagem de estar em grande forma, enquanto o Pepe não joga há seis meses. Os dirigentes da federação tentam calar o caso mas na verdade o que seria necessário é que explicassem bem explicado. Os antigos jogadores ontem no Prós e Contras, foram de opinião que neste momento todos estão focados no jogo de hoje, não há tempo nem necessidade de falar do caso, o que interessa é ganhar, depois explica-se. Espero que sim!

Na Costa do Marfim a novela acerca do Drogba continua, joga, não joga, joga digo eu, embora seja de alto risco podem ficar sem ele para o resto dos jogos. Todos escondem os trunfos, embora Portugal não vá apresentar nenhuma surpresa, trata-se de roubar a bola aos Africanos e pô-los a correr, afinal é o melhor que sabemos fazer.

Eu estou convencido que não vai haver golos, empate a zero, com o Queiroz não se joga para ganhar, joga-se no erro do adversário, digo eu que já vejo tudo a correr mal e já estou com uns nervos do catano!

Quer apostar? 1 – x – 2 .

FUTaventar: África Minha

Aí está o sorteio da Copa!

 

Brasil, Coreia do Norte e Costa do Marfim.

 

Aqui e de momento só me ocorrem os tracadilhos fáceis entre a nacionalidade do Liedson, as dificuldades do Luisão e a angústia nas marcações do Carvalho ao Drogba…

Mas, deixo isso para o Twitter.

Por agora um pedido aos senhores da Comunicação Social:

não me venham com as referências a 66, ao Brasil, a lesão do Pelé, os 3-5 contra os coreanos… Please… não há paciência, ok?

 

Nota de rodapé: os fãs da Democrática República da Coreia do Norte, tão presentes na Soeiro Pereira Gomes vão torcer pelo Lula ou por esse ENORME líder, o Pai KIM!