Os ricos não pagam impostos

Por conta do Luxemburgo Leaks fala-se de evasão fiscal, das técnicas e truques que as grandes empresas usam e abusam para reduzir os seus impostos a um mínimo ridículo, laborando em vários países da Europa e criando uma sede fictícia no Luxemburgo, Holanda ou Irlanda. São os países canalhas, que utilizam a UE para ganhar uns cobres à custa de empresas que usam as estradas dos outros, as redes de água ou sanemento dos outros, o vasto etc que os nossos impostos pagam, incluindo, pasme-se subsídios estatais.

Uma excelente reportagem feita a partir de França onde se pode igualmente observar como a casta alimenta os seus políticos, e a partir da qual bem se pode concluir que esta UE terminará sempre destruindo os países mais fracos.

Um país de políticos filhos da puta

As grandes empresas decidiram antecipar para 2010 a atribuição de dividendos devidos apenas em 2011, com o objectivo de fugirem aos impostos que há muitos anos já deviam estar a pagar.
José Sócrates fez o papel que dele sempre se espera: protegeu os poderosos e deu instruções ao Grupo Parlamentar do PS para rejeitar a proposta do PCP de taxar esses dividendos já a partir de 2010. Claro que há contrapartidas: o fundo de Pensões da PT, em dinheiro, vai chegar no fim do ano, mesmo a tempo de contar para o défice de 2010. As paredes de S. Bento, se falassem, descreveriam em pormenor as chantagens e as ameaças da PT para que a lei não fosse avante.
O problema é que José Sócrates gosta de se pôr de cócoras, de perninhas abertas, para o grande capital. Sabe-lhe bem porque faz parte da sua matriz ideológica. Que é.. não ter ideologia e vogar, a cada momento, ao sabor dos seus próprios interesses. E não é que quase sempre os interesses do grande capital coincidem com os seus próprios interesses!
Francisco Assis, por seu lado, já percebeu que só é respeitado dentro do seu Grupo Parlamentar com ameças e chantagens. O pequeno serventuário de Sócrates esteve desde sempre ao lado dos poderosos e chega a pôr o seu futuro político em causa para defendê-los. Não sei quantos dos seus amigos ficariam prejudicados com a taxação de dividendos, mas também não interessa. A cara de songamonga e o nome de santo já não conseguem disfarçar a sua verdadeira personalidade. Já o miquei há muito, mas o povo de Felgueiras micou-o antes de todos.
E depois temos Pedro Passos Coelho, outro artista.

[Read more…]