André Gomes, o falso tudo!

«Preferia ter o meu próprio estilo, mas acho que sou um misto dos dois. Iniesta e Rakitic são uma referência mundial, eu tenho de crescer, mas eles são modelos para mim

E um misto de Jorge Mendes, outra referência mundial, noutros campos deste futebol. Adiante. Não sei se o André disse isto a brincar ou a sério, mas acredito que o tenha dito com alguma seriedade porque a imprensa espanhola por norma não perdoa este tipo de afirmações e acaba quase sempre por capitalizar sobre o jogador.

Não sendo um apreciador do jogador em causa, apesar de lhe gabar a fantástica técnica individual de drible e de passe, creio que a afirmação está muito longe da verdade, apesar de crer que pese embora tenha sido contratado por um balúrdio muito acima do valor de mercado, o Barcelona viu em André Gomes um jogador muito hábil para segurar vantagens quando o mago Iniesta precisa de ir mais cedo para o banho de forma a poupá-lo para a partida seguinte.

[Read more…]

Brasil 2014 – Brasil vs Croácia

O novo Arena Corinthians, ou Itaqueirão, como quiserem, estádio de raiz construído para a inauguração deste campeonato do mundo e, em jeito de curiosidade para quem seja curioso destas coisas, para suprir a necessidade que um dos colossos do futebol mundial, o Corinthians, tinha de possuir finalmente um estádio próprio, recebeu o jogo que marca o início de mais um Mundial entre Brasil e Croácia. Apesar de não estar cheio, o Itaqueirão foi ao rubro quando o onze brasileiro escalado por Felipão cantou fervorosamente o hino brasileiro, entoado a letra do hino que vai para além do som previsto para o momento. [Read more…]

die besten

creio profundamente que é recorrente no mundo do futebol a história repetir-se constantemente. não sendo simpatizante de nenhum dos clubes presentes na contenda (sou fã do athletic de bilbao), tinha um post preparadinho na cabeça caso Diego Simeone e o Atlético de Madrid tivessem vencido a Liga dos Campeões. tenho como seguro que o trabalho que o argentino fez durante esta época no Vicente Calderón será alvo de estudo dentro de alguns anos. o seu a seu tempo, aqui no aventar. não tendo os colchoneros feito a festa em Lisboa, respeito os vencedores bem como todos os pobres tugas que hoje manifestam regozijo pela vitória de um falso “símbolo de portugalidade” que não é mais que um agremiador de dinheiro (uma máquina de dinheiro) outrora usado pelo estado espanhol como um projector de poder e um instrumento de controlo social. [Read more…]