Vai viver um ano com o salário mínimo e depois falamos: Alexandre Soares dos Santos

 “que se acabe com esta mania nacional dos salários dos ricos, dos quadros”, criticou Alexandre Soares dos Santos.

“Temos de ter políticas salariais onde as pessoas que trabalham sintam que o produto deste também vai para elas. Têm de haver políticas de remuneração”, salientou o gestor. in RTP

Alexandre Soares dos Santos, segundo a Forbes, foi o único dos milionários portugueses que o ano passado assistiu ao crescimento da sua fortuna pessoal. A minha sugestão ao cavalheiro para uma experiência de vida fora da zona de conforto, do colinho da empresa que herdou do papá, da papinha do estado que acaba de lhe oferecer uma legislação laboral à medida das grandes superfícies comerciais, refere-se ao nosso salário mínimo nacional, com o holandês não vale, ok?

fotografia Luiz Carvalho

Chelsea despediu o treinador

Isto não seria propriamente uma notícia.

Tal como não será novidade que o Mister da cadeira de sonho, André Villas-Boas, estava de partida de Londres.

O mais espantoso é o que isto significa. O Chelsea arranca com um projeto inovador de tornar milionários todos os portugueses. O processo é simples e está, finalmente, em fase de concretização: começou com Mourinho, depois com Scolari – na Rússia pensavam que ele era português – e agora com o Villas-Boas.

O milionário Russo vai contratar, um a um, todos e cada um dos portugueses. Ao fim de uma semana despede-os e depois é só pagar a indemnização.

Desta forma Portugal sairá da crise e estaremos de volta aos mercados ainda antes do fim do ano.

Está confirmado que eu serei o próximo. Ou não.

Chamou-lhe um Figo!

O Presidente do Tagus Park nada sabia acerca do contrato com Figo o que bem vistas as coisas só quer dizer que não pertence ao “inner circle”, não tem nada que saber, é assunto interno do PS!

Figo fez o que tinha a fazer, ganhou o dele, faz render a sua imagem enquanto de lembram dele, nada a dizer. É pouco ético enganar os eleitores fazendo crer que está perdido de amores por Sócrates e que o seu apoio era desinteressado? Pois sim, mas só um ingénuo é que vai nisso.

Mas que dizer de uma empresa com dinheiros públicos que utiliza a massa para financiar a campanha do partido do governo e que por acaso tem lá os boys donos do dinheiro? Pagar a Figo para ser cabeça de cartaz de uma campanha de propaganda ao País é íligitimo? Não, não é, salvo se ele  estiver a ser paga pelo empurrãozinho que deu ao candidato Sócrates.

E cá estamos no lamaçal que Sócrates adora. É, mas não é, estão lá os amigos e os boys mas ele não sabe de nada, os xuxas trabalham sem o chefe saber, são mais Sócrates do que Socrates, afinal quem é que aos 39 anos ganha 2.5 milhões de euros/ano tanto quanto ganharia um funcionário público no topo da carreira ao fim de 20 anos. Reparem, não é ganhar o mesmo ,eram precisos 20 anos para juntar um só ano do milionário vencimento!

Isto é algo tão escandoloso que não vale apena sequer tentar que as pessoas se sintam motivadas.

Nos ricos países sociais- democratas a relação é de 1 para 3, em Portugal é de 1 para 8 !

A que limite poderá chegar a ganância?