A besta do FMI


Christine Lagarde, de uma penada, descobriu que a situação da Grécia se deve ao facto de os gregos não pagarem impostos. Tendo em conta o exemplo desta senhora, fica-se com a impressão de que ser economista é, afinal, muito simples, embora a verdade seja a de que estamos diante de um discurso ideológico sem ponta de cientificismo ou de análise criteriosa.

Como se não bastasse a Lagarde deixar escapar afirmações tão simplórias, ainda acrescenta a bestialidade de que os problemas das crianças gregas perdem importância quando comparados com os das crianças do Níger. Não faço ideia se a alimária encanecida que preside ao FMI tem feito alguma coisa pelas crianças africanas, mas considero tristemente risível esta ideia de desprezar o sofrimento de uns por haver outros que estão pior: é uma falta de respeito por todos.

Comments

  1. Jorge Anyous says:

    Grande besta!
    Mas que falta de pudor-Esta mulher ficou maluca.

  2. Afonso Jorge says:

    Como muito bem diz o Sérgio Ribeiro está-lhes no ADN.

  3. Interessante esta senhora – já não bastava merkozy com acento tónico em merkelllll – que ao andar na mó de baixo logo é preterida por uma senhora de branco que nem sequer é “loira” – estamos lixados – até parece que o “desaparecimento” de sócrates que servia de “tampão” ao auto-exilar-se conseguiu que passássemos a focar-nos mais nesta FMiosa – o diabo que escolha – Mas nem sei porque é que mesmo que me tenham sacado 40% (prognóstico do engº Picanço) não estou muito preocupada (ainda) – Perante as alarvidades relvas carecas a precisar de adubo azotado para “crescer” e La-garde, mas o que hei-de fazer ?? Talvez aprender humor com o anornal e gordo e feio alentejano do canal 1 Malat’programa que ganha milhões do meu IRS (tanto como a Catarina Furtado) fora os que nem sei, com o seu anormal programa de “adivinhe quem souber” – Temos tantas alternativas para escolher o prémio “euro-visão” e só temos má lingua porque somos ingratos já que para quem é demasiado novo, não sabe que se vive um período economico-cultural e social que não me lembro apesar da provecta idade, de ter vivido nem no tempo da outra senhora – os jovens nem sabem como nos deram a maior das “oportunidades de criar emprego” como diz o anormal e demente primeiro ministro que escolheu a dêdo o seu adjunto que me revolta as tripas além de um grupo de anormais que também como nunca se banqueteiam no almoço opípara da AR e ganham o que nem se sabe que ganham porque é segredo das Secretas e conservam os seus sagrados e institucionais subsídios de férias e natal coitados – e eu que orgulhosamente pensava que já tinha visto tudo do melhor e pior, aqui estou a ver o que vem aí porque a procissão ainda vai na praça – além de estar cada dia mais impressionada com os programas de TV que não consigo ver porque não tenho cultura para perceber e aceitar – estou mesmo desactualizada – se calhar anquilozei – ou os neurónios entraram em curto circuito

  4. Tito Lívio Santos Mota says:

    foi ministra das finanças de Sarkozy, com quem
    duplicou a dívida pública da França em apenas um ano, baixando os impostos em 55 mil milhões de euros às grandes fortunas do país.
    E nem precisou da crise para isso, foi em 2007/2008.

    a diante…

  5. O problema da Europa é económico. (Há outros, mas o principal é económico). A srª FMI terá que ler o básico Marx em vez de algo economicês na moda.

    Desde que toda indústria europeia foi deslocalizada para os países emergentes (por que mistério serão emergentes e a criar riqueza? mistério, mistério, deve ser por pagarem muitos impostos) que o destino está traçado: a Europa será um continente pobre, a África do século XXIII ou antes, com coisas como Barroso e Hollande e etc, será antes, com certeza.

  6. MAGRIÇO says:

    Não é por acaso que esta senhora goza de tanta simpatia nos EU. A julgar por estas infelizes declarações, também deve ser adepta da caridadezinha. Já que se mostra tão solidária com a fome em África, ficava-lhe bem ter condenado as fortunas fabulosas que dirigentes desta continente tem acumulado sem se preocuparem com as condições de vida do povo.

  7. e os filhos dos gregos que pagam impostos? como ficam?

  8. Antonio Santos says:

    Pouco tempo antevejo para esta mulher no mundo da finança!!…

Trackbacks

  1. [...] depois da besta Lagarde ter mandado os pais das crianças gregas afectadas pelos cortes na despesa pública pagarem [...]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s