De Janeiro a Janeiro, o Ano Inteiro…

Um dia morremos todos atropelados nas compras e nem damos por isso. Gosto disto

Comments


  1. Confesso que aderi a esta promoção, em tempo de guerra…não se limpam armas.
    Em tom de brincadeira comentei com alguns funcionários, o facto de lhes darem um “bom dia do trabalhador”. Qual não foi o meu espanto com a resposta, quando responderam que, tomara a maioria dos empregados terem o patrão que eles têm. Fiquei pasmada a olhar…pensando…será que só sabemos falar mal de todos os que são patrões, ou será que, diante da situação que o país(e não só) atravessa, ainda há empregadores que até são razoáveis?
    Dia do Trabalhador? Deveremos encerrar os hospitais, os restaurantes e outros locais de emprego, só para se festejar um dia (que sim, é muito importante pelo que representa), fazendo do dia, um dia de contestação e manifestações…ou devemos arregaçar as mangas e dar o nosso contributo, para que dia do Trabalhador seja um dia dignificado, com ou sem trabalhadores a exercerem as suas funções. Porque terá de ser um dia de não trabalho para alguns…se para outros, devido às profissões que exercem, isso não pode acontecer?


  2. Maria, não leve a mal, mas é muito mais profundo que isso.
    Porque razão, pensa, que o dia do trabalhador se comemora com o não trabalho?

  3. Vitor Ramos says:

    Merecemos todos os passos e pior, somos uma porcaria de povo.

  4. J.Pinto says:

    Maria,

    É claro que o Soares dos Santos é um grande homem. Toda a gente que diz umas verdades incomoda. Por isso é que alguns teimam em atirar as culpas para cima do homem que mais emprega em Portugal. Ninguém se atrave a fazer melhor.

    Quanto aos descontos, seguindo o raciocício de muitos leitores e autores do blogue, os portugueses deviam comprar mais caro. É isso que eles defendem, pelo menos não davam dinheiro ao odioso de estimação.

    Quanto aos trabalhadores, devem ser os próprios a defenderem-se. Há uns quantos que continuam a querer incendiar alguma coisa, mesmo que não haja motivo para tal. Infelizmente, também é por causa deste pensamento invejoso que estamos como estamos.

    Ouvia há bocado de manhã na RTP1 uma senhora, dona de uma mercearia, dizer que a vida está difícil e que por causa disso, ao contrário do que costuma fazer, lá abriu a sua loja no dia do trabalhador. Pelo meio, criticou a abertura dos hipermercados neste dia. Ou seja, eu posso/devo abrir, os outros não têm esse direito.

  5. maria celeste ramos says:

    4H de 2 maio-RTP2-Em 24 horas dois sismos a 120 km da cidade do México – Obama visitou de surpresa o Afeganistão após um ano de fazer desaparecer Bin Laden e assina cordo com karzai e continua a financiar a guerra-bem agora a história de Irina de Ronaldo nascida lá para cima – emigrantes portugueses da construção civil morrem em frança – até 2016 carga fiscal aumenta diz Gaspar – Supervisores do Banco de Portugal falharam com o BPN e foram “promovidos” – 1º maio agridoce com o pingo doce com polícia a dominar o caose ASAE investiga- 844 farmácias sem acesso a remédios por casa de dívidas – tribunais com 1.7 milhões de processos pendentes-sarkozy ataca sindicatos-1º maio dia do consumidor-banca cancela contas caucionadas e estrangula empresas-PR convoca a sua elite para discutir Portugal-Horta Osório diz que lloyds está certo-Ricardo Jorge Pinto comentador diz na RTP2 que o melhor título é o do dia do consumidor-desemprego aumenta e como pagam prestação da casa e banco quer entrga da casa copiando modelo espanhol-que constâncio foi promovido ao BE++ etc-El mundo fala dos supermercados aqui e chama anti-crise-Evo Morales expropria a rede electrica espanhola Repsol e lá vai a economia espanhola sofrer mais um bocado-Nato reune em Chicago-Em buenos aires explode bomba na embaixada de UE-nada disto interessa a ninguém, creio-mas é o que há

  6. Tito Lívio Santos Mota says:

    uma das “doce” tem um marido que nos anda a atropelar a todos.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.