Desacordo Técnico: o exemplo

Os  estudantes do Instituto Superior Técnico dão o exemplo.

«A Assembleia de Escola do Instituto Superior Técnico, um órgão consultivo ao qual compete dar parecer acerca de todas as matérias de interesse relevante para a vida da escola, aprovou hoje — com 19 votos a favor, 5 contra e 7 abstenções — a inclusão da discussão de um parecer pela revogação do Acordo Ortográfico na ordem de trabalhos da próxima reunião. Todos os representantes dos alunos presentes votaram a favor»
Movimento para a Revogação do Acordo Ortográfico no Instituto Superior Técnico, 8/5/2012
https://www.facebook.com/desacordotecnico

Comments

  1. Zephyra says:

    Bravo!


  2. Eu gostaria de saber quem são os cinco que votaram contra…


  3. Gostava era de saber porque cargas d’água é que as nossa TV’s adoptaram de imediato o AO.

  4. maria celeste ramos says:

    Ora bem – mesmo que dali saiam com cabeça cheia de betão – que bom – até creio que anda por aí (como constatei mais ouma vez ontem) uma geração que já não tem rabos de 25 abril e maios (como eu não tenho do 1º dezembro que não vivi e só defendo mas intectualmente) – ora bem queridos meninos – BOA

  5. Aluno says:

    Tendo sido um dos representantes dos estudantes a votar a favor, informo que quem votou contra foram 5 professores que acharam que a Assembleia de Escola não deve discutir tais assuntos, o que é errado, pois afectam a vida dos estudantes e dos portugueses. Há exames escritos com e sem acordo ortográficos quer por docentes, quer por alunos e depois há professores que, seguindo a (pobre) legislação neste assunto, descontam valores por “erros ortográficos” que eles mesmo dão.


  6. Caro Aluno das 15:37 – o nome dos professores deve ser público. Que se saiba bm quem são.
    Um viva para os alunos!

  7. Daniel Gonçalves says:

    Bravo! Pelo menos vê-se alguem a agir contra este miserável acordo

Trackbacks


  1. […] estudantes do Instituto Superior Técnico apresentaram uma moção com uma vontade muito clara: a de que “nenhum estudante seja […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.