“… que se projecta na actualidade e no futuro”

Cunhal

Ao chegar a casa, depois de me deparar com um invulgar interesse de Ricky Gervais por determinados aspectos do folclore português hodierno, fiquei a saber, através da comunicação social amiga do Acordo Ortográfico de 1990, que, na próxima semana, no Espaço “Couloir Chevale [sic e já lá vamos]” do Parlamento Europeu, aqui em Bruxelas, será inaugurada uma exposição sobre Álvaro Cunhal, com o título «Vida, pensamento e luta: Exemplo que se projeta [sic] na atualidade [sic] e no futuro».

Cunhal 2

Desconfiado como sou destas ‘adopções’, fui verificar à fonte e, de facto, o nome da exposição é completamente diferente: «Vida, pensamento e luta: exemplo que se projecta [✓] na actualidade [✓] e no futuro».

Se acreditasse naquela notícia, julgaria que, ainda há bocado – no intervalo do trabalho e a caminho do quiosque, para comprar o Frankfurter Rundschau e uma Bic Cristal –, tinha passado pelo Couloir Chevale (sic). Há mais de dez anos que por lá passo e, embora “Couloir Cheval” já não se chame, ainda como “Couloir Cheval” é conhecido. Couloir Chevale? Lamentamos, mas desconhecemos.

Registe-se este fenómeno extraordinário: em português, são suprimidas sem qualquer pejo letras que fazem imensa falta, mas, em francês, não há problema de espécie alguma em acrescentar letras que não fazem absolutamente nenhuma falta. Não, não tem nada a ver com os One *Diretion. Não, nem pensem nisso: o padrão é outro.

Amanhã, por lá voltarei a passar — e garanto-vos: doravante, dificilmente o farei sem me lembrar deste episódio.

Desejo-vos uma óptima semana.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.