Oriente: trabalhar até à morte!

Na  têxtil do Bangladesh ou na Young & Rubincam na Indonésia, onde uma jovem morreu ao fim de 30 horas consecutivas  de trabalho.

Comments

  1. Maquiavel says:

    Com 24 e acontece-lhe isto? Fraquinha. Näo bebesse tanto Rede Bule.
    No Ocidente, no Norte civilizado, o cataläo Manel de 34 anos já vai em 3 dias consecutivos a trabalhar umas 14 horas por dia. Näo dorme,arrasta-se para a cama, e depois arrasta-se para o comboio de volta . Já lhe disse para que pare um bocadinho, ou morre mesmo de cansaço. Mas o Manel é fuçäo (até demais), e espera que de Segunda a Quinta tenha férias.
    E estäo lá mais como ele. No civilizado Ocidente nórdico.
    Pelo menos pagam-lhe algumas horas extraordinárias.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.