Procura-se Gajo

que trabalhe de borla

Comments

  1. Yyyyy Xxxxx says:

    Existe também “a possibilidade” de levarem um pau pelo cú acima; isso é que era. “Apesar de não ser remunerado penso que não deixa de ser um desafio” — porra, que desrespeito.


  2. Já não está disponível a oferta de escravidão.


  3. na volta arranjaram um…

  4. José Peralta says:

    Mas entretanto, o trabalho escravo continua : Um filho do “aguenta, aguenta” ulrich, está a ser “escravizado” (3.069 € mensais, coitadito !), como assessor do sec. Est. das infraestruturas e transportes, e uma filha, funcionária do psd, foi nomeada consultora da casa civil do cavaco. (Só o pesado fardo de o aturar, coitadita !)

    Deve ter sido castigo imposto pelo paizinho, com o argumento : “se os pobres aguentam, vocês também têm de aguentar ! Ai, aguentam, aguentam !”

  5. José Peralta says:

    E mais dois escravizados : O presidente da comissão (mais uma…) instaladora de um tal Banco de Fomento, 13.500 € mensais ! A vice-presidente, 12.800 € mensais !

    Pagos pelo “bloco de gelo com pernas”, aquela que, sem pestanejar, corta nos faraónicos ordenados a partir de 600 €…

    Quando é que “alguém” põe cobro a esta escravatura ?

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.