Sport faz história, Lousada vence e sobe de divisão

O Sport Club do Porto e a Associação Desportiva de Lousada Hóquei foram, ontem, os grandes destaques da modalidade, a nível internacional. Em Bratislava, os de Vale do Sousa, ainda que desfalcados de pedras basilares, venceram a prova e subiram de divisão; as meninas do Sport atingiram o pódio na prova em que foram anfitriãs e que a a equipa francesa de Merignac conquistou.

sport

Foi com a garra, que a imagem de Douglas Rogerson representa, que a equipa feminina portuense levou de vencida as duas representantes de Gibraltar (uma, na fase de grupos; a outra, no jogo de atribuição classificativa final) e fez história, num evento que não atingiu, em termos de organização, o brilhantismo do ano transacto (a ausência, por motivos de saúde, do Dr. Rui Mesquita veio mostrar que o vice-presidente do Sport e líder da filosofia do hóquei no clube faz muita falta, como congregador de vontades e espírito hoquístico), mas que nos mostrou uma equipa bem mais confiante e com um extraordinário querer.

Bratislava

Em Bratislava, no complexo desportivo que mostramos acima, a AD Lousada cumpriu a primeira fase da sua promessa competitiva: começar a subir no ranking europeu, por forma a atingir, o mais rapidamente possível, o Challenge I, já que a 1.ª divisão, o Trophy, ainda é uma utopia. Aliás, os lousadenses poderiam, perfeitamente, já estar a disputar a divisão imediatamente superior, que acaba de ser ganha pelo campeão turco.

Para a história, 7-1 ao Predanovci, 5-3 ao NSA de Sófia e 4-0 ao Ardas-Rudamina, na fase de grupos. No jogo de atribuição dos primeiros classificados, os lousadenses empataram a duas bolas com os anfitriões do KPH Raca e, no desempate por livres directos, marcaram dois e garantiram o título, à frente dos dinamarqueses do Slagelse, que também sobem de divisão.

De referir que o Sport Club do Porto, no jantar oficial, homenageou duas dedicações da modalidade e que se associaram ao evento: Patrícia Castro, juiz internacional e Presidente do Conselho de Arbitragem, foi a responsável pela imagem que o Sport deu da prova aos seus visitantes, e Xavier Anton, o fisioterapeuta do GD Carris, que está sempre presente quando solicitado: mais uma vez aconteceu, mais uma vez ele apareceu e foi responsável pelos músculos e ossos das atletas de todas as equipas, e até de dirigentes europeus, como aconteceu durante o jogo do Sport com as senhoras do Eagles de Gibraltar.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.