Liberland, o embrião do éden neoliberal

Liberland

Como se cria um novo país? Não faço a mínima ideia. Mas o senhor Vit Jedlicka sabe e encontrou a solução perfeita para os tempos conturbados que vivemos: decidiu criar o seu próprio país.

À procura de reconhecimento oficial entre os seus pares europeus, a Republica Livre de Liberland estende-se ao longo de 7km2 de um pedaço de terra que aparentemente ninguém reclama, na margem ocidental do Danúbio, entalado entre as fronteiras da Croácia e da Sérvia. Já tem Constituição, escudo, bandeira e hino. Só lhe falta mesmo existir.

E eles estão a tratar disso. Existe um site do novo país, onde podemos consultar a legislação existente (apesar de ainda estar em processo de tradução), preencher um formulário para requerer cidadania liberlandêsa ou consultar uma série de outras informações úteis sobre esta “experiência”. Saliente-se que, no caso de existir um histórico criminal ou de ligação a partidos extremistas, nomeadamente comunistas ou nazis, a cidadania desta coisa ser-lhe-á imediatamente negada. Já a propriedade privada é considerada intocável e a liberdade económica dos seus cidadãos um valor supremo, constitucionalmente protegida por mecanismos que limitam os poderes dos políticos e a colecta fiscal. Um paraíso neoliberal?

Segundo o site oficial, percebemos que, apesar de não existir, Liberland é já um Estado soberano e Vit Jedlicka o seu auto-nomeado presidente. Até porque não devem lá estar muitas mais pessoas e alguém tinha que mandar. Pena que mais neoliberais não sigam o exemplo deste checo e criem os seus próprios estados onde os impostos possam progressivamente desaparecer, as empresas privadas possam abertamente controlar tudo sem qualquer tipo de constrangimento ou necessidade de instituições de arbitragem à lá TTIP e onde todos os adeptos da selvajaria financeira se possam canibalizar uns aos outros até que a morte ou a indigência os separe.

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Começa bem este Liberal. Ou a terra era de ninguém (conceito inexistente) ou o homem já começou a gamar … Sete Km2, não é muito, mas não há dúvida que se trata de uma conquista liberal tal como são, por exemplo, os impostos…

  2. Senhor Pires says:

    Muito bem dito. Onde já se viu, quererem fugir do socialismo. Isto no tempo dos paraísos comunistas é que era bom. Aliás, quando eles se arrependerem da experiência do canibalismo ultra-neo-liberal têm Albânia logo ali ao lado, onde darão apreço e carinho a Hoxha. E sai um beijinho ao João José Cardoso, esse indígena da intelectualidade, que embora não assine o artigo, perfilha do mesmo amor por Hoxha.


    • Senhor Pires onde é que leu aqui algum elogio ao comunismo ou à Albânia? Alucinou? Ou é apenas mais um pateta que vive de generalizações idiotas?

      P.S. Se quiser declarar o seu amor ao João José Cardoso experimente fazê-lo num artigo que seja do seu ídolo. Partilhamos o nome e alguns pontos de vista mas não somos a mesma pessoa. Ah, já me esquecia, o senhor Pires é um pateta que vive de generalizações idiotas.

    • Nightwish says:

      E o senhor tem ali ao lado o paraíso Húngaro, futuro modelo da UE, porque não vai para lá viver a sua liberdade?


    • Chama-lhe parvo, que o é mas por outras razões. Ia agora sair do armário num texto meu. Tem-no largo, e claro que tem medo.


    • somente mais um.. anti.. há muitos em Kiev,, agora os naziSS são “democráticos”..cof, cof…


  3. Conheces o senhor Pires JJC? Será da família do Pires de Tremoços?

  4. Rui Silva says:

    Não é caso único. Em Portugal também temos o Principado da Pontinha que proclamou a sua independência no ano 2000. Tem como sistema politico a Monarquia, e tem o euro como moeda.
    Na Dinamarca temos a Christiania que fica dentro da própria capital.
    Na Alemanha nos anos 70 também houve uma tentativa de proclamação de um estado independente da Alemanha, não me lembra agora o nome que foi arrasada pelo exercito.
    Nos EUA também exit«ste actualmente um estado independente com moeda própria e tudo, mas não tenho noticias de como estão a correr as coisas.

    cumps

    Rui Silva


  5. comunistas é extremista, estão a gozar só pode.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.