Uma decisão vergonhosa de um Governo ridículo


A decisão do Governo de dar tolerância de ponto aos funcionários públicos por causa da visita a Portugal do chefe de Estado do Vaticano é das decisões mais vergonhosas e mais ridículas dos últimos anos.
Podia relembrar que é apenas um chefe de Estado em visita a Portugal – um entre muitos. Podia relembrar que Portugal é um país laico segundo a Constituição da República que este Governo jurou respeitar. Podia destacar que todos têm o direito de ir a Fátima se quiserem – metem um dia de férias e, se for autorizado, lá vão eles.
Podia ainda informar que nesse dia os meus alunos tinham um teste marcado. Que outros meus alunos iam ao teatro. Que havia um Dia Aberto para os alunos das Escolas Básicas irem conhecer a Escola Secundária. Que havia consultas e operações marcadas nos Centros de Saúde e nos Hospitais. Julgamentos nos Tribunais. E por aí fora.
Podia dar um sem-número de argumentos, mas acho que não vale a pena. Esta decisão não tem ponta ponta por onde se lhe pegue.
A patranha das visões, uma das maiores patranhas do último século, fica para depois, porque não é isso que está em causa. Tiago Barbosa Ribeiro percebeu-o e merece por isso os maiores elogios. Infelizmente, o Governo não o percebeu, porque eleitoralmente lhe interessa não perceber. Da mesma forma que o Presidente da República e a Direita não o perceberão, porque são beatos.
Como eleitor da Esquerda, espero que pelo menos o Bloco e o PCP condenem firmemente esta decisão. Se não o fizerem, mostrarão que são tão hipócritas como todos os outros.

Comments

  1. joão lopes says:

    e depois,é caso para tanto drama? é infinitamente pior,e mais vergonhoso o futebol em portugal,que ate ja conta com mortos e tudo..mas quando o benfica ganhar outra vez,vai haver por ai muita gente que tambem não vai trabalhar,muita bebedeira e muita empresa que nem chega a abrir.desculpe,a religiao que envergonha é o futebol,infinitamente mais que fatima…

    • Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

      OK, percebido, o seu valor é a bola. Está tudo dito…

    • Parece que o Benfica também é uma religião…
      (Tal como o FCP, o SCP e os outros.)

      • joão lopes says:

        fatima,futebol e fado…ou como criticar este governo pela tolerancia,e sendo assim tambem se deve criticar este governo e o anterior pelas imparidades(ou seja,basta ser presidente do benfica e ter uma enorme divida ao novo banco,que não ha problema,os fieis adeptos pagam)

  2. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Completamente de acordo. Hipocrisia pura.

  3. Ernesto says:

    Mas se as fronteiras vão estar fechadas, como é que o papa entra no País?Não entendo!

  4. Pablo says:

    Sou ateu . Não é agnóstico , como muitos dizem , sou mesmo ateu . Isso, não me impede de aceitar num país como Portugal maioritariamente católico a tolerância de ponto . Não È por autorizar a tolerância de ponto que o estado deixa de ser laico. Trata se de o estado entender os seus cidadãos e respeitar as suas opções religiosas. Ninguém fica obrigado a ir a Fátima ver o papa .

  5. Chaves says:

    Pobres alunos que tão mal servidos estão. Um chorrilho de asneiras – a começar com a gasta ideia de que Portugal é um Estado laico – compõem este post.

  6. Rui Tovar says:

    Assuma-se, homem. É do PSD, já percebemos, tem todo o direito e só lhe fica bem. Agora essa mania de dizer que é de esquerda para ver se o pessoal engole melhor a propaganda de direita é hipócrita e parvo.

Trackbacks

  1. […] uma tolerância de ponto ridícula. Contra todos os feriados religiosos. Contra uma ditadura católica que chega ao ponto de […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s