ESCANDALOSO ROUBO AOS PORTUGUESES


Para verificarem a pouca vergonha que é esta RENDA que todos pagamos à EDP, vejo o acordo assinado em 2012 entre o Governo e a EDP Renováveis, os preços fixados e o valor, desde 2013, do preço médio da energia.

Link: http://web3.cmvm.pt/sdi2004/emitentes/docs/FR41305.pdf

Para resumo: em 2012 terminava o período de 15 anos em que o Estado financiou as eólicas. O Governo de então, com PM Pedro Passos Coelho e Ministro da Economia Álvaro Santos Pereira, assinaram um acordo em que se mantinha nos 7 anos seguintes (2013-2020) uma tabela de preços (estilo SWAP) que protegia as Eólicas. Os Portugueses pagavam 74 Euros por cada MWh, caso o preço médio diário fosse inferior a esse valor (e foi sempre por LARGA margem), pagariam o preço médio diário se esse valor estivesse entre 74 Euros e 98 Euros, e pagariam 98 euros/MWh se o preço médio diário fosse superior a 98 Euros/MWh.
 
Como o preço médio diário (claro, contratos feitos para enganar e para ter lucros GARANTIDOS) foi sempre muito inferior a 74 euros/MWh, os Portugueses, os contribuintes, estiveram sempre a financiar a EDP Renováveis. É isso a RENDA EXCESSIVA.
 
Lembre-se disso quando pagar a conta da eletricidade. Está a pagar o negócio garantido dos outros. Está a pagar negociatas que pretenderam garantir que as eólicas tinham lucros fabulosos, com os contribuintes a financiar, para depois as empresas serem vendidas a estrangeiros. Nós, contribuintes, continuamos a pagar este escândalo.
 
Lembre-se disso quando olha para o comportamento dos partidos na AR relativamente a propostas para aplicar taxas às rendas excessivas e ESCANDALOSAS das empresas de energia.
 
Lembre-se disso quando olha para os seus consumos e pensa em poupar, desligando o aquecimento, porque não pode pagar as contas. Não pode suportar contas para se aquecer e dar conforto à sua família, mas está a pagar os lucros escandalosos dos outros e os salários MEGA-milionários de MEXIA e companhia.
 
ISTO É UMA VERGONHA E UM ROUBO AOS PORTUGUESES.

 

 

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    ” (…) Lembre-se disso quando olha para os seus consumos e pensa em poupar, desligando o aquecimento (…)”

    Lembre-se disso é quando for votar nestes e nos outros crápulas.

  2. Paulo Marques says:

    Mas queria o quê, que as pessoas fossem gastar em bens nacionais de forma a que o dinheiro ficasse na economia nacional, invés de nem ter justificação na teoria de pobreza europeia? Tás é agarrado às clientelas, pá.

  3. O problema é a existência do contrato e o facto do PS estar cheio de boys, logo a incompetência reina por aquelas bandas. É que seria necessário rasgar contratos, e isso pode sair caro… mas como sempre ninguém explica, e, como é normal no PS, as reuniões com o avental são sempre mais importantes e usam mais recursos daquelas mentes limitadas. E como é normal, a Austeridade Expansionista teve estes resultados

  4. E esqueci-me de acrescentar e a fabulástica capacidade de Passos Coelho et al. de defender os interesses nacionais de acordo com Pintelhes Catroga et al.

  5. Ricardo Almeida says:

    Tal como com a maioria absoluta de Sócrates, o PS teve aqui mais uma oportunidade dourada de mostrar que consegue suportar a sua retórica com acções e que realmente faz jus ao “Socialista” no slogan do partido.
    Em vez disso comportou-se como o PS de sempre, que não é mais que uma cópia aguada do PSD ou não tivesse ele estado coligado com o cancro do CDS no passado.
    Daqui só consigo elaborar duas justificações, ambas más para o PS: ou realmente concordam com a proposta do BE para reduzir estas rendas obscenas, ainda que por um valor insignificante (a proposta do BE só peca pela falta de ousadia) mas recusam-se a admiti-lo pois teriam de dividir a glória com um partido que os humilha constantemente no campo socialista onde supostamente deveriam ser reis, ou realmente o PS não passa de uma gigantesca cortina de fumo, que até diz as coisas certas quando as TVs e jornais estão a prestar atenção mas por trás é apenas demasiado cobarde e hipócrita para fazer o que se espera dele.
    Neste ponto não interessa muito qual a verdadeira razão pois esta situação só vem reforçar o meu pacto pessoal de não votar PS pelo menos na próxima década.

    • JgMenos says:

      Mais um a inventar.
      Quem algum dia imaginou o BCE a pôr os juros abaixo de zero?
      Todos o projectos das eólicas foram financiados a partir do contrato com o Estado aos juros desse tempo.
      Não raro quem financiou financiou-se com idêntica referência e por aí fora.
      Alguns venderam e quem comprou fê-lo com base nesses contratos.

      E agora vinha um chico-esperto, apitava e dizia agira já não vale’!

  6. ….Nunca votei nem votaria em tal bicharada….sepulcros caiados de branco ! tanto que já nos atraiçoaram por lhes termos permitido serem governo ! não fosse o BE e PCP, nem governo eram, e se chegarem a ser governo por maioria absoluta……pobre país sempre espoliado pelas corjas vampirescas….que vieram todos da mesma caverna.
    …que pena andarmos tão zangados e a perder tempo com esta podridão, quando haveria que juntar energias e vontades para lutarmos com optimismo e esperança por um futuro e país mais justo e solidário !

  7. “ISTO É UMA VERGONHA E UM ROUBO AOS PORTUGUESES.” 😆 😆 😆 😆 😆 😆

Trackbacks

  1. […] Para alguém que queira saber mais quanto e como este roube se implementa pode consultar este post. […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s