Ano novo, impostos novos

Governo anuncia aumento do imposto sobre os combustíveis
O Imposto Sobre Produtos Petrolíferos e Energéticos (ISP) vai ser aumentado a partir de segunda-feira [amanhã], segundo uma portaria publicada hoje [31/12/2017] pelo Governo em Diário da República. [DN, 31/12/2017]

A taxa do ISP aplicável à gasolina passa a ser, respectivamente, 0,556 euros e 0,343 euros por litro para gasolina* e gasóleo, o que se traduz num aumento de 0,9 cêntimos por litro de gasolina e de 0,6 cêntimos por litro de gasóleo.

Escolher o dia da passagem de ano para anunciar este aumento é uma sacanice em dose dupla. Primeiro, por aumentar os impostos num produto cujo preço já é maioritariamente composto por impostos e, em segundo lugar, por novamente se ir pelo caminho de anunciar medidas quando os portugueses andam entretidos com outras coisas. Pelo andar da carroça, já estou a olhar para o calendário para me preparar para futuras más notícias.

* com teor de chumbo igual ou inferior a 0,013 g por litro

 

Bom 2018!

Um bom 2018 para todos os fazem o Aventar, dos que lêem aos que comentam e aos que nele escrevem. Um excelente 2018 também para os companheiros dos blogs vizinhos que vão resistindo ao Facebook e também para os que voltaram à bloga depois de verem que facebooks e que tais não são plataformas de publicação. Por fim, um formidável 2018 para todos os outros não mencionados, pois a boa sorte é contagiosa.

Vídeo: Dinner for One, uma curta história que se tornou parte integrante da noite de passagem de ano de diversos canais de televisão nórdicos.

Um excelente 2018

Cartolas saídas de cavas tolas

Ajuste direto da EGEAC – Empresa da Câmara de Municipal de Lisboa que gere as atividades culturais –, para compra de 30 mil cartolas para a Passagem de Ano por 57 mil euros (…)”.  Isto mais parece uma brincadeira de Carnaval de muito mau gosto. À parte as tricas e negociatas da adjudicação, cabe na cabeça de alguém gastar tal montante (por mais patrocinado que seja) para produzir uma brutalidade de objectos inúteis de plástico??? Não terão os responsáveis por este absurdo ouvido falar dos problemas de poluição provocados pelo plástico? Mas que belo exemplo dais senhores empresários municipais da EGEAC! Bem acrescentais que está garantida “a recolha e a transformação através de processos de reciclagem do plástico produzido nos três dias de concertos na Praça do Comércio”. Reciclagem? Pois mais custos, embora melhor que nada; mas sabeis que embalagens e produtos plásticos desnecessários não deveriam sequer ser produzidos, pois sabeis? Ele é mesmo que se lixe, é ou não é?

Em festa pela destruição do planeta, chim-chim ao novo ano!

Sugestão

Tem sido um sucessivo fracasso aproximar os cidadãos da política e dos partidos políticos.

Por isso, aqui vai uma sugestão.

Que tal fazer o contrário e aproximar os partidos políticos da realidade do cidadão e da generalidade das empresas, e acabar com as isenções de impostos de que beneficiam e, também, pô-los a pagar taxas de justiça e custas judiciais?

Talvez, assim, sempre que viessem falar das dificuldades do povo e do custo de vida, de como a justiça é cara, e outras coisas do género, soasse um pouco melhor.

É só uma sugestão.

Entretanto: Bom Ano Novo!

Socialismo no século XXI

A doutrina socialista apregoa igualdade, mas o resultado palpável obtido sempre que algum país leva à prática as ideias de Marx, acaba por ser a miséria generalizada, excepção feita aos iluminados camaradas dirigentes que conduzem o rebanho se sacrificam liderando as massas.
A Venezuela é hoje um triste e lamentável exemplo do resultado a que conduzem o desrespeito pelas liberdades, pela propriedade e iniciativa privada. Não faltam por esse mundo fora invejosos aspirando a meter as mãos nos bolsos de quem produz, em nome do Estado social e outros disparates do género. A bizarria começou com Chavez, mas agravou-se com Maduro, que incapaz de encarar o fracasso da sua política, recorre a delirantes desculpas inventando inimigos e teorias da conspiração, esquecendo o essencial, que o seu regime socialista nada produz à excepção do petróleo, uma riqueza natural que nada tem a ver com política. Ainda assim, nem ao combustível a população consegue aceder. [Read more…]

Gamela

O estado cor-de-rosa em que se encontra a choldra…

%d bloggers like this: