A diplomacia portuguesa está de parabéns!

Fotografia: Gil Cohen-Magan/AFP@Middle East Eye

Hoje é um daqueles dias em que me sinto verdadeiramente orgulhoso por ser português e europeu . No dia em que os EUA trumpizados exibem ao mundo a sua mais recente canalhice pirómana, a União Europeia em peso não se fará representar na inauguração da embaixada americana em Jerusalém. Só mesmo alguma tralha fascista que por cá temos, residual e pouco representativa dos valores fundadores da União, marcará presença neste momento de radicalismo populista e incitação à violência. O KKK europeu a ser igual a si próprio.

Ainda que simbólico, este acto de rebeldia agrada-me. Como me agrada que os signatários europeus do acordo nuclear com o Irão não tenham cedido à chantagem do Adolfo nazi de cabelo laranja. Não sou antissemita, não embarco no radicalismo de culpar todos os israelitas pelos erros e abusos dos políticos corruptos e dos banqueiros terroristas que efectivamente mandam em Israel (e nos EUA), mas estarei sempre do lado do boicote a governos fascistas, belicistas, fanáticos e racistas, que não respeitam direitos humanos e que usam a tortura e o sofrimento de inocentes para impor a sua agenda política.

Por tudo isto, que não é pouco, quero endereçar os meus sentidos parabéns à diplomacia portuguesa, por, uma vez mais, optar por não fazer fretes a tiranetes.

Comments

  1. Antonio Medeiros says:

    João Mendes:Sinto-me também orgulhoso de ser filho de portugueses que vieram para o Brasil e ter no coração esta alegria de não concordar com a pouca vergonha e crimes praticados por não somente este mas também os antecessores que praticaram e praticam genocídio com o povo árabe, que também são nossos irmãos.Continue a nos denunciar e nos mover à denuncia deste fascistas.

  2. Bento Caeiro says:

    Estão de parabéns a UE e todos aqueles que não aceitaram colaborar com este atentado aos direitos e à dignidade do Povo Palestiniano.
    Contudo, não se pense que o sionismo vai desarmar por tão pouco; têm, como eles dizem, “os justos” – idiotas úteis, como foi a Sociedade das Nações e, agora, o Trump – do seu lado, para os apoiar na sua luta contra os gentios (palestinianos, iranianos e todos os outros, que não eles; mesmo o americanos e os que, em certos momentos, os apoiam). Não é por acaso que se aliam a Trump e ao reino saudita contra o Irão e desenvolvem acções de apoio ao Daesh. Conhece-se a fórmula – já é muito velha: dividir para reinar, aproveitando as vantagens e fraquezas das forças em presença. Até porque aos sionistas nunca lhes saiu das suas mentes doentes a idéia de criarem um Estado do Eufrates ao Nilo e do Jordão ao Mediterrâneo, e são pacientes.
    Até porque, sabemos e não nos podemos esquecer – a não ser que sejamos anti-semitas. Pois?! – São o povo-eleito de um certo deus que lhes deu as terras e mandou que as tomassem, mesmo que para tal tivessem de matar todos os que lá estão – “Passar a fio de espada, homens velhos e novos, animais, crianças e mulheres e arrecadar os tesouros para grandiosidade do seu deus”.
    Para bem da humanidade, tal como aconteceu com o nazismo e o stalinismo, temos o dever de combater e livrar-nos de todas as intolerâncias: mormente do sionismo, apoiado e financiado pelos EUA e, também, do seu irmão gémeo, o islamismo fundamentalista – apoiado e financiado pela Arábia Saudita.


  3. Convosco de alma e coração, companheiros !
    DENUNCIEMOS
    “…o sionismo apoiado e financiado pelos EUA e, também o seu irmão gémeo, o islamismo fundamentalista – apoiado e financiado pela Arabia Saudita ”

    E felicitemos vivamente a esperança numa UE com todos aqueles que não aceitaram colaborar com este atentado descarado e obsceno aos direitos e à dignidade do Povo Palestiniano a quem devemos todos nós de boas vontades apoiar e defender vivamente !

  4. Paulo Marques says:

    Coitados, precisam de espaço para vier. Como é que se diz em Hebreu “Lebensraum”?

  5. Luís Lavoura says:

    Confesso que não entendo que mérito tem Portugal neste assunto. Primeiro, porque nenhum outro país da União Europeia se fez representar na inauguração. Segundo, por que raio teria Portugal que estar presente na inauguração de uma embaixada dos EUA em Israel? Isso é assunto que diz respeito a Israel e aos EUA, não a Portugal!

  6. Afonso Guedes says:

    A europa alinha sempre pela voz de quem manda , ou seja da Fuhrer Merkel.
    A Merkel como boa n*zi quer acabar com os judeus, mas agora por procuração passada aos palestinos.
    Desta não se tinha lembrado o hitler.

    Afonso Guedes

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.